Tu­ca­no de­ve res­pon­der por área da Pre­vi­dên­cia

Se­cre­tá­rio de­ve ser o de­pu­ta­do Ro­gé­rio Ma­ri­nho (PSDB-RN), que foi o re­la­tor da re­for­ma tra­ba­lhis­ta re­a­li­za­da pe­lo go­ver­no Te­mer

O Estado de S. Paulo - - Primeira Página - Adri­a­na Fer­nan­des Idi­a­na To­ma­zel­li / BRASÍLIA

O fu­tu­ro mi­nis­tro da Eco­no­mia, Pau­lo Gu­e­des, de­ve in­di­car nos pró­xi­mos di­as o re­la­tor da re­for­ma tra­ba­lhis­ta, de­pu­ta­do Ro­gé­rio Ma­ri­nho (PSDB-RN) pa­ra co­man­dar a área de Pre­vi­dên­cia Social da no­va pas­ta. Uma se­cre­ta­ria es­pe­ci­al de­ve­rá ser cri­a­da pa­ra fi­car sob a di­re­ção de Ma­ri­nho. A ideia ini­ci­al era que a Pre­vi­dên­cia fi­cas­se na se­cre­ta­ria de Pre­vi­dên­cia e Ar­re­ca­da­ção, que fi­ca­rá com o eco­no­mis­ta Mar­co Cin­tra.

O de­se­nho não es­tá fe­cha­do, mas fontes in­for­ma­ram que Gu­e­des quer pas­sar com a es­co­lha de Ma­ri­nho uma men­sa­gem im­por­tan­te de re­for­ço na re­for­ma da Pre­vi­dên­cia que po­de aju­dar na ne­go­ci­a­ção com o Par­la­men­to.

De­pu­ta­do fe­de­ral pe­lo PSDB, Ma­ri­nho não foi re­e­lei­to nas elei­ções pas­sa­das, mas Gu­e­des, se­gun­do apu­rou a re­por­ta­gem, com a no­va in­di­ca­ção, quer dar mais des­ta­que à re­for­ma da Pre­vi­dên­cia den­tro da es­tru­tu­ra do Mi­nis­té­rio da Eco­no­mia pa­ra si­na­li­zar a im­por­tân­cia da apro­va­ção do en­du­re­ci­men­to nas re­gras pa­ra se apo­sen­tar no Brasil, me­di­da considerada es­sen­ci­al pa­ra a sus­ten­ta­bi­li­da­de das con­tas pú­bli­cas.

Co­mo re­la­tor re­for­ma tra­ba­lhis­ta, considerada di­fí­cil e im­po­pu­lar, Ma­ri­nho tem ex­pe­ri­ên­cia pa­ra aju­dar nas ne­go­ci­a­ções com o Con­gres­so, que se­rão ne­ces­sá­ri­as pa­ra apro­var a re­for­ma da Pre­vi­dên­cia. Com uma no­va se­cre­ta­ria, o Mi­nis­té­rio da Eco­no­mia te­rá se­te se­cre­ta­ri­as.

Wal­dery Ro­dri­gues Ju­ni­or de­ve ser in­di­ca­do pa­ra a Se­cre­ta­ria de Fa­zen­da, se­gun­do apu­rou o Estadão/Bro­ad­cast. Ele te­ria co­mo ad­jun­to o atu­al mi­nis­tro do Pla­ne­ja­men­to, Esteves Col­na­go, de acor­do com o de­se­nho que es­tá sen­do mon­ta­do pa­ra a pas­ta. Wal­dery ho­je é co­or­de­na­dor-ge­ral na Se­cre­ta­ria de Po­lí­ti­ca Econô­mi­ca do Mi­nis­té­rio da Fa­zen­da. Esteves Col­na­go é ser­vi­dor de car­rei­ra do Ban­co Cen­tral.

Pla­ne­ja­men­to. Pa­ra a Se­cre­ta­ria de Pla­ne­ja­men­to, Gu­e­des de­ve in­di­car o ad­vo­ga­do Pau­lo Ue­bel, es­pe­ci­a­lis­ta em di­rei­to tri­bu­tá­rio e fi­nan­cei­ro. Ue­bel foi CEO do Li­de e é ex-se­cre­tá­rio de Ges­tão do go­ver­no João Do­ria, em São Pau­lo. Seu ad­jun­to de­ve ser o atu­al se­cre­tá­rio exe­cu­ti­vo do Mi­nis­té­rio do Pla­ne­ja­men­to, Gleis­son Ru­bin.

Se­gun­do apu­rou o Estadão/Bro­ad­cast, o de­se­nho atu­al do Mi­nis­té­rio da Eco­no­mia con­tem­pla a in­di­ca­ção de ape­nas um se­cre­tá­rio exe­cu­ti­vo, que de­ve fi­car com Mar­ce­lo dos Gu­a­ranys, que ho­je tra­ba­lha na Ca­sa Ci­vil.

Gu­a­ranys é fun­ci­o­ná­rio de car­rei­ra do Te­sou­ro Na­ci­o­nal e já foi diretor-pre­si­den­te da Agência Na­ci­o­nal de Aviação Ci­vil (Anac). Ele in­te­gra o se­le­to gru­po de fun­ci­o­ná­ri­os con­si­de­ra­dos “su­per téc­ni­cos” da Es­pla­na­da pe­la ex­pe­ri­ên­cia e co­nhe­ci­men­to que pos­su­em e po­dem tran­si­tar em vá­ri­os ór­gãos do go­ver­no fe­de­ral.

ANDRE DUSEK/ESTADÃO - 10/11/2017

Apos­ta. O de­pu­ta­do Ro­gé­rio Ma­ri­nho tem ex­pe­ri­ên­cia pa­ra cos­tu­rar as ne­go­ci­a­ções

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.