PSL-RJ de­sem­bar­ca da ba­se de Wit­zel

De­ci­são da si­gla, a mai­or ban­ca­da na As­sem­bleia, foi to­ma­da após go­ver­na­dor cri­ti­car Bol­so­na­ro e ci­tar pla­no de con­cor­rer à Pre­si­dên­cia

O Estado de S. Paulo - - Política - Caio Sar­to­ri Fá­bio Grel­let / RIO / CO­LA­BO­RA­RAM MA­RI­A­NA HAUBERT e CA­MI­LA TURTELLI

Mai­or par­ti­do da As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va do Rio com 12 de­pu­ta­dos, o PSL anun­ci­ou on­tem o de­sem­bar­que da ba­se do go­ver­no de Wil­son Wit­zel (PSC). A le­gen­da, co­man­da­da no Es­ta­do pe­lo se­na­dor Flávio Bol­so­na­ro, era a prin­ci­pal sus­ten­ta­ção do go­ver­na­dor, elei­to na es­tei­ra do bol­so­na­ris­mo. A dis­cor­dân­cia se deu após Wit­zel fa­zer crí­ti­cas ao pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro em en­tre­vis­ta e re­a­fir­mar o de­se­jo de con­cor­rer à Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca.

“Eu sou um go­ver­na­dor de Es­ta­do qu­e­ren­do ser pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca. (...) Tem ques­tões ma­cro que só um pre­si­den­te po­de re­sol­ver, e eu te­nho pro­je­tos pa­ra o Bra­sil”, afir­mou à Glo­bonews. O de­sem­bar­que foi or­de­na­do por Flávio após a en­tre­vis­ta, na qu­al Wit­zel tam­bém ne­gou que sua vi­tó­ria elei­to­ral te­nha se da­do por cau­sa da on­da bol­so­na­ris­ta.

Du­ran­te a cam­pa­nha, Wit­zel, que con­cor­ria em sua pri­mei­ra dis­pu­ta elei­to­ral, não te­ve o apoio for­mal de Bol­so­na­ro, mas foi apoi­a­do por seu fi­lho Flávio. Após ser elei­to, Wit­zel agra­de­ceu ao fi­lho do pre­si­den­te: “Não pos­so dei­xar de fa­zer um agra­de­ci­men­to es­pe­ci­al a um que­ri­do ir­mão que me es­ten­deu as mãos e se­guiu co­mi­go. É uma pes­soa que tem na sua fa­mí­lia o DNA da es­pe­ran­ça”, dis­se, em even­to na Es­co­la de Ma­gis­tra­tu­ra do Rio de Ja­nei­ro.

A ban­ca­da já vi­nha in­sa­tis­fei­ta com o go­ver­na­dor, que há me­ses ten­ta se des­ven­ci­lhar do PSL e mar­car po­si­ção pa­ra uma even­tu­al dis­pu­ta con­tra Bol­so­na­ro. Is­so se deu tan­to na dis­tri­bui­ção de car­gos no go­ver­no quan­to na re­lu­tân­cia em apoi­ar a pré-can­di­da­tu­ra à Pre­fei­tu­ra do Rio do de­pu­ta­do es­ta­du­al Ro­dri­go Amo­rim, co­mo de­se­jam li­de­ran­ças do PSL.

Com o de­sem­bar­que, os par­la­men­ta­res do par­ti­do te­rão que dei­xar os car­gos que ocu­pam na ges­tão Wit­zel, o que in­clui du­as se­cre­ta­ri­as (Ci­ên­cia e Tec­no­lo­gia, ocu­pa­da por Le­o­nar­do Ro­dri­gues, e Vi­ti­mi­za­ção e Am­pa­ro à Pes­soa com De­fi­ci­ên­cia, co­man­da­da por Ma­jor Fa­bi­a­na) e a vi­ce-li­de­ran­ça do go­ver­no na Alerj, atu­al­men­te com Ale­xan­dre Kno­plo­ch – que já cri­ti­ca­va o go­ver­na­dor, mes­mo sen­do seu re­pre­sen­tan­te na Ca­sa.

A pos­tu­ra de Wit­zel na elei­ção de 2020 ain­da é uma in­cóg­ni­ta. Em­bo­ra te­nha pro­ta­go­ni­za­do em­ba­tes com Mar­ce­lo Cri­vel­la (PRB), os dois fi­ze­ram as pa­zes em ju­lho e não es­tá des­car­ta­do o apoio do go­ver­na­dor à cam­pa­nha à re­e­lei­ção do pre­fei­to – ou­tra pos­si­bi­li­da­de é se ali­ar ao ex-pre­fei­to Edu­ar­do Pa­es (DEM).

O de­sem­bar­que foi de­ci­di­do on­tem, após reu­nião da ban­ca­da. Uma no­ta as­si­na­da pe­lo lí­der da si­gla na As­sem­bleia, Dr. Ser­gi­nho, diz que a saí­da se dá “por dis­cor­dar de po­si­ci­o­na­men­tos po­lí­ti­cos do go­ver­na­dor. Os 12 de­pu­ta­dos do par­ti­do rei­te­ram o com­pro­mis­so com o Es­ta­do do Rio.”

Fe­de­rais. Em Bra­sí­lia, os de­pu­ta­dos fe­de­rais Car­los Jordy e Luiz Li­ma, am­bos do PSL do Rio, en­dos­sa­ram a de­ci­são. “É tris­te e la­men­tá­vel, mas é al­go que se tor­nou in­sus­ten­tá­vel. O go­ver­na­dor ti­nha uma afi­ni­da­de mui­to gran­de co­nos­co, mas vem se mos­tran­do um crí­ti­ca fer­re­nho ao go­ver­no fe­de­ral no in­tui­to de des­gas­tá-lo. Is­so é des­le­al”, dis­se Jordy. Se­gun­do ele, Wit­zel es­tá “quei­man­do a lar­ga­da.” Pa­ra Li­ma, a re­la­ção co­me­çou a fi­car es­tre­me­ci­da quan­do o go­ver­na­dor es­co­lheu se­cre­tá­ri­os pri­vi­le­gi­an­do es­co­lhas po­lí­ti­cas e não téc­ni­cas.

Já o de­pu­ta­do fe­de­ral Da­ni­el Sil­vei­ra (PSL-RJ) afir­mou dis­cor­dar da de­ci­são da ban­ca­da es­ta­du­al. Pa­ra ele, a de­ci­são foi to­ma­da ape­nas por Flávio e que não te­ria a con­cor­dân­cia do pre­si­den­te. “Jair não quer o rom­pi­men­to, mas o Flávio quer rom­per a ban­ca­da es­ta­du­al. A fe­de­ral ele não de­ter­mi­na is­so, quem de­ter­mi­na é o Jair.”

Dis­cor­dân­cia “(De­sem­bar­que do PSL da ba­se do go­ver­no do Rio é ) por dis­cor­dar de po­si­ci­o­na­men­tos po­lí­ti­cos do go­ver­na­dor.” Ban­ca­da do PSL do Rio EM NO­TA

WILTON JU­NI­OR / ES­TA­DÃO - 20/8/2019

‘Pré-can­di­da­to’. Wit­zel dis­se em en­tre­vis­ta que é um ‘go­ver­na­dor qu­e­ren­do ser pre­si­den­te’

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.