Juiz acei­ta par­ci­al­men­te re­cur­so do Gru­po Abril

Ho­mo­lo­ga­ção do pla­no de re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al foi apro­va­do se­ma­na pas­sa­da, com res­sal­vas; gru­po con­tes­tou

O Estado de S. Paulo - - Economia | Negócios -

O juiz da 2.ª Va­ra de Fa­lên­cia e Re­cu­pe­ra­ções Ju­di­ci­ais do Tri­bu­nal de Jus­ti­ça do Es­ta­do, Pau­lo Fur­ta­do de Oliveira Fi­lho, acei­tou par­ci­al­men­te o pe­di­do do gru­po Abril – do­no de re­vis­tas co­mo Exa­me, Ve­ja e Cláudia – pa­ra mudar a sen­ten­ça ju­di­ci­al que ho­mo­lo­gou o pla­no da em­pre­sa. Na se­ma­na pas­sa­da, o juiz ha­via apro­va­do o pla­no de re­cu­pe­ra­ção do gru­po, com res­sal­vas.

O pla­no apro­va­do pe­los cre­do­res no fim de agos­to proi­bia co­bran­ça pos­te­ri­or ou me­di­das ju­di­ci­ais con­tra a em­pre­sa e os co­o­bri­ga­dos e de­ve­do­res so­li­dá­ri­os – que in­clui a fa­mí­lia Ci­vi­ta. Na ho­mo­lo­ga­ção, o juiz re­ti­rou es­se item do pla­no. Di­an­te da de­ci­são, a Abril re­cor­reu e pe­diu que es­se pon­to fos­se re­con­si­de­ra­do. Mas, se­gun­do fon­tes ou­vi­das pe­lo Es­ta­do, o juiz man­te­ve seu po­si­ci­o­na­men­to.

Em no­ta, o gru­po Abril afir­mou que as res­sal­vas im­pli­ca­vam ven­das de bens sem uso e efei­tos do pla­no so­bre ter­cei­ros, que ga­ran­tem dívidas da com­pa­nhia. “Mas fo­ram sa­na­das sa­tis­fa­to­ri­a­men­te”, dis­se a em­pre­sa. Ela não in­for­mou, en­tre­tan­to, se vai con­ti­nu­ar re­cor­ren­do pa­ra ga­ran­tir in­tei­ra­men­te o item so­bre ter­cei­ros.

Um dos pi­la­res do pla­no apro­va­do pe­los cre­do­res da em­pre­sa é a ven­da da re­vis­ta Exa­me. O BTG Pac­tu­al es­ta­ria in­te­res­sa­do no ati­vo, que de­ve­rá ser ven­di­do co­mo uma uni­da­de pro­du­ti­va in­de­pen­den­te (UPI) em até qua­tro me­ses. A apro­va­ção do pla­no veio um ano de­pois do pe­di­do de re­cu­pe­ra­ção, re­a­li­za­do em 15 de agos­to do ano pas­sa­do. Além da ven­da da re­vis­ta de eco­no­mia e ne­gó­ci­os do gru­po, a Abril tam­bém pre­vê ou­tras du­as ven­das de ati­vos: uma em até 20 me­ses (a uni­da­de pro­du­ti­va de­no­mi­na­da Mar­gi­nal Ti­e­tê, que in­clui o edi­fí­cio on­de fun­ci­o­na a com­pa­nhia) e ou­tra em até 36 me­ses (a UPI Cam­pos do Jor­dão).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.