Craques co­mo Bel­li­ni e Djal­ma San­tos de­fen­de­ram a equi­pe

Ru­bro-ne­gro já re­ve­lou ou con­tra­tou de­ze­nas de jo­ga­do­res que se des­ta­ca­ram no fu­te­bol bra­si­lei­ro e mun­di­al

O Estado de S. Paulo - - Esportes - / C.C.

O Ath­le­ti­co-PR ain­da ca­re­ce de ído­los ca­pa­zes de ar­ras­tar mais tor­ce­do­res ao es­tá­dio. Mas já con­tou em sua his­tó­ria com jo­ga­do­res cam­peões mun­di­ais pe­la se­le­ção bra­si­lei­ra. No­mes re­le­van­tes co­mo Bel­li­ni, Djal­ma San­tos e Klé­ber­son têm nos res­pec­ti­vos cur­rí­cu­los tí­tu­los tan­to em Co­pas do Mun­do quan­to em cam­pa­nhas im­por­tan­tes pe­la equi­pe ru­bro-ne­gra.

A li­ga­ção do ti­me com gran­des ído­los do fu­te­bol na­ci­o­nal co­me­çou em 1968. Após tem­po­ra­das sem tí­tu­los es­ta­du­ais, a di­re­to­ria foi em bus­ca de jo­ga­do­res ex­pe­ri­en­tes no fu­te­bol pau­lis­ta. O za­guei­ro Bel­li­ni e o la­te­ral Djal­ma San­tos fo­ram con­tra­ta­dos com a ba­ga­gem de dois tí­tu­los de Co­pas do Mun­do pe­la se­le­ção e car­rei­ras de qua­se 20 anos.

Os dois en­cer­ra­ram a tra­je­tó­ria co­mo pro­fis­si­o­nais no Ath­le­ti­co-PR e ti­ve­ram pas­sa­gens im­por­tan­tes pe­lo clu­be. Bel­li­ni se apo­sen­tou em 1969, um ano an­tes de o ti­me co­me­mo­rar o fim de 12 tem­po­ra­das de je­jum de tí­tu­los no Cam­pe­o­na­to Pa­ra­na­en­se. Quem te­ve a opor­tu­ni­da­de de dar a vol­ta olím­pi­ca foi Djal­ma San­tos, que jo­gou até os 43 anos.

Nos anos 2000, o Ath­le­ti­coPR co­lo­cou o meia Klé­ber­son na se­le­ção bra­si­lei­ra que dis­pu­tou, e ga­nhou, o Mun­di­al de 2002, na Ásia. O jo­ga­dor, en­tão com 23 anos, ha­via si­do cam­peão bra­si­lei­ro com o ti­me ru­bro-ne­gro no ano an­te­ri­or.

Ao lon­go da his­tó­ria, o Ath­le­ti­co con­tou com vá­ri­os jo­ga­do­res que de­pois se des­ta­ca­ram em clubes do Brasil e do ex­te­ri­or. São os ca­sos de Jad­son, Da­go­ber­to e Fer­nan­di­nho, en­tre ou­tros. Os tor­ce­do­res mais an­ti­gos tam­bém se lem­bram da cam­pa­nha no Bra­si­lei­ro de 1983. A equi­pe foi se­mi­fi­na­lis­ta da com­pe­ti­ção li­de­ra­da pe­los gols do cha­ma­do Ca­sal 20, uma du­pla afi­na­da de ata­que for­ma­da por Washing­ton e As­sis. Lo­go de­pois os ata­can­tes re­pe­ti­ram a par­ce­ria his­tó­ri­ca e fi­ze­ram su­ces­so no Flu­mi­nen­se. Na dé­ca­da de 1990, a gran­de du­pla de ata­que do ti­me foi for­ma­da por Oséas e Pau­lo Rink.

TWITTER/ATH­LE­TI­CO PARANANAEN­SE

Klé­ber­son. Do clu­be à se­le­ção que ga­nhou a Co­pa de 2002

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.