MERGULHANDO NAS ÁGUAS DE DEODORO

Com fun­ci­o­na­men­to am­pli­a­do, la­go do Par­que de Deodoro ba­te re­cor­de de pú­bli­co no fim de se­ma­na

O Dia - - FRONT PAGE - GUS­TA­VO RI­BEI­RO gus­ta­vo.ri­bei­[email protected]

De­pois de mui­tos me­ses, es­te foi o pri­mei­ro do­min­go em que o pis­ci­não do Par­que Ra­di­cal do bair­ro foi aber­to pa­ra uso dos mo­ra­do­res. Re­sul­ta­do: gran­de mo­vi­men­to pa­ra apla­car o ca­lor.

De­pois de mais de um ano fun­ci­o­nan­do só aos do­min­gos, fi­nal­men­te o pis­ci­não do Par­que Ra­di­cal de Deodoro, com­ple­xo cons­truí­do pa­ra os Jo­gos Olím­pi­cos de 2016 e com cus­to em obras de R$ 720 mi­lhões, vai pas­sar a abrir tam­bém du­ran­te a se­ma­na e aos sá­ba­dos, pa­ra dar um re­fres­co aos mo­ra­do­res da Zo­na Oes­te no ve­rão. O no­vo es­que­ma de fun­ci­o­na­men­to co­me­çou no úl­ti­mo sá­ba­do, após o ape­lo da po­pu­la­ção pa­ra que o es­pa­ço de la­zer fos­se me­lhor apro­vei­ta­do. Hou­ve re­cor­de de pú­bli­co nes­te fim de se­ma­na, com 4.098 vi­si­tan­tes.

A en­tra­da, que con­ti­nua gra­tui­ta, ago­ra se­rá li­be­ra­da de quar­ta-fei­ra a do­min­go, das 9h às 16h, pe­lo me­nos até mar­ço. “A pre­vi­são é es­sa. Se o ca­lor per­sis­tir, va­mos ao pre­fei­to e à Se­cre­ta­ria de Fa­zen­da. Aqui é um equi­pa­men­to olím­pi­co e quan­do fa­la­mos de le­ga­do olím­pi­co, é pa­ra o po­vo, mas tem que ter uti­li­za­ção olím­pi­ca tam­bém. Em 2018 ti­ve­mos du­as com­pe­ti­ções in­ter­na­ci­o­nais aqui. En­tão, es­ta­mos con­se­guin­do con­ci­li­ar tan­to al­to ren­di­men­to quan­to la­zer”, dis­se Pa­tri­cia Amo­rim, sub­se­cre­tá­ria do Le­ga­do Olím­pi­co.

Pa­tri­cia con­tou ain­da que a ver­ba men­sal pa­ra a ma­nu­ten­ção do par­que era de R$ 351 mil por mês, va­lor do­bra­do pe­la pre­fei­tu­ra até o fim da es­ta­ção. “São 500 me­tros qua­dra­dos e 31 mi­lhões de li­tros de água. Além da pis­ci­na, tem a ma­nu­ten­ção do gra­ma­do, gu­ar­da-vi­das, se­gu­ran­ça’, ex­pli­cou a sub­se­cre­tá­ria.

ÁGUA FRESCA, SEM SOMBRA

Com o for­te ca­lor que fez sá­ba­do e do­min­go, 4.098 pes­so­as es­ti­ve­ram na área de la­zer. Foi o ca­so da apo- sen­ta­da Ma­ria da Pe­nha Ma­dei­ra da Silva, 66 anos, mo­ra­do­ra de Ma­re­chal Her­mes, que le­vou o ma­ri­do e as ami­gas pa­ra co­nhe­ce­rem o lu­gar on­tem. “É óti­mo, per­to de ca­sa e dá pa­ra olhar me­lhor as cri­an­ças, mais se­gu­ro que na praia. É a pri­mei­ra vez que vi­e­mos e se­ma­na que vem es­ta­re­mos aqui de no­vo”, con­tou Ma­ria da Pe­nha. “É uma op­ção de la­zer e nos jo­ga­mos!”, com­ple­tou a apo­sen­ta­da, que foi de car­ro e le­vou cer­ve­ja, co­mi­da e san­duí­ches.

Ju­di­te Ba­tis­ta, 52 anos, foi com a ne­ta de 11. A cor­re­to­ra, que che­gou ao par­que vin­do de ôni­bus de An­chi­e­ta, apro­vou a ini­ci­a­ti­va da mai­or uti­li­za­ção do es­pa­ço, mas su­ge­riu me­lho­ri­as. “Sin­to fal­ta de ár­vo­res, prin­ci­pal­men­te pa­ra as cri­an­ças. Elas po­dem até ter uma de­si­dra­ta­ção, es­tá mui­to quen­te”, de­sa­ba­fou. “Nós le­va­mos guar­da­sol, mas a dis­tân­cia pa­ra o por­tão é gran­de, meu fi­lho já se quei­mou mui­to aqui e foi pa­rar no hos­pi­tal. Tam­bém fi­ca mui­to cheio na pis­ci­na, en­tão é bom fi­car de olho nas cri­an­ças. De qual­quer for­ma, é uma óti­ma op­ção por­que no su­búr­bio não te­mos ne­nhu­ma op­ção de la­zer”.

ALEXANDRE BRUM

ALEXANDRE BRUM / AGÊN­CIA O DIA

Fre­quen­ta­do­res apro­vei­ta­ram o Pis­ci­não de Deodoro, que fi­cou lo­ta­do no pri­mei­ro fim de se­ma­na após re­a­ber­tu­ra de quar­ta a do­min­go

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.