PRE­SO EM EXER­CÍ­CIO

To­dos os qua­tro go­ver­na­do­res elei­tos nos úl­ti­mos 20 anos no Rio fo­ram de­ti­dos

O Dia - - RIO DE JANEIRO -

Pe­zão pas­sa a in­te­grar uma lis­ta na­da hon­ro­sa: a de go­ver­na­do­res elei­tos que fo­ram pre­sos. Ele se des­ta­ca no gru­po por ter si­do o úni­co a pa­rar na pri­são du­ran­te o exer­cí­cio do man­da­to.

To­dos os go­ver­na­do­res elei­tos nos úl­ti­mos 20 anos fo­ram pa­rar atrás das gra­des. O pri­mei­ro de­les foi Anthony Ga­ro­ti­nho, que go­ver­nou o es­ta­do en­tre 1999 e abril de 2002, quan­do saiu pa­ra dis­pu­tar a pre­si­dên­cia. A sua vi­ce, Be­ne­di­ta da Sil­va, as­su­miu o go­ver­no até o fim do man­da­to, em de­zem­bro de 2002.

Ga­ro­ti­nho foi pre­so um dia an­tes de Ca­bral, em 16 de novembro de 2016, acu­sa­do de frau­dar o Pro­gra­ma Che­que Ci­da­dão. Ca­bral, que che­gou a zom­bar da pri­são de Ga­ro­ti­nho (seu ini­mi­go po­lí­ti­co) foi pre­so na Operação Ca­li­cu­te e de lá pa­ra cá, de­nun­ci­a­do em 25 pro­ces­sos e com con­de­na­ções que bei­ram os 200 anos de pri­são.

Ro­si­nha Ga­ro­ti­nho, que foi elei­ta em 2002 e go­ver­nou até 2006, quan­do foi su­ce­di­da por Ca­bral, foi pre­sa ano pas­sa­do, por cri­mes elei­to­rais. Ela es­te­ve na mes­ma ce­la da ex-pri­mei­ra-da­ma, mu­lher de Ca­bral, a ad­vo­ga­da Adri­a­na An­cel­mo, ho­je em pri­são do­mi­ci­li­ar.

As­sim co­mo os che­fes do Exe­cu­ti­vo, os do Le­gis­la­ti­vo flu­mi­nen­se não es­ca­pa­ram. To­dos os pre­si­den­tes da Alerj des­de 1995 es­tão pre­sos: Ca­bral, Jor­ge Pic­ci­a­ni e Pau­lo Mel­lo.

(RO­DRI­GO FELIX LE­AL / GAZETA DO PO­VO, SEVERINO SIL­VA, ARMANDO PAI­VA, RO­DRI­GO ME­NE­ZES

Ca­bral e Pe­zão es­tão pre­sos. Ga­ro­ti­nho e Ro­si­nha fo­ram sol­tos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.