Toyo­ta Co­rol­la mu­da tu­do pa­ra con­ti­nu­ar lí­der

O Estado de S. Paulo - - Jornal Do Carro -

• Lí­der de ven­das do seg­men­to, o Co­rol­la pas­sou por uma gran­de evo­lu­ção. Re­cla­ma­va-se do pai­nel de de­se­nho sim­ples (evo­luiu mui­to), do es­ti­lo con­ser­va­dor (me­lho­rou um pou­co) e da sus­pen­são tra­sei­ra por ei­xo de tor­ção (pas­sou a ser in­de­pen­den­te). A ga­ran­tia foi de três pa­ra cin­co anos e há os se­te air bags de sé­rie. O no­vo mo­tor 2.0 rende 177 cv com eta­nol (o an­ti­go ti­nha 153 cv) e dá mui­ta agi­li­da­de ao car­ro. O se­dã as­pi­ra­do mais po­ten­te da ca­te­go­ria ar­ran­ca com mui­ta dis­po­si­ção.

O câm­bio, que já era me­lhor CVT do seg­men­to, me­lho­rou. Uma das ra­zões da agi­li­da­de po­de ser cre­di­ta­da à trans­mis­são “hí­bri­da”, com­pos­ta por uma pri­mei­ra mar­cha me­câ­ni­ca (com en­gre­na­gem), que fun­ci­o­na em con­jun­to com o CVT.

Ad­ver­sá­ri­os vão ata­car o fa­to de o tan­que de com­bus­tí­vel ter si­do re­du­zi­do de 60 pa­ra 50 li­tros. Ele vai re­tru­car di­zen­do que is­so foi ne­ces­sá­rio pa­ra aco­mo­dar a no­va sus­pen­são mul­ti­link na tra­sei­ra. Mas o fa­to é que a au­to­no­mia re­al­men­te dei­xa a de­se­jar, pois o mo­tor é se­den­to. Os da­dos ofi­ci­ais in­for­mam 8 km/l na ci­da­de, com eta­nol. Não che­ga­mos nem aos 7 km/l, de acor­do com o com­pu­ta­dor de bor­do.

Em com­pen­sa­ção, o Co­rol­la alia bem con­for­to e es­ta­bi­li­da­de. In­ter­na­men­te, pou­co se ou­ve a sus­pen­são tra­ba­lhan­do. A po­si­ção ao vo­lan­te, li­gei­ra­men­te mais bai­xa do que an­tes, agra­da, e a te­la da cen­tral mul­ti­mí­dia de 8” é de sé­rie. O re­ves­ti­men­to de pai­nel e la­te­ral de por­tas é ma­cio. Mas não há saí­das de ar pa­ra o ban­co tra­sei­ro e o por­ta-ma­las não tem aber­tu­ra pe­la tam­pa.

FO­TOS: FE­LI­PE RAU/ESTADÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.