O STF e a La­va Ja­to

O Estado de S. Paulo - - Espaço aberto -

O Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) de­ci­diu, em jul­ga­men­to de ha­be­as cor­pus de um ex-ge­ren­te da Pe­tro­brás, que o réu de­ve fa­lar de­pois do de­la­tor, com a jus­ti­fi­ca­ti­va de que se­não po­de­ria tor­nar-se in­viá­vel sua am­pla de­fe­sa. Eu até en­ten­do es­sa po­si­ção, mas des­de que hou­ves­se so­men­te um jul­ga­men­to; mas em nos­so país há três ins­tân­ci­as de jul­ga­men­to e ain­da mui­tos re­cur­sos in­ter­me­diá­ri­os, tu­do o que po­de­ria ter sur­pre­en­di­do o réu na ins­tân­cia an­te­ri­or po­de­ria ser de­fen­di­do na ins­tân­cia se­guin­te. As­sim, anu­lar jul­ga­men­tos com ba­se na­que­le ra­ci­o­cí­nio é, a meu ver, uma for­ma de se­pul­tar a La­va Ja­to e a nos­sa es­pe­ran­ça de um país me­lhor. A ban­da po­dre vai po­der con­ti­nu­ar rou­ban­do, im­pu­ne­men­te.

AL­DO BERTOLUCCI al­do­ber­to­luc­[email protected]

São Pau­lo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.