‘AUTORIZEI QUE­BRAR O SI­GI­LO’

O Dia - - O DIA DE HOJE - CÁSSIO BRU­NO e-mail: cas­sio.bru­[email protected] N Twitter: @Cas­si­o_B­ru­no

Luiz Pau­lo Cor­rêa da Ro­cha (PSDB), de 73 anos, se re­e­le­geu de­pu­ta­do es­ta­du­al pe­la dé­ci­ma se­gun­da vez. Vi­ce-go­ver­na­dor de Marcelo Alen­car e se­cre­tá­rio na ges­tão Cesar Maia (DEM) na pre­fei­tu­ra do Rio, o par­la­men­tar é ho­je pre­si­den­te da Co­mis­são de Tri­bu­ta­ção e mem­bro das Co­mis­sões de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça e de Or­ça­men­to da Alerj.

Em en­tre­vis­ta, Luiz Pau­lo fala sobre o fu­tu­ro fi­nan­cei­ro do Es­ta­do, Co­af e a de­ci­são de apoi­ar o pe­tis­ta André Ce­ci­li­a­no à Pre­si­dên­cia da As­sem­bleia, que es­tá ali­nha­do com o go­ver­na­dor Wil­son Wit­zel (PSC).

O DIA: O no­vo go­ver­no as­su­me com um rom­bo de R$ 8 bi­lhões. Co­mo re­ver­ter is­so?

LUIZ PAU­LO: Além do rom­bo, o Es­ta­do te­rá R$ 11 bi­lhões de res­tos a pa­gar acu­mu­la­dos. Não po­de­mos des­con­si­de­rar. Exis­tem al­gu­mas me­di­das: com­ba­te à so­ne­ga­ção fis­cal, na or­dem de R$11 bi­lhões/ano; re­vi­são dos in­cen­ti­vos fis­cais, que es­tão em R$ 10 bi­lhões/ano; a cri­a­ção pe­la ANP (Agên­cia Na­ci­o­nal de Pe­tró­leo) de no­vas me­to­do­lo­gi­as de cál­cu­lo do re­pas­se de royal­ti­es na ex­plo­ra­ção do gás; re­vi­são dos re­pas­ses da Lei Kan­dir e do De­cre­to de in­ter­na­li­za­ção do Re­pe­tro, com ar­ti­cu­la­ção en­tre os es­ta­dos do Rio, Es­pí­ri­to San­to e São Pau­lo. Há um cam­po imen­so pa­ra o go­ver­na­dor tra­ba­lhar.

O Re­gi­me de Re­cu­pe­ra­ção Fis­cal com a União foi bom ou ruim?

Em te­se, foi bom, pois foi sus­pen­so o pa­ga­men­to do ser­vi­ço da dí­vi­da com a União, que no ano da as­si­na­tu­ra era de R$ 9 bi­lhões/ ano. O Es­ta­do pô­de, com is­so, con­trair em­prés­ti­mos. En­tre­tan­to, o re­gi­me pre­ci­sa ser re­vis­to pa­ra ajus­tar de­ter­mi­na­das me­tas e re­ne­go­ci­ar o pa­ga­men­to man­ten­do-se a cor­re­ção mo­ne­tá­ria e re­ti­ran­do os ju­ros ou o re­du­zin­do subs­tan­ci­al­men­te ou, ain­da, alon­gan­do o pra­zo de pa­ga­men­to. Ca­so con­trá­rio, o go­ver­no vai pa­gar mon­tan­te su­pe­ri­or a R$18 bi­lhões/ano.

O que le­vou o go­ver­no ao ca­os fi­nan­cei­ro? Ges­to­res in­com­pe­ten­tes. Des­ca­pi­ta­li­za­ção do Ri­oP­re­vi­dên­cia, to­ma­da de em­prés­ti­mos des­ne­ces­sá­ri­os vi­san­do in­te­res­ses es­pú­ri­os. O pla­ne­ja­men­to es­tra­té­gi­co era ine­xis­ten­te.

O Co­af diz que seus as­ses­so­res mo­vi­men­ta­ram R$ 7,1 mi­lhões.

Ofi­ci­ei ao Mi­nis­té­rio Pú­bli­co as ex­pli­ca­ções es­cri­tas e do­cu­men­tais de dois as­ses­so­res. Ca­da um é res­pon­sá­vel por su­as mo­vi­men­ta­ções. Jun­tei as mi­nhas de­cla­ra­ções dos cin­co úl­ti­mos anos e autorizei a que­bra do meu si­gi­lo ban­cá­rio.

Dez de­pu­ta­dos fo­ram pre­sos por cor­rup­ção. É o pi­or mo­men­to?

Sem dú­vi­da. A cor­rup­ção es­tru­tu­ra­da nas eli­tes po­lí­ti­cas e em­pre­sa­ri­ais se es­ten­deu ao Exe­cu­ti­vo, Le­gis­la­ti­vo, TCE, um ex­che­fe do MP, ex-go­ver­na­do­res e qui­çá, ou­tras áre­as ain­da não in­ves­ti­ga­das. O efei­to foi de­vas­ta­dor.

Quem apoi­a­rá pa­ra a Pre­si­dên­cia da Alerj?

A ban­ca­da do PSDB apoi­a­rá o André Ce­ci­li­a­no (PT). Fi­ze­mos par­te do blo­co de opo­si­ção por 16 anos. Pa­re­ce-nos que te­mos de apoi­ar quem não es­te­ja sub­mis­so ao Exe­cu­ti­vo.

DIVULGAÇÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.