Ca­oa pro­du­zi­rá car­ros da chi­ne­sa Chan­gan no ABC

No­va mar­ca. Aqui­si­ção de uni­da­de que abri­gou mon­ta­do­ra ame­ri­ca­na por 50 anos mar­ca­rá o re­tor­no ao Bra­sil de mar­ca que atu­ou por aqui até 2016, ape­nas com veí­cu­los im­por­ta­dos; fá­bri­ca de­ve­rá pri­o­ri­zar mo­de­los SUV, que se­rão mais ba­ra­tos do que os da Ca­oa C

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - Tião Oli­vei­ra

An­ti­ga fá­bri­ca da Ford vai abri­gar mon­ta­do­ra chi­ne­sa que atu­ou no Bra­sil até 2016 com veí­cu­los im­por­ta­dos. Chan­gan de­ve­rá pri­o­ri­zar mo­de­los SUV mais ba­ra­tos do que os da Ca­oa Chery.

A com­pra da fá­bri­ca da Ford, em São Ber­nar­do do Cam­po, pe­la Ca­oa já tem ob­je­ti­vo de­fi­ni­do: pro­du­zir au­to­mó­veis da Chan­gan, uma das cin­co mai­o­res mon­ta­do­ras da Chi­na, apu­rou o ‘Es­ta­do’. Na ce­rimô­nia do anún­cio do ne­gó­cio, no Pa­lá­cio dos Ban­dei­ran­tes, on­tem, ha­via pe­lo me­nos dois re­pre­sen­tan­tes da mar­ca chi­ne­sa. Um de­les, que pre­fe­riu não se iden­ti­fi­car, dis­se que há uma co­mi­ti­va da em­pre­sa no Bra­sil acer­tan­do os de­ta­lhes da par­ce­ria. Se­ria um re­tor­no da Chan­gan ao País: a em­pre­sa já es­te­ve no Bra­sil, com veí­cu­los im­por­ta­dos, mas aca­bou de­sis­tin­do do mer­ca­do.

A co­le­ti­va de im­pren­sa so­bre a aqui­si­ção da fá­bri­ca pe­lo gru­po bra­si­lei­ro te­ve a pre­sen­ça do go­ver­na­dor de São Pau­lo, João Do­ria, e dos pre­si­den­tes da Ford Amé­ri­ca La­ti­na, Ly­le Wat­ters, e do Gru­po Ca­oa, Car­los Al­ber­to de Oli­vei­ra Andrade. O em­pre­sá­rio bra­si­lei­ro con­fir­mou que pre­ten­de usar a fá­bri­ca do ABC pa­ra fa­zer car­ros “de uma mar­ca chi­ne­sa”, sem ci­tar no­mes. Lo­go após o fim do even­to, Andrade saiu sem fa­lar com os jor­na­lis­tas.

O acor­do en­cer­rou se­te me­ses de in­cer­te­zas em re­la­ção à uni­da­de. A com­pra da fá­bri­ca da Ford pe­la Ca­oa pas­sa­rá ago­ra pa­ra a fa­se de due dil­li­gen­ce – em que de­ta­lhes fi­nan­cei­ros são ana­li­sa­dos – por 45 di­as. De­pois dis­so, a aqui­si­ção de­ve ser ofi­ci­a­li­za­da. O ne­gó­cio ocor­re­rá me­nos de dois anos de­pois de a Ca­oa as­su­mir as ope­ra­ções da Chery no Bra­sil. Em no­vem­bro de 2017, o gru­po bra­si­lei­ro, que já de­ti­nha as mar­cas Su­ba­ru e Hyun­dai, com­prou me­ta­de da ope­ra­ção da mar­ca chi­ne­sa, por US$ 60 mi­lhões, cri­an­do a Ca­oa Chery.

Com ex­pan­são de 131%, a Ca­oa Chery foi a mar­ca que mais avan­çou no Bra­sil em 2018. A em­pre­sa ven­deu 8.640 car­ros no País no ano pas­sa­do, an­te 3.734 de 2017.

Re­tor­no. A Chan­gan es­tá en­tre as cin­co mai­o­res mon­ta­do­ras chinesas. Em 2017, te­ve o me­lhor re­sul­ta­do his­tó­ri­co, ocu­pan­do o quar­to lu­gar no seu mer­ca­do de ori­gem, com mais de 2,8 mi­lhões de veí­cu­los ven­di­dos.

Se­gun­do fon­tes do se­tor, a Chan­gan de­ve­rá pro­du­zir prin­ci­pal­men­te SUVs (uti­li­tá­ri­os es­por­ti­vos) no ABC Pau­lis­ta. Os mo­de­los, po­rém, de­ve­rão ser mais ba­ra­tos do que os pro­du­zi­dos pe­la Ca­oa Chery.

A Chan­gan já atu­ou no Bra­sil. A em­pre­sa che­gou ao País em 2006, por meio de um im­por­ta­dor, e fi­cou até 2016. Du­ran­te es­se pe­río­do, ven­deu veí­cu­los co­mer­ci­ais da sub­si­diá­ria Cha­na Mo­tors – que, as­sim, co­mo a Ha­fei, per­ten­ce à Chan­gan. À épo­ca, ofe­re­cia três mo­de­los: uma pi­ca­pe e du­as vans, uma de car­ga e ou­tra de pas­sa­gei­ros.

Em 2011, a mar­ca pas­sou a se cha­mar Chan­gan no Bra­sil e anun­ci­ou a im­por­ta­ção de au­to­mó­veis de pas­seio. No en­tan­to, a pro­mes­sa – que in­cluía o hat­ch com­pac­to Ben Ben, o cros­so­ver CX20 e o se­dã Yu­e­xi­ang – nun­ca se con­cre­ti­zou.

Pro­cu­ra­da, a Ca­oa dis­se que não há ne­nhum ti­po de acor­do fir­ma­do com uma mar­ca chi­ne­sa pa­ra a fá­bri­ca do ABC. “Ca­so is­so ocor­ra, o gru­po fa­rá um anún­cio pú­bli­co e co­mu­ni­ca­rá a im­pren­sa a res­pei­to.”

GO­VER­NO SP

Acor­do. Oli­vei­ra Andrade (E), da Ca­oa, com Do­ria e Wat­ters, da Ford: fim de se­te me­ses de dú­vi­das so­bre des­ti­no de fá­bri­ca

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.