EUA ana­li­sam des­tro­ços de dro­ne an­tes de re­ta­li­ar Irã

In­ves­ti­ga­do­res ame­ri­ca­nos exa­mi­nam pe­da­ços de mísseis pa­ra de­ter­mi­nar de on­de par­tiu ataque a re­fi­na­ria de petróleo sau­di­ta

O Estado de S. Paulo - - Internacio­nal - WASHING­TON / NYT, W. POST e AFP

Ana­lis­tas de in­te­li­gên­cia e in­ves­ti­ga­do­res mi­li­ta­res dos EUA es­tão exa­mi­nan­do des­tro­ços na Ará­bia Sau­di­ta pa­ra ten­tar ob­ter origem e tra­je­to de voo dos mísseis lan­ça­dos contra uma re­fi­na­ria e um cam­po de petróleo, no fim de semana. Os ataques fo­ram rei­vin­di­ca­dos pe­los re­bel­des houthis, que lu­tam no Iê­men, mas tan­to sau­di­tas quan­to ame­ri­ca­nos res­pon­sa­bi­li­zam o Irã – que ne­ga en­vol­vi­men­to.

Além das ima­gens de satélite do cam­po de petróleo e da re­fi­na­ria da Aram­co, que pa­ra­li­sou me­ta­de da pro­du­ção do país, ro­tas en­con­tra­das por ra­dar tam­bém es­tão sen­do re­vi­sa­das. O mais im­por­tan­te, po­rém, ain­da são as par­tes dos mísseis en­con­tra­das nos lo­cais – um de­les es­tá qua­se in­tac­to, se­gun­do au­to­ri­da­des ame­ri­ca­nas.

On­tem, ao si­te BBC, ofi­ci­ais ame­ri­ca­nos afir­ma­ram que já iden­ti­fi­ca­ram que os mísseis fo­ram lan­ça­dos do sul do Irã. Se­gun­do re­la­tos, os sau­di­tas não con­se­gui­ram in­ter­cep­tar os dis­pa­ros porque o sis­te­ma de de­fe­sa es­tá apon­ta­do pa­ra o sul, na di­re­ção do Iê­men.

A Ca­sa Bran­ca, que não con­fir­mou ofi­ci­al­men­te a informação, dis­cu­te qu­al ação re­ta­li­a­tó­ria to­mar e se a res­pos­ta pas­sa­ria a impressão de sub­mis­são à Ará­bia Sau­di­ta, cri­ti­ca­da pe­la violação de direitos hu­ma­nos, es­pe­ci­al­men­te após a mor­te do jor­na­lis­ta Ja­mal Khashog­gi, um dis­si­den­te bru­tal­men­te as­sas­si­na­do no con­su­la­do sau­di­ta em Is­tam­bul, em ou­tu­bro do ano pas­sa­do.

Trump já foi cri­ti­ca­do por não ter da­do uma res­pos­ta du­ra ao go­ver­no sau­di­ta – Khashog­gi vi­via nos EUA. Des­ta vez, o pre­si­den­te ame­ri­ca­no dis­se que não fa­ria nada an­tes de a Ará­bia Sau­di­ta de­ter­mi­nar ofi­ci­al­men­te a au­to­ria do ataque.

Na segunda-fei­ra, o se­cre­tá­rio de De­fe­sa dos EUA, Mark Es­per, e o ge­ne­ral Jo­seph Dun­ford, chefe do Es­ta­do-Mai­or, apre­sen­ta­ram um le­que de op­ções mi­li­ta­res a Trump, in­cluin­do ataques a cen­tros de lan­ça­men­to de mísseis, ci­be­ro­pe­ra­ções se­cre­tas e a destruição da in­fra­es­tru­tu­ra pe­tro­lí­fe­ra do Irã.

Uma gran­de pre­o­cu­pa­ção é as­se­gu­rar que qualquer ataque se­ja pro­por­ci­o­nal e não au­men­te o con­fli­to, par­ti­cu­lar­men­te na vés­pe­ra da abertura da As­sem­bleia-Ge­ral da ONU, em No­va York. Au­to­ri­da­des ame­ri­ca­nas afir­mam não ter dú­vi­das de que foi o Irã e apon­tam pa­ra a tec­no­lo­gia e os com­po­nen­tes dos ve­to­res en­con­tra­dos – ain­da que os houthis te­nham rei­vin­di­ca­do a au­to­ria dos ataques.

Viagem. Pa­ra “ana­li­sar uma res­pos­ta” aos ataques do fim de semana, o se­cre­tá­rio de Es­ta­do dos EUA, Mi­ke Pom­peo, viajou on­tem à Ará­bia Sau­di­ta. Mes­mo di­an­te da ne­ces­si­da­de de uma res­pos­ta mi­li­tar, ca­so se­ja com­pro­va­do o en­vol­vi­men­to iraniano, em con­ver­sas pri­va­das, o Pen­tá­go­no ten­ta di­mi­nuir a ten­são e evi­tar uma gu­er­ra san­gren­ta contra o Irã, no mo­men­to em que o go­ver­no ame­ri­ca­no ten­ta encerrar con­fli­tos no Ori­en­te Mé­dio, no Afe­ga­nis­tão e en­fren­ta uma dis­pu­ta co­mer­ci­al com a Chi­na.

On­tem, o mi­nis­tro da Ener­gia da Ará­bia Sau­di­ta, o prín­ci­pe Ab­del Aziz bin Sal­mán, anun­ci­ou que a pro­du­ção de petróleo do país se­rá res­ta­be­le­ci­da até o fim do mês. “A pro­du­ção vol­ta­rá à nor­ma­li­da­de até o fi­nal de se­tem­bro”, ga­ran­tiu o mi­nis­tro a jor­na­lis­tas, re­for­çan­do que o país já ha­via recuperado a me­ta­de da pro­du­ção per­di­da com o ataque – equi­va­len­te a 5,7 mi­lhões de bar­ris diá­ri­os, que re­pre­sen­tam 6% da pro­du­ção mundial.

Cautela “Não que­ro gu­er­ra com nin­guém. Certamente gos­ta­ría­mos de evi­tá-la” Do­nald Trump PRE­SI­DEN­TE DOS EUA

AFP

Ataque. Imagem de satélite mostra destruição de cam­po de petróleo na Ará­bia Sau­di­ta

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.