Pe­tro­brás ele­va a pro­du­ção de pe­tró­leo

O Estado de S. Paulo - - Economia -

Su­ce­dem-se os fa­tos po­si­ti­vos re­la­ti­vos à ex­plo­ra­ção e à pro­du­ção de pe­tró­leo no País. Em ju­lho, a Agên­cia In­ter­na­ci­o­nal de Ener­gia (IEA, na si­gla em in­glês) des­ta­cou o au­men­to da im­por­tân­cia da Pe­tro­brás no mer­ca­do glo­bal de pe­tró­leo, de­cor­ren­te da pro­du­ção do pré-sal. Dia 3/9 foi apro­va­da no Se­na­do pro­pos­ta de emen­da à Cons­ti­tui­ção ver­san­do so­bre a dis­tri­bui­ção de re­cur­sos do me­ga­lei­lão de pe­tró­leo pre­vis­to pa­ra no­vem­bro, em que a Pe­tro­brás po­de­rá re­ce­ber R$ 33,6 bi­lhões. No mes­mo dia, a Pe­tro­brás dis­tri­buiu no­ta in­for­man­do que a pro­du­ção de pe­tró­leo e gás foi re­cor­de em agos­to, com mé­dia diá­ria de 3 mi­lhões de bar­ris de óleo equi­va­len­te. O pi­co da pro­du­ção diá­ria do mês pas­sa­do foi de 3,1 mi­lhões de bar­ris, ou­tro re­cor­de his­tó­ri­co.

As no­tí­ci­as são al­vis­sa­rei­ras e fo­ram bem re­ce­bi­das pe­los in­ves­ti­do­res em ações da es­ta­tal. As co­ta­ções dos pa­péis or­di­ná­ri­os e pre­fe­ren­ci­ais su­bi­ram em 4 de se­tem­bro.

A Pe­tro­brás vai cum­prin­do, as­sim, o ob­je­ti­vo cen­tral das ad­mi­nis­tra­ções re­cen­tes – de Pe­dro Pa­ren­te e Ivan Mon­tei­ro, no go­ver­no Mi­chel Te­mer, e de Ro­ber­to Cas­tel­lo Bran­co, no go­ver­no Bol­so­na­ro – de for­ta­le­cer as áre­as de ex­plo­ra­ção e pro­du­ção, ne­las con­cen­tran­do o gros­so dos in­ves­ti­men­tos to­tais es­ti­ma­dos em US$ 85 bi­lhões nos pró­xi­mos cin­co anos.

Em agos­to, a mé­dia da pro­du­ção dos cam­pos do pré-sal foi de 2,2 mi­lhões de bar­ris/dia (b/d), atin­gin­do o pi­co de 2,5 mi­lhões de b/d no pe­río­do.

Es­pe­ci­a­lis­tas já pre­ve­em que a pro­du­ção na­ci­o­nal po­de­rá se apro­xi­mar dos 4 mi­lhões de bar­ris/dia no iní­cio da pró­xi­ma dé­ca­da, so­man­do-se a pro­du­ção da Pe­tro­brás à de outros ope­ra­do­res do pré-sal (Ex­xon, Equi­nor, Shell e BP).

Se­gun­do a no­ta da em­pre­sa, os re­cor­des fo­ram ob­ti­dos com a en­tra­da em ope­ra­ção, des­de o ano pas­sa­do, de 7 no­vas pla­ta­for­mas, cu­ja ca­pa­ci­da­de de pro­du­ção atin­giu 690 mil b/d em 8 de agos­to, com des­ta­que pa­ra os re­sul­ta­dos do Cam­po de Bú­zi­os.

A po­lí­ti­ca da Pe­tro­brás es­tá vol­ta­da pa­ra a aceleração da pro­du­ção nos pró­xi­mos anos, apro­vei­tan­do ao má­xi­mo a di­fe­ren­ça – fa­vo­rá­vel à em­pre­sa – en­tre o cus­to da ex­tra­ção e as co­ta­ções do pe­tró­leo bru­to no mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal. Nos pró­xi­mos anos 11 pla­ta­for­mas en­tra­rão em ope­ra­ção.

No quar­to tri­mes­tre de 2019 co­me­ça­rá a ati­vi­da­de da P-68, no Cam­po de Ber­bi­gão, com ca­pa­ci­da­de de pro­du­ção de 150 mil b/d.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.