Com fãs no País, NFL dá iní­cio à 100ª tem­po­ra­da

Tor­neio co­me­ça ho­je, com jo­go en­tre Gre­en Bay Pac­kers e Chi­ca­go Be­ars; Cai­ro San­tos é o úni­co bra­si­lei­ro da edi­ção

O Estado de S. Paulo - - Esportes - Fe­li­pe Lau­ren­ce ES­PE­CI­AL PA­RA O ES­TA­DO

A NFL, prin­ci­pal li­ga de fu­te­bol ame­ri­ca­no no pla­ne­ta, co­me­ça sua tem­po­ra­da ho­je, com o jo­go en­tre Gre­en Bay Pac­kers e Chi­ca­go Be­ars, uma das mai­o­res ri­va­li­da­des do tor­neio. A NFL com­ple­ta em 2019 cem tem­po­ra­das de dis­pu­ta. Ca­da vez mais po­pu­lar no Bra­sil, com au­di­ên­cia ba­ten­do re­cor­des na te­le­vi­são, o fu­te­bol ame­ri­ca­no caiu no gos­to do tor­ce­dor no País.

A NFL acre­di­ta que 45% de sua au­di­ên­cia glo­bal se­ja de mu­lhe­res. No Bra­sil, a ESPN já re­gis­trou 1 mi­lhão de tor­ce­do­ras que acom­pa­nham a mo­da­li­da­de. Nes­te ano, os prin­ci­pais can­di­da­tos ao tí­tu­lo são New En­gland Pa­tri­ots, Kan­sas City Chi­efs, Phi­la­delphia Ea­gles, Gre­en Bay Pac­kers e Los An­ge­les Rams. Do­no de seis con­quis­tas, o Pa­tri­ots é o atu­al cam­peão e tem co­mo prin­ci­pal es­tre­la Tom Brady, ma­ri­do da mo­de­lo bra­si­lei­ra Gi­se­le Bünd­chen.

O Bra­sil te­rá um úni­co jo­ga­dor nes­ta edi­ção da NFL. O kic­ker Cai­ro San­tos acer­tou on­tem com o Ten­nes­see Ti­tans após ter si­do dis­pen­sa­do pe­lo Tam­pa Bay Buc­ca­ne­ers no sá­ba­do.

A gran­de no­vi­da­de da cen­té­si­ma tem­po­ra­da da NFL é uma mu­dan­ça na re­vi­são ele­trô­ni­ca das jo­ga­das. Após po­lê­mi­cas no ano pas­sa­do, nes­ta edi­ção a li­ga vo­tou pa­ra a ex­pan­são da che­ca­gem por meio de ví­deo pa­ra uma fal­ta que é de in­ter­pre­ta­ção do ár­bi­tro, a in­ter­fe­rên­cia de pas­se. Os times vão po­der pe­dir a re­vi­são do lan­ce ca­so en­ten­dam que um jo­ga­dor de­fen­si­vo im­pe­diu o ou­tro de re­ce­ber um pas­se ou se o atle­ta de ata­que im­pe­diu que o de de­fe­sa lhe mar­cas­se de ma­nei­ra cor­re­ta.

Se no fu­te­bol, a in­tro­du­ção do VAR es­tá cri­an­do po­lê­mi­ca no es­por­te e pas­sa por uma fa­se ini­ci­al de adap­ta­ção, na NFL a re­vi­são ele­trô­ni­ca acon­te­ce des­de 1986. O sis­te­ma atu­al vi­go­ra des­de 1999 e dá pos­si­bi­li­da­de aos times de de­sa­fi­a­rem du­as jo­ga­das es­pe­cí­fi­cas por jo­go. Nos dois mi­nu­tos fi­nais de ca­da tem­po, a ar­bi­tra­gem po­de pa­rar a par­ti­da pa­ra tam­bém re­vi­sar su­as dú­vi­das.

Uma cen­tral na se­de da NFL em No­va York, sob o co­man­do do di­re­tor de ar­bi­tra­gem da li­ga, ana­li­sa as jo­ga­das e de­ci­de se a mar­ca­ção do ár­bi­tro em cam­po se­rá man­ti­da. A NFL cri­ou um sis­te­ma de re­com­pen­sa e pu­ni­ção aos times nos ca­sos de de­sa­fio. Ca­so a equi­pe con­si­ga a re­vi­são das jo­ga­das nas du­as ve­zes em que aci­o­nar o sis­te­ma, ela ga­nha uma ter­cei­ra chan­ce. Ca­so per­ca o de­sa­fio, a equi­pe tam­bém per­de um dos seus pe­di­dos de tem­po.

A tem­po­ra­da da NFL co­me­ça nes­te mês e tem du­ra­ção de 17 se­ma­nas, com ca­da ti­me fa­zen­do 16 jo­gos. Há uma se­ma­na de fol­ga. Ao fim da tem­po­ra­da re­gu­lar, os seis me­lho­res de ca­da con­fe­rên­cia – qua­tro cam­peões de di­vi­são e os dois me­lho­res na sequên­cia – se clas­si­fi­cam pa­ra os playoffs, que cul­mi­nam com o Su­per Bo­wl, a gran­de fi­nal do tor­neio.

O Su­per Bo­wl é um even­to de pro­por­ções mun­di­ais e sua im­por­tân­cia cres­ce a ca­da ano con­for­me a li­ga vai au­men­tan­do a sua po­pu­la­ri­da­de no pla­ne­ta. A úl­ti­ma edi­ção, que co­lo­cou New En­gland Pa­tri­ots e Los An­ge­les Rams fren­te a fren­te, te­ve nú­me­ros ab­sur­dos. Só nos Es­ta­dos Uni­dos, qua­se 100 mi­lhões de pes­so­as as­sis­ti­ram ao jo­go, com in­ser­ção de 30 se­gun­dos de TV cus­tan­do US$ 5,25 mi­lhões (cer­ca de R$ 22 mi­lhões) pa­ra em­pre­sas.

Mes­mo quem não sa­be o que é fu­te­bol ame­ri­ca­no, pro­va­vel­men­te já ou­viu fa­lar ao me­nos uma vez no Su­per Bo­wl por cau­sa dos seus fa­mo­sos shows mu­si­cais do in­ter­va­lo, que co­lo­cam ar­tis­tas e ban­das fa­mo­sas pa­ra se apre­sen­tar em 12 mi­nu­tos na fi­nal da li­ga. De Mi­cha­el Jack­son a Beyoncé, pas­san­do por Rol­ling Sto­nes e Paul McCart­ney, o show do in­ter­va­lo do Su­per Bo­wl é um even­to à par­te na gran­de de­ci­são nos EUA.

Trans­mis­são. No Bra­sil, a NFL tem trans­mis­são pe­lo ca­nal pa­go ESPN, que pas­sa en­tre três a se­te jo­gos por ro­da­da na tem­po­ra­da re­gu­lar, além de to­das as par­ti­das dos playoffs e o Su­per Bo­wl. A NFL ofe­re­ce ao tor­ce­dor bra­si­lei­ro uma as­si­na­tu­ra pa­ra o ser­vi­ço de streaming on­li­ne da li­ga, o Ga­me Pass. São três pa­co­tes: um grá­tis que dá aces­so à trans­mis­são do ca­nal ofi­ci­al da li­ga, a NFL Network, além de me­lho­res mo­men­tos dos jo­gos. É o es­por­te mais po­pu­lar e de re­cei­ta nos EUA. A li­ga olha pa­ra fo­ra da país e re­a­li­za jo­gos na In­gla­ter­ra e no Mé­xi­co, além de já ex­pan­dir pre­sen­ça em mer­ca­dos co­mo Bra­sil.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.