Pe­tro­brás vol­ta a ob­ter aval pa­ra ofer­ta de R$ 3 bi

O Estado de S. Paulo - - Economia | Negócios -

A Co­mis­são de Va­lo­res Mo­bi­liá­ri­os (CVM), xe­ri­fe do mer­ca­do fi­nan­cei­ro, anun­ci­ou on­tem que re­vo­gou a sus­pen­são da ofer­ta pú­bli­ca de de­bên­tu­res da Pe­tro­brás, jus­ti­fi­can­do que a com­pa­nhia to­mou pro­vi­dên­ci­as pa­ra sa­nar ir­re­gu­la­ri­da­des que mo­ti­va­ram a pu­ni­ção.

A CVM ha­via sus­pen­di­do a ofer­ta de R$ 3 bi­lhões em 30 de agos­to, após ma­ni­fes­ta­ção na mí­dia da di­re­to­ra exe­cu­ti­va de fi­nan­ças e re­la­ci­o­na­men­to com in­ves­ti­do­res da Pe­tro­brás, An­drea Almeida, nu­ma en­tre­vis­ta pro­mo­vi­da pe­la cor­re­to­ra XP In­ves­ti­men­tos.

Ma­ni­fes­ta­ções na mí­dia comentando pers­pec­ti­vas e ce­ná­ri­os fu­tu­ros são proi­bi­das tan­to por re­pre­sen­tan­tes da emis­so­ra qu­an­to das en­ti­da­des par­ti­ci­pan­tes da ope­ra­ção du­ran­te o pe­río­do de ofer­tas pú­bli­cas de va­lo­res mo­bi­liá­ri­os.

Den­tre as pro­vi­dên­ci­as ci­ta­das, se­gun­do a au­tar­quia, foi di­vul­ga­do um co­mu­ni­ca­do ao mer­ca­do aler­tan­do que a de­ci­são do in­ves­ti­dor so­bre par­ti­ci­pa­ção na ofer­ta de­ve ser ba­se­a­da ape­nas nas in­for­ma­ções dos pros­pec­tos e do for­mu­lá­rio de re­fe­rên­cia, de­ven­do ser des­con­si­de­ra­das even­tu­ais ma­ni­fes­ta­ções por par­te de seus re­pre­sen­tan­tes.

De­sem­pe­nho. A de­ci­são da Co­mis­são de Va­lo­res Mo­bi­liá­ri­os foi anun­ci­a­da on­tem de­pois do fe­cha­men­to do mer­ca­do fi­nan­cei­ro. Ao lon­go do dia, na B3, a Bol­sa pau­lis­ta, as ações da Pe­tro­brás ope­ra­ram em que­da du­ran­te a mai­or par­te do pre­gão. Os pa­péis pre­fe­ren­ci­ais vi­ra­ram a si­tu­a­ção ao fim do pre­gão, fe­chan­do em al­ta de 0,71%, co­ta­dos a R$ 27,06.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.