‘Os clu­bes pre­ci­sam en­trar em uni­ver­so em­pre­sa­ri­al’

O Estado de S. Paulo - - Esportes -

• Ha­ve­rá per­dão das dí­vi­das?

Não tem per­dão pa­ra dí­vi­das. Qu­e­re­mos abrir uma fren­te de ne­go­ci­a­ção e a re­dis­cus­são da dí­vi­da só pa­ra aque­les clu­bes que vi­ra­rem em­pre­sas. Is­so não é per­dão. É cons­truir acor­do en­tre cre­dor e de­ve­dor que se­ja bom pa­ra to­dos, tam­bém pa­ra a so­ci­e­da­de. To­dos os paí­ses que avan­ça­ram no fu­te­bol fi­ze­ram o re­fi­nan­ci­a­men­to das dí­vi­das. Is­so faz par­te do uni­ver­so em­pre­sa­ri­al e po­de tam­bém fa­zer par­te do uni­ver­so dos clu­bes. A di­fe­ren­ça é que não vai ser aber­to pa­ra a agre­mi­a­ção que per­ma­ne­cer co­mo as­so­ci­a­ção. Is­so já foi fei­to cin­co ve­zes e não deu cer­to.

• Quais sãos os pon­tos cen­trais do pro­je­to?

Os clu­bes pre­ci­sam vi­rar a cha­ve pa­ra um am­bi­en­te pro­fis­si­o­nal, en­tran­do em um uni­ver­so em­pre­sa­ri­al. Qu­e­re­mos cri­ar um am­bi­en­te se­gu­ro pa­ra atrair in­ves­ti­do­res. Ou­tro pon­to im­por­tan­te é tra­tar a ques­tão do en­di­vi­da­men­to. Ou­tro des­ta­que é que não abri­re­mos re­ne­go­ci­a­ção de dí­vi­da com aque­les clu­bes que per­ma­ne­ce­rem co­mo as­so­ci­a­ções ci­vis sem fins lu­cra­ti­vos. O ter­cei­ro pon­to é ca­li­brar o re­gi­me tri­bu­tá­rio, en­con­trar al­gu­ma so­lu­ção que fa­ci­li­te a tri­bu­ta­ção. Uma cor­ren­te quer uma equi­pa­ra­ção tri­bu­tá­ria; ou­tra cor­ren­te quer tri­bu­ta­ção das em­pre­sas não se­ja uma tri­bu­ta­ção nor­mal, por cau­sa no ní­vel de en­di­vi­da­men­to dos clu­bes. Es­ta­mos apro­fun­dan­do os es­tu­dos so­bre es­se pon­to.

• A tri­bu­ta­ção é pon­to de mai­or di­ver­gên­cia?

Sim. Uma cor­ren­te quer uma equi­pa­ra­ção tri­bu­tá­ria; ou­tra cor­ren­te quer tri­bu­ta­ção das em­pre­sas que não se­ja uma tri­bu­ta­ção nor­mal, por cau­sa no ní­vel de en­di­vi­da­men­to dos clu­bes e da ten­ta­ti­va de atrair in­ves­ti­men­tos. Mas as con­ver­sas es­tão evo­luin­do bem.

• Quais são os pró­xi­mos pas­sos?

Com o avan­ço das dis­cus­sões, nós acre­di­ta­mos que o pro­je­to es­te­ja ma­du­ro pa­ra dis­cus­são no ple­ná­rio da Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos den­tro de al­gu­mas se­ma­nas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.