Papa aler­ta pa­ra cis­ma, mas diz re­zar con­tra rup­tu­ra

O Estado de S. Paulo - - Metrópole -

O papa Fran­cis­co afir­mou nes­ta ter­ça-fei­ra, que “re­za pa­ra que não ha­ja um cis­ma” na Igre­ja Ca­tó­li­ca, mas que não te­me que ocor­ra al­gum, após ser in­da­ga­do so­bre os ata­ques de uma par­ce­la da con­gre­ga­ção nos Es­ta­dos Uni­dos con­tra o pa­pa­do. Con­se­quen­te­men­te, acre­di­ta que po­de ha­ver uma rup­tu­ra.

Fran­cis­co con­ce­deu uma entrevista co­le­ti­va du­ran­te a vi­a­gem de vol­ta ao Va­ti­ca­no, após vi­si­tar Mo­çam­bi­que, Ma­da­gás­car e Ilhas Mau­rí­cio. No voo de ida, po­rém, o papa já ha­via con­si­de­ra­do que as crí­ti­cas por par­te dos se­to­res con­ser­va­do­res ame­ri­ca­nos eram “uma hon­ra”.

“An­tes de qual­quer coi­sa, as crí­ti­cas sem­pre aju­dam. Quan­do al­guém re­ce­be uma crí­ti­ca, de­ve fa­zer uma au­to­crí­ti­ca e di­zer (se) is­so é ver­da­de ou não. Às ve­zes elas te ir­ri­tam, mas sem­pre têm van­ta­gens”, es­cla­re­ceu. Fran­cis­co foi cri­ti­ca­do por al­guns bis­pos e uma par­ce­la do se­tor con­ser­va­dor da Igre­ja por idei­as ex­pres­sa­das em seus do­cu­men­tos – al­gu­mas clas­si­fi­ca­das co­mo he­re­si­as.

O pon­tí­fi­ce ga­ran­tiu que es­sas crí­ti­cas não che­gam ape­nas dos con­ser­va­do­res ame­ri­ca­nos, mas de to­dos os la­dos, até mes­mo da pró­pria Cú­ria. “Pe­lo me­nos, aque­les que di­zem is­so têm a van­ta­gem da ho­nes­ti­da­de. Eu não gos­to quan­do cri­ti­cam pe­las cos­tas, quan­do as pes­so­as te sor­ri­em e de­pois te cra­vam o pu­nhal por trás. Is­so não é le­al, não é hu­ma­no.”

O papa dis­se tam­bém que es­ses ata­ques “che­gam de pe­que­nos gru­pos fe­cha­dos que não que­rem es­cu­tar a res­pos­ta”. Pa­ra o pon­tí­fi­ce, o fa­to de que al­guns se­to­res es­cre­vam ar­ti­gos so­bre o que não gos­tam e pe­çam uma res­pos­ta é al­go le­al e sig­ni­fi­ca amar a Igre­ja, mas, na sua vi­são, “fa­zer uma crí­ti­ca sem diá­lo­go e sem que­rer uma res­pos­ta é não amar a Igre­ja e per­ma­ne­cer com ideia fi­xa”.

Fran­cis­co en­fa­ti­zou ain­da que seus pen­sa­men­tos so­ci­ais são os mes­mos de João Pau­lo II. “Mas me di­zem que sou um pou­co co­mu­nis­ta”, afir­mou, des­ta­can­do ain­da que “o ca­mi­nho do cis­ma não é cris­tão”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.