Bra­sil e Ar­gen­ti­na te­rão li­vre-co­mér­cio de veí­cu­los em 2029

De­ta­lhes da ne­go­ci­a­ção es­tão sen­do fe­cha­dos, mas fon­tes in­for­ma­ram que os ter­mos pre­ve­em au­men­to ime­di­a­to da co­ta ex­por­ta­da sem ta­ri­fa pe­los bra­si­lei­ros; os dois paí­ses que­ri­am o pac­to fe­cha­do an­tes de o acor­do UE-Mer­co­sul en­trar em vi­gor

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - Lo­ren­na Rodrigues / BRA­SÍ­LIA An­dré Íta­lo Ro­cha / SÃO PAU­LO

Acor­do de­ve­rá ser as­si­na­do ho­je. Os dois paí­ses se apres­sa­ram pa­ra fe­char pac­to an­tes de o acor­do União Eu­ro­peia-Mer­co­sul en­trar em vi­gor.

O go­ver­no bra­si­lei­ro de­ve­rá ce­le­brar ho­je com a Ar­gen­ti­na um no­vo acor­do au­to­mo­ti­vo que pre­vê a li­be­ra­li­za­ção do co­mér­cio de veí­cu­los en­tre os dois paí­ses em dez anos. De acor­do com fon­tes a par das ne­go­ci­a­ções, os ter­mos pre­ve­em au­men­to ime­di­a­to da co­ta ex­por­ta­da pe­lo Bra­sil sem ta­ri­fa. Es­sa co­ta su­bi­rá gra­du­al­men­te até que os dois paí­ses al­can­cem o li­vre­co­mér­cio, em 2029.

Atu­al­men­te, Bra­sil e Ar­gen­ti­na têm um acor­do pa­ra o se­tor per­mi­tin­do que pa­ra ca­da US$ 1 que o Bra­sil im­por­ta da Ar­gen­ti­na, US$ 1,50 se­ja ex­por­ta­do sem tri­bu­ta­ção. O en­ten­di­men­to atu­al ven­ce­ria em ju­nho de 2020, mas o go­ver­no quer fe­char um no­vo pac­to an­tes das elei­ções ar­gen­ti­nas, que po­de­rão le­var ao po­der a cha­pa de opo­si­ção ao atu­al go­ver­no do país vi­zi­nho. Além dis­so, a ava­li­a­ção é que é pre­ci­so dar pre­vi­si­bi­li­da­de pa­ra a in­dús­tria dos dois paí­ses, por is­so a an­te­ce­dên­cia.

O pra­zo de dez anos foi de­fi­ni­do pa­ra que o li­vre-co­mér­cio en­tre os dois paí­ses já es­ti­ves­se vi­go­ran­do al­guns anos an­tes do fim das ta­xas pa­ra im­por­ta­ção de veí­cu­los da Eu­ro­pa pe­lo Mer­co­sul. Pe­lo acor­do com a União Eu­ro­peia, o blo­co sul-ame­ri­ca­no vai re­du­zir o im­pos­to co­bra­do pa­ra im­por­ta­ção de veí­cu­los da União Eu­ro­peia gra­du­al­men­te, até ze­rar em um pra­zo de 15 anos a par­tir da en­tra­da em vi­gor do en­ten­di­men­to.

O mes­mo gra­du­a­lis­mo se­rá uti­li­za­do no acor­do com a Ar­gen­ti­na. O Bra­sil fez ques­tão de que o en­ten­di­men­to ti­ves­se um efei­to ime­di­a­to que, de acor­do com fon­tes, se­rá o de au­men­tar “um pou­co” o va­lor per­mi­ti­do pa­ra a ex­por­ta­ção sem ta­xas a ca­da US$ 1 im­por­ta­do. Es­se va­lor su­bi­rá no­va­men­te em 2019, por um pe­río­do de três anos, e de­pois a ca­da três anos até o fim das ta­xas em 2029. Os de­ta­lhes ain­da es­tão sen­do fe­cha­dos.

Os no­vos ter­mos pa­ra o co­mér­cio no se­tor au­to­mo­ti­vo vêm sen­do ne­go­ci­a­dos “des­de o pri­mei­ro dia do go­ver­no Jair Bol­so­na­ro”, dis­se uma fon­te. O fe­cha­men­to do acor­do com a União Eu­ro­peia aca­bou sen­do um “es­tí­mu­lo ex­ter­no” pa­ra que os dois paí­ses se en­ten­des­sem so­bre o te­ma.

A ex­pec­ta­ti­va é que o acor­do se­ja anun­ci­a­do em reu­nião ama­nhã do mi­nis­tro Pau­lo Gu­e­des, do se­cre­tá­rio de Co­mér­cio Ex­te­ri­or, Mar­cos Troy­jo, e do mi­nis­tro da Pro­du­ção da Ar­gen­ti­na, Dan­te Si­ca.

Mais ce­do, o pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção Na­ci­o­nal dos Fa­bri­can­tes de Veí­cu­los Au­to­mo­to­res (An­fa­vea), Luiz Car­los Mo­ra­es, já ha­via de­cla­ra­do que o acor­do de­ve­ria ser anun­ci­a­do nes­ta sex­ta-fei­ra. “E o ob­je­ti­vo é que se che­gue ao li­vre-co­mér­cio.”

Mo­ra­es afir­mou que não vê ris­cos pa­ra o acor­do mes­mo que a opo­si­ção ven­ça a elei­ção pre­si­den­ci­al na Ar­gen­ti­na, que ocor­re­rá em al­gu­mas se­ma­nas. “O go­ver­no que en­trar vai olhar pa­ra o Bra­sil co­mo par­cei­ro”, dis­se o pre­si­den­te da An­fa­vea.

Que­da. A Ar­gen­ti­na é o des­ti­no de cer­ca de 70% das ex­por­ta­ções bra­si­lei­ras de au­to­mó­veis. O acor­do vem em um mo­men­to no qual a de­man­da no país vi­zi­nho es­tá em for­te que­da, por con­ta da cri­se in­ter­na.

De ja­nei­ro a agos­to, as ven­das to­tais pa­ra a Ar­gen­ti­na caí­ram 40%. Au­to­mó­veis de pas­sa­gei­ros res­pon­de­ram por 22% do to­tal ven­di­do, mas o mon­tan­te, de US$ 1,34 bi­lhão, foi a me­ta­de do mes­mo pe­río­do do ano an­te­ri­or. Hou­ve que­da tam­bém na ven­da de veí­cu­los de carga (72,8%) e au­to­pe­ças (-28,6%).

PAU­LO VI­TOR/ESTADÃO - 30/8/2010

Re­gra. Ho­je, pa­ra ca­da US$ 1 im­por­ta­do da Ar­gen­ti­na, US$ 1,50 po­de ser ex­por­ta­do sem ta­ri­fa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.