Sin­ce­ri­da­de ino­fen­si­va

Da­ta es­te­lar: Lua qua­se No­va em Vir­gem

O Estado de S. Paulo - - Caderno 2 -

Amor­te não é tua úni­ca cer­te­za, re­la­ci­o­nar-se tam­bém é uma das cer­te­zas com que de­ves con­tar du­ran­te tua exis­tên­cia. Por is­so, cui­da pa­ra ter cla­re­za so­bre o que bus­cas ao en­trar em qual­quer ti­po de re­la­ci­o­na­men­to, por­que se­rá so­bre es­sa ba­se que es­se se apoi­a­rá. Se te apro­xi­mas de al­guém só pa­ra te re­fu­gi­ar da com­ple­xi­da­de da vi­da, em bus­ca de paz, te ga­ran­to que, mes­mo que o pac­to se­ja con­sen­su­al, es­se não po­de­rá ser re­a­li­za­do, por­que atra­vés de qual­quer re­la­ci­o­na­men­to cir­cu­lam os in­gre­di­en­tes do mun­do que tor­nam a ex­pe­ri­ên­cia de vi­da com­ple­xa. A sin­ce­ri­da­de ino­fen­si­va é uma bá­si­ca de­mons­tra­ção de fi­de­li­da­de que as pes­so­as de­se­jo­sas de um bom re­la­ci­o­na­men­to pre­ci­sam ter en­tre si, por­que, co­mo se po­de­ria es­pe­rar uma boa di­nâ­mi­ca de re­la­ci­o­na­men­to com as pes­so­as es­con­den­do o ver­da­dei­ro jo­go que fa­zem?

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.