Co­vas con­tra­ta­rá por R$ 1,8 mi­lhão pes­qui­sa pa­ra ava­li­ar ges­tão

Pre­fei­to quer ma­pe­ar qua­li­da­de dos ser­vi­ços pres­ta­dos; opo­si­ção fa­la em ‘fins elei­to­rei­ros’

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - Bru­no Ri­bei­ro

A me­nos de um ano do iní­cio da cam­pa­nha elei­to­ral, a Se­cre­ta­ria de Co­mu­ni­ca­ção da ges­tão Bru­no Co­vas (PSDB) lan­çou li­ci­ta­ção pa­ra con­tra­tar uma em­pre­sa pa­ra ma­pe­ar a per­cep­ção que o pau­lis­ta­no tem da qua­li­da­de dos ser­vi­ços pres­ta­dos pe­la Pre­fei­tu­ra de São Pau­lo. O edi­tal fa­la em 25 mil en­tre­vis­tas pre­sen­ci­ais e por te­le­fo­ne, so­bre oi­to áre­as do go­ver­no. Pa­ga com re­cur­sos do te­sou­ro mu­ni­ci­pal, ela es­tá or­ça­da em R$ 1,8 mi­lhão.

A opo­si­ção do pre­fei­to na Câ­ma­ra já fa­la em “ile­ga­li­da­de com fins elei­to­rei­ros” e es­tu­da for­mas de im­pe­dir a con­tra­ta­ção na Jus­ti­ça. “Se fos­se uma pes­qui­sa fei­ta pe­lo par­ti­do de­le, com re­cur­sos do Fun­do Par­ti­dá­rio, acho que se­ria tu­do bem. Mas, com re­cur­sos pú­bli­cos, não. Es­ta­mos es­tu­dan­do o ca­so”, dis­se o ve­re­a­dor Al­fre­di­nho (PT), lí­der da opo­si­ção na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal.

A ile­ga­li­da­de, en­tre­tan­to, só é cla­ra ca­so, em meio a per­gun­tas so­bre a qua­li­da­de dos ser­vi­ços pú­bli­cos, ha­ja per­gun­tas de cu­nho elei­to­ral, se­gun­do afir­ma o ad­vo­ga­do Adib Kas­souf Sad, ex­pre­si­den­te da co­mis­são de Di­rei­to

Ad­mi­nis­tra­ti­vo da se­ção São Pau­lo da Or­dem dos Ad­vo­ga­dos do Bra­sil (OAB-SP). “De­pen­de da pes­qui­sa”, afir­ma. “Se ela per­gun­ta em quem o ci­da­dão vo­ta­rá pa­ra pre­fei­to, aí ni­ti­da­men­te há um des­vio”, afir­ma.

A re­sis­tên­cia da opo­si­ção, en­tre­tan­to, não re­fle­te po­si­ção do cen­tro da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal so­bre o te­ma. O ve­re­a­dor Jo­sé Po­li­ce Ne­to (PSD), por sua vez, afir­ma que é po­si­ti­vo a ad­mi­nis­tra­ção mu­ni­ci­pal ter fer­ra­men­tas pa­ra ava­li­ar o ní­vel de sa­tis­fa­ção do mu­ní­ci­pe com a qua­li­da­de dos ser­vi­ços pres­ta­dos pe­lo go­ver­no. “Pe­na que de­mo­rou tan­to”, diz. “In­di­ca­do­res de desempenho são fun­da­men­tais” pa­ra ana­li­sar o êxi­to de po­lí­ti­cas pú­bli­cas, na ava­li­a­ção do par­la­men­tar pa­ra de­ter­mi­nar mu­dan­ças. Po­li­ce é au­tor de lei, apro­va­da em 2006, que de­ter­mi­nou a cri­a­ção de in­di­ca­do­res de desempenho na ci­da­de, que até nun­ca foi im­ple­men­ta­da.

O ter­mo de re­fe­rên­cia do edi­tal da li­ci­ta­ção fa­la em pes­qui­sas so­bre os te­mas saú­de, ze­la­do­ria, mo­bi­li­da­de urbana, cul­tu­ra, es­por­te, ha­bi­ta­ção e trans­por­tes. Co­vas é can­di­da­to à re­e­lei­ção e tem ti­do de res­pon­der a des­con­fi­an­ças de ali­a­dos quan­to a sua ca­pa­ci­da­de de ven­cer a dis­pu­ta no ano que vem. Cor­re­li­gi­o­ná­ri­os afir­ma­ram des­co­nhe­cer a pro­pos­ta, pu­bli­ca­da no Diá­rio Ofi­ci­al da Ci­da­de há uma se­ma­na. “Não sei des­sa con­tra­ta­ção”, dis­se o lí­der do go­ver­no na Câ­ma­ra, Fa­bio Ri­va (PSDB).

Na ci­da­de, há ser­vi­ços, co­mo o aten­di­men­to 156, de reclamaçõe­s, que ava­li­am a sa­tis­fa­ção com o aten­di­men­to pres­ta­do.

Me­tas. Por meio de no­ta, a ges­tão Co­vas afir­ma que a ava­li­a­ção da qua­li­da­de dos ser­vi­ços é um dos ob­je­ti­vos de­li­mi­ta­dos no Pla­no de Me­tas do go­ver­no.

No tex­to, a equi­pe do go­ver­no re­fu­ta “re­cha­ça qual­quer ila­ção de que es­sas pes­qui­sas te­nham co­no­ta­ção po­lí­ti­ca ou elei­to­ral”. Ain­da se­gun­do a no­ta, de­cre­to de 2018 cri­ou a Po­lí­ti­ca Mu­ni­ci­pal de Aten­di­men­to ao Ci­da­dão, e os re­sul­ta­dos da pes­qui­sa se­rão pú­bli­cos.

NILTON FUKUDA/ES­TA­DÃO - 6/6/2019

Tu­ca­no. Ges­tão Bru­no Co­vas diz que ava­li­ar ser­vi­ços da ci­da­de faz par­te do Pla­no de Me­tas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.