Pa­ra ad­vo­ga­do de pre­si­den­te, Adé­lio não agiu so­zi­nho

O Estado de S. Paulo - - Política - PATRIK CAMPOREZ

O ad­vo­ga­do Fre­de­rick Was­sef, que as­su­miu a de­fe­sa do pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro, dis­se on­tem con­cor­dar “in­te­gral­men­te” com o pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Au­gus­to Aras, pa­ra quem Adé­lio Bis­po não agiu so­zi­nho. Was­sef acre­di­ta que foi um equí­vo­co a de­fe­sa de Bol­so­na­ro não ter re­cor­ri­do do ar­qui­va­men­to do ca­so, pe­di­do pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral. “Era ne­ces­sá­rio pro­var que Adé­lio não é lou­co. É um as­sas­si­no pro­fis­si­o­nal e foi pa­go pa­ra is­so”, afir­mou Was­sef ao ‘Es­ta­do’. Pa­ra ele, há uma “or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa” por trás da ten­ta­ti­va de as­sas­si­na­to de Bol­so­na­ro. Com a pro­cu­ra­ção nas mãos pa­ra de­fen­der o pre­si­den­te, o ad­vo­ga­do – que tam­bém re­pre­sen­ta o se­na­dor Flávio Bol­so­na­ro (PSL-RJ) no ca­so das mo­vi­men­ta­ções fi­nan­cei­ras atí­pi­cas, irá a Juiz de Fo­ra (MG) es­tu­dar os de­ta­lhes do pro­ces­so ar­qui­va­do. /

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.