Sus­pen­são se des­ta­ca por evo­lu­ção e equilíbrio

O Estado de S. Paulo - - JornaldoCa­rro -

O as­fal­to re­men­da­do e a pin­tu­ra de fai­xa com vá­ri­as fa­lhas, no sul da Bahia, fo­ram úteis pa­ra tes­tar o no­vo HB20, pois aju­da­ram a re­ve­lar a evo­lu­ção da sus­pen­são. O car­ro con­se­gue con­ci­li­ar al­ta es­ta­bi­li­da­de com con­for­to.

No an­te­ri­or, ape­sar da boa es­ta­bi­li­da­de, ha­via sacrifício do con­for­to. Ou­tra boa no­vi­da­de é o leitor de fai­xa que con­se­gue identifica­r até mes­mo pin­tu­ra ine­xis­ten­te. De acor­do com a Hyun­dai, o dis­po­si­ti­vo tem memória ca­paz de per­ce­ber fai­xa que ha­via na es­tra­da e su­bi­ta­men­te de­sa­pa­re­ceu.

Ava­li­a­mos as ver­sões to­po de li­nha, Di­a­mond Plus, com as car­ro­ce­ri­as se­dã (R$ 81.290) e hat­ch (R$ 77.990). Ela vem com mo­tor 1.0 tur­bo. Os dois mo­de­los têm com­por­ta­men­to mui­to se­me­lhan­te. Afi­nal, não po­de­ria ser di­fe­ren­te. A dis­tân­cia en­tre os ei­xos é a mes­ma (2,53 m). E, em­bo­ra o três-vo­lu­mes se­ja 32 cm mais com­pri­do, ele pe­sa ape­nas 29 kg a mais.

Em ambos, bas­ta uma le­ve pres­são no ace­le­ra­dor pa­ra o modelo em­ba­lar com fa­ci­li­da­de. O mo­tor de três ci­lin­dros é si­len­ci­o­so e não apre­sen­ta vi­bra­ção. O câm­bio au­to­má­ti­co de seis mar­chas traz bor­bo­le­tas pa­ra trocas no vo­lan­te.

O ro­dar si­len­ci­o­so não é mé­ri­to só do mo­tor: ele re­ve­la tam­bém uma ou­tra qua­li­da­de da sus­pen­são. A úni­ca res­sal­va é quan­do o car­ro pas­sa so­bre pe­dris­cos sol­tos. Nes­se ca­so, de­nun­cia que o iso­la­men­to acús­ti­co das cai­xas de ro­das po­de­ria ser me­lhor.

Por den­tro, o aca­ba­men­to das ver­sões Di­a­mond da li­nha HB20 exi­be bo­as tex­tu­ras, mas o plás­ti­co é rí­gi­do, acom­pa­nhan­do o pa­drão da ca­te­go­ria de mo­de­los com­pac­tos. O se­dã ofe­re­ce re­ves­ti­men­to de cou­ro cla­ro. Já o hat­ch tem in­te­ri­or mais es­cu­ro. O HB20X (que não foi co­lo­ca­do pa­ra ava­li­a­ção), por sua vez, traz al­guns de­ta­lhes na cor la­ran­ja.

Aca­ba­men­to traz bo­as tex­tu­ras mas, se­guin­do pa­drão do seg­men­to, tem mui­to plás­ti­co rí­gi­do 1.0 tur­bo das ver­sões de to­po tem in­je­ção di­re­ta FON­TE: HYUN­DAI

A ba­se não mu­dou, mas to­das as ver­sões es­tão mai­o­res. Pri­mei­ra a che­gar, nes­te mês, é a hat­ch

Ver­são com ape­lo aven­tu­rei­ro foi a que mais cres­ceu na lar­gu­ra, com 3 cen­tí­me­tros ex­tras

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.