La­va Ja­to da PGR tem re­nún­cia co­le­ti­va

Nos pe­di­dos de des­li­ga­men­to, equi­pe ale­ga ‘in­com­pa­ti­bi­li­da­de’ com o tra­ba­lho de Ra­quel Dod­ge, que vai dei­xar o pos­to no pró­xi­mo dia 17

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - Bre­no Pi­res Ra­fa­el Mo­ra­es Mou­ra / BRA­SÍ­LIA

Pro­cu­ra­do­res da La­va Ja­to na Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca en­tre­ga­ram os car­gos por “in­com­pa­ti­bi­li­da­de” com de­ci­são de Ra­quel Dod­ge, que pe­diu ar­qui­va­men­to de tre­cho de de­la­ção que im­pli­ca­va Ro­dri­go Maia e um ir­mão do pre­si­den­te do STF, Di­as Tof­fo­li.

A pro­cu­ra­do­ra-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ra­quel Dod­ge, so­freu on­tem a mai­or bai­xa na sua ges­tão com a en­tre­ga co­le­ti­va de car­gos dos pro­cu­ra­do­res que in­ves­ti­gam os ca­sos re­la­ci­o­na­dos à Ope­ra­ção La­va Ja­to. Até o bra­ço di­rei­to da che­fe do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co na área cri­mi­nal, Ra­quel Bran­qui­nho, dei­xou o pos­to na Pro­cu­ra­do­ria.

A equi­pe da PGR res­pon­sá­vel por cui­dar dos ca­sos da La­va Ja­to de­ci­diu pe­dir des­li­ga­men­to do car­go sob a ale­ga­ção de “in­com­pa­ti­bi­li­da­de” com en­ten­di­men­to da pro­cu­ra­do­ra-ge­ral. O man­da­to de Ra­quel, al­vo de cres­cen­te in­sa­tis­fa­ção den­tro do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral, ter­mi­na no pró­xi­mo dia 17.

O des­li­ga­men­to foi pe­di­do por Ra­quel Bran­qui­nho e pe­los pro­cu­ra­do­res Ma­ria Cla­ra No­le­to, Lu­a­na Vargas, He­bert Mesquita, Vic­tor Ric­cely e Ales­san­dro Oli­vei­ra. Se­gun­do o Es­ta­do apu­rou, o de­sen­ten­di­men­to da equi­pe com Ra­quel es­tá re­la­ci­o­na­do com a de­la­ção pre­mi­a­da do exe­cu­ti­vo Léo Pi­nhei­ro, ex­pre­si­den­te da OAS.

Ao en­ca­mi­nhar o acor­do de co­la­bo­ra­ção pa­ra ho­mo­lo­ga­ção do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF), Ra­quel pe­diu o ar­qui­va­men­to de par­te da de­la­ção que men­ci­o­na­va o pre­si­den­te da Câ­ma­ra, de­pu­ta­do Ro­dri­go Maia (DEM-RJ), e um dos ir­mãos do pre­si­den­te do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF), mi­nis­tro Di­as Tof­fo­li, se­gun­do in­for­ma­ram à re­por­ta­gem fon­tes que acom­pa­nham a in­ves­ti­ga­ção.

Tof­fo­li e Maia ar­ti­cu­la­ram nos bas­ti­do­res uma pos­sí­vel re­con­du­ção de Ra­quel ao car­go, mas o pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro já si­na­li­zou que op­ta­rá por um ho­mem pa­ra che­fi­ar a ins­ti­tui­ção. Ra­quel é cri­ti­ca­da pe­lo cír­cu­lo pró­xi­mo de Bol­so­na­ro por não ter, na ava­li­a­ção de­les, pri­o­ri­za­do o com­ba­te à cor­rup­ção na sua ges­tão, nem des­tra­va­do acor­dos de co­la­bo­ra­ção pre­mi­a­da, além de ter de­nun­ci­a­do o pró­prio pre­si­den­te e o seu fi­lho, o de­pu­ta­do fe­de­ral Edu­ar­do Bol­so­na­ro (PSL-SP).

“De­vi­do a uma gra­ve in­com­pa­ti­bi­li­da­de de en­ten­di­men­to dos mem­bros des­ta equi­pe com a ma­ni­fes­ta­ção en­vi­a­da pe­la PGR ao STF na da­ta de on­tem (03.09.2019), de­ci­di­mos so­li­ci­tar o nos­so des­li­ga­men­to do GT La­va Ja­to e, no ca­so de Ra­quel Bran­qui­nho, da SFPO. En­vi­a­mos o pe­di­do de des­li­ga­men­to da da­ta de ho­je”, dis­se­ram em no­ta seis in­te­gran­tes do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral que atu­a­vam nos pro­ces­sos cri­mi­nais.

Men­sa­gens. O gru­po de in­te­gran­tes do MPF dis­se em men­sa­gem dis­pa­ra­da aos co­le­gas que “foi um gran­de pra­zer e or­gu­lho ser­vir à ins­ti­tui­ção ao lon­go des­se pe­río­do, de­sem­pe­nhan­do as ati­vi­da­des que de­sem­pe­nha­mos”. E afir­ma­ram que o “com­pro­mis­so se­rá sem­pre com o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co e com a so­ci­e­da­de”, em crí­ti­ca à pro­cu­ra­do­ra-ge­ral.

Não fo­ram as pri­mei­ras bai­xas da equi­pe de Ra­quel na área cri­mi­nal. Em ju­lho, o ex-co­or­de­na­dor da La­va Ja­to, Jo­sé Al­fre­do, ha­via aban­do­na­do o pos­to, tam­bém em de­sa­cor­do com a atu­a­ção de­la. Em mar­ço, os pro­cu­ra­do­res Pa­blo Cou­ti­nho Bar­re­to e Vi­tor Sou­za Cu­nha, que eram che­fes da Se­cre­ta­ria de Pe­rí­cia, Pes­qui­sa e Aná­li­se, tam­bém pe­di­ram afas­ta­men­to.

Os dois pro­cu­ra­do­res da se­cre­ta­ria se des­li­ga­ram di­as após Ra­quel en­trar com uma ação no Su­pre­mo pe­din­do a sus­pen­são do acor­do en­tre a for­ça-ta­re­fa da La­va Ja­to, a Pe­tro­brás e os EUA, pre­ven­do a cri­a­ção de um fun­do pri­va­do de R$ 2,5 bi­lhões.

Ra­quel Dod­ge tam­bém viu, na re­ta fi­nal do man­da­to, o Su­pre­mo ins­tau­rar, à re­ve­lia da PGR, um inqué­ri­to pa­ra apu­rar ame­a­ças e ofen­sas con­tra os mi­nis­tros do tri­bu­nal. A pro­cu­ra­do­ra pe­diu o ar­qui­va­men­to do ca­so, mas foi ig­no­ra­da.

Em no­ta, Ra­quel afir­mou que em to­dos os atos “ob­ser­va o si­gi­lo le­gal” e “dá ri­go­ro­so cum­pri­men­to à Cons­ti­tui­ção e à lei”.

NEL­SON JR./STF -04/09/2019

Mi­nis­té­rio Pú­bli­co. Pro­cu­ra­do­ra-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ra­quel Dod­ge; gru­po re­a­giu a atos em de­la­ção de Léo Pi­nhei­ro, da OAS

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.