Bre­tas proí­be Temer de vi­a­jar pa­ra a In­gla­ter­ra

O Estado de S. Paulo - - Política - Luiz Vas­sal­lo Fausto Ma­ce­do

O juiz Mar­ce­lo Bre­tas, da 7.ª Va­ra Cri­mi­nal Federal do Rio, ne­gou pe­di­do do ex-pre­si­den­te Mi­chel Temer (MDB) pa­ra vi­a­jar à In­gla­ter­ra. O eme­de­bis­ta ha­via si­do con­vi­da­do pa­ra fa­zer uma pa­les­tra na Ox­ford Uni­on. O ma­gis­tra­do, que con­duz a La­va Ja­to no Rio, afir­mou que o “sta­tus de réu, em ações por cor­rup­ção, é in­com­pa­tí­vel com o uso do pas­sa­por­te di­plo­má­ti­co pa­ra even­to aca­dê­mi­co”.

De acor­do com Bre­tas, a si­tu­a­ção de Temer “não é igual a de um in­di­ví­duo em ple­na li­ber­da­de”. “Pai­ram con­tra si acu­sa­ções gra­vís­si­mas, ob­je­to de pe­lo menos du­as ações pe­nais em trâ­mi­te nes­te juí­zo”, dis­se. “Assim, é pa­ra mim in­con­ce­bí­vel au­to­ri­zar o acu­sa­do re­que­ren­te a re­a­li­zar vi­a­gem in­ter­na­ci­o­nal, com o uso de pas­sa­por­te di­plo­má­ti­co, pa­ra par­ti­ci­par de um even­to aca­dê­mi­co, si­tu­a­ção in­com­pa­tí­vel com o sta­tus de réu em ações pe­nais pela prá­ti­ca de atos de cor­rup­ção.”

Temer é al­vo de ações na Ope­ra­ção Des­con­ta­mi­na­ção, que apura su­pos­tas pro­pi­nas e des­vi­os em con­tra­tos da Usina de An­gra III. O Mi­nis­té­rio Pú­bli­co apon­ta que em­pre­sas do co­ro­nel PM apo­sen­ta­do João Bap­tis­ta Li­ma Fi­lho, o Co­ro­nel Li­ma, te­ri­am si­do uti­li­za­das pa­ra la­va­gem de di­nhei­ro em con­tra­tos com a Ele­tro­nu­cle­ar.

Por or­dem de Bre­tas, Temer e Co­ro­nel Li­ma fo­ram pre­sos em 21 de mar­ço. Am­bos fo­ram li­ber­ta­dos no dia 25 por de­ci­são li­mi­nar. Em 8 de maio, Temer e Li­ma fo­ram no­va­men­te pre­sos, após a li­mi­nar ser der­ru­ba­da. No dia 14, o eme­de­bis­ta foi li­ber­ta­do pe­lo Su­pe­ri­or Tri­bu­nal de Jus­ti­ça, com a con­di­ção de en­tre­gar o pas­sa­por­te.

“Não fos­se a de­ci­são con­trá­ria de ins­tân­cia su­pe­ri­or, (...) pro­va­vel­men­te ain­da es­ta­ria pre­so pre­ven­ti­va­men­te, pois os ar­gu­men­tos que aqui apre­sen­tou não fo­ram ca­pa­zes de al­te­rar meu con­ven­ci­men­to qu­an­to à ne­ces­si­da­de de sua cus­tó­dia”, es­cre­veu Bre­tas.

Pa­ra o ad­vo­ga­do Edu­ar­do Car­ne­lós, de­fen­sor de Temer, a de­ci­são de Bre­tas “cons­ti­tui mais uma vi­o­la­ção aos di­rei­tos as­se­gu­ra­dos pela Cons­ti­tui­ção” e “ex­pres­sa a evi­den­te dis­po­si­ção de an­te­ci­par pe­na”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.