BOLIVARIANISMO

O Estado de S. Paulo - - Espaço Aberto -

Quar­to man­da­to na Bo­lí­via

A pos­si­bi­li­da­de de dis­pu­tar o quar­to man­da­to con­se­cu­ti­vo, con­for­me au­to­ri­za­do pe­lo Tri­bu­nal Elei­to­ral bo­li­vi­a­no, é cla­ra­men­te in­cons­ti­tu­ci­o­nal. O re­fe­ren­do de 21 de fe­ve­rei­ro de 2016 re­jei­tou uma no­va re­e­lei­ção de Evo Mo­ra­les. Uma vez ma­ni­fes­ta­da a von­ta­de po­pu­lar, es­ta pas­sa a ser vin­cu­lan­te e não po­de ser des­res­pei­ta­da. A úni­ca ma­nei­ra de mo­di­fi­cá-la é me­di­an­te no­va con­sul­ta po­pu­lar. O per­so­na­lis­mo e a cen­tra­li­za­ção de poder no pre­si­den­ci­a­lis­mo la­ti­no-

ame­ri­ca­no, com re­e­lei­ção in­de­fi­ni­da, le­vou às atu­ais gra­ves cri­ses po­lí­ti­cas na Ni­ca­rá­gua e na Ve­ne­zu­e­la. In­fe­liz­men­te, a Bo­lí­via po­de se­guir o mes­mo ca­mi­nho. As ins­ti­tui­ções de­mo­crá­ti­cas per­dem le­gi­ti­mi­da­de e aca­bam fi­can­do em ris­co qu­an­do a es­quer­da não aceita a al­ter­nân­cia de poder e al­te­ra re­gras pa­ra per­ma­ne­cer no go­ver­no.

LUIZ RO­BER­TO DA COS­TA JR.

lr­cos­[email protected] Campinas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.