Po­de ha­ver ris­co car­día­co

O Estado de S. Paulo - - Metrópole -

1. O que é ci­gar­ro ele­trô­ni­co?

É um dis­po­si­ti­vo uti­li­za­do pa­ra fu­mar que fun­ci­o­na em for­ma de va­po­ri­za­ção. O car­tu­cho ar­ma­ze­na ni­co­ti­na lí­qui­da, água, aro­ma­ti­zan­tes e subs­tân­ci­as quí­mi­cas co­mo gli­ce­ri­na e pro­pi­le­no­gli­col, que con­du­zem a ni­co­ti­na até o pul­mão do fu­man­te. Mui­tos dis­po­si­ti­vos per­mi­tem que a pes­soa ma­nu­seie as subs­tân­ci­as.

2. Quais os da­nos à saú­de?

A ni­co­ti­na lí­qui­da é mis­tu­ra­da com óle­os e sol­ven­tes, que dis­sol­vem e li­be­ram as subs­tân­ci­as. Os sol­ven­tes ou óle­os são aque­ci­dos, sa­em em for­ma de va­por e são as­pi­ra­dos pe­lo usuá­rio. No fim da va­po­ri­za­ção, so­bram go­tas de óleo que, ina­la­das, po­dem pro­vo­car pro­ble­mas res­pi­ra­tó­ri­os. Ini­ci­al­men­te, pa­ci­en­tes têm sin­to­mas se­me­lhan­tes aos de pneu­mo­nia. O dis­po­si­ti­vo tam­bém é li­ga­do a sus­pei­tas de ca­sos de as­ma e in­fec­ções. In­ves­ti­ga-se, ain­da, elo com do­en­ça car­día­ca.

3. O uso de aro­ma­ti­zan­tes agra­va o ris­co?

O gos­to agra­dá­vel atrai a atenção de jo­vens. Mis­tu­ra­dos a ou­tras subs­tân­ci­as, se tor­nam no­ci­vos à saú­de.

4. Quais as di­fe­ren­ças e se­me­lhan­ças en­tre os ci­gar­ros?

O ci­gar­ro ele­trô­ni­co po­de emi­tir mais ou me­nos ni­co­ti­na, de­pen­den­do do car­tu­cho. Há uma quan­ti­da­de imen­sa de mo­de­los. O ci­gar­ro co­mum, ao quei­mar o ta­ba­co, fun­ci­o­na por com­bus­tão. A quan­ti­da­de de ni­co­ti­na é con­tro­la­da com ba­se no nú­me­ro de ci­gar­ros que a pes­soa fu­ma.

5. Quais os da­nos aos fu­man­tes pas­si­vos e ao meio am­bi­en­te?

O va­por se dis­per­sa no am­bi­en­te e é pre­ju­di­ci­al prin­ci­pal­men­te pa­ra quem es­tá pró­xi­mo do fu­man­te. Ou­tra pre­o­cu­pa­ção é o des­car­te dos car­tu­chos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.