Fó­rum dos Lei­to­res

O Estado de S. Paulo - - Espaço aberto -

RE­FOR­MA DA PRE­VI­DÊN­CIA Meia-so­la

Pa­re­ce que ain­da não se­rá des­ta vez que os “nos­sos” con­gres­sis­tas vão vo­tar a fa­vor dos mor­tais bra­si­lei­ros, do Bra­sil. De­pois de há mui­to pos­ter­ga­da, a re­for­ma vem sen­do de­si­dra­ta­da, man­ten­do os pri­vi­lé­gi­os de al­gu­mas clas­ses, co­mo a dos mi­li­ta­res, por exem­plo, na vo­ta­ção de pri­mei­ro tur­no. O Se­na­do man­te­ve abo­nos e com is­so re­ti­rou mais de R$ 76 bi­lhões da “re­for­ma”. E ain­da quer mais. En­fim, uma re­for­ma meia-so­la. Po­bre Bra­sil! ÉLLIS A. OLI­VEI­RA el­lisc­[email protected]­mail.com

Cu­nha Não tem jei­to mes­mo! Nos­sos se­na­do­res, co­mo nos­sos de­pu­ta­dos, não con­se­guem fa­zer na­da bem fei­to. Aca­ba­ram de apro­var em pri­mei­ro tur­no no Se­na­do uma re­for­ma, de fa­to, meia-so­la. AIL­TON DE SOUZA ABRÃO [email protected]­ra.com.br São Pau­lo Es­se Se­na­do se ape­que­na ca­da vez mais, não tem mais jei­to. Fa­vo­re­ce fun­ci­o­ná­ri­os pú­bli­cos e apa­dri­nha­dos, não vo­ta os in­te­res­ses da União e re­tar­da pro­po­si­tal­men­te a re­for­ma pa­ra fa­vo­re­cer seus in­te­res­ses pes­so­ais. Acor­da, Bra­sil!

JO­NAS DE MA­TOS jo­[email protected]­nas­de­ma­tos.com.br

São Pau­lo

COR­RUP­ÇÃO ‘O rep­to de Lu­la’

Pa­ra­béns ao Es­ta­dão pe­lo edi­to­ri­al O rep­to de Lu­la (2/10, A3), que diz exa­ta­men­te o que to­do cidadão bra­si­lei­ro tra­ba­lha­dor, ho­nes­to e sem mor­do­mi­as gos­ta­ria de gri­tar. Lu­la se acha um deus e quer fa­bri­car leis so­men­te pa­ra ele. In­crí­vel co­mo os seus se­gui­do­res não que­rem en­xer­gar a re­a­li­da­de.

WAG­NER JO­SÉ CALLEGARI

wag­[email protected]­ra.com.br Li­mei­ra A pri­são de Lu­la em re­gi­me se­mi­a­ber­to, nu­ma ca­deia co­mum, cus­ta­ria um cen­té­si­mo do que cus­ta ho­je. Além dis­so, ele pre­ci­sa­ria la­bu­tar, dei­xan­do de ser um far­do e fa­zen­do al­go de útil pa­ra a so­ci­e­da­de. Se­ria pro­ta­go­nis­ta de tra­ba­lho e con­ten­ção de gas­tos, que são pa­la­vrões no di­ci­o­ná­rio lu­lo­pe­tis­ta.

MAR­CE­LO MELGAÇO mel­ga­co­cos­[email protected] Goi­â­nia

Po­lí­ti­co pre­so

A car­ta de Lu­la re­cu­san­do a pro­gres­são da pe­na pa­ra o re­gi­me se­mi­a­ber­to com tor­no­ze­lei­ra ele­trô­ni­ca não pas­sa de um cal­cu­la­do ges­to te­a­tral, emi­nen­te­men­te po­lí­ti­co, pa­ra po­sar de már­tir e pre­so po­lí­ti­co, o que cons­ti­tui uma afron­ta à Jus­ti­ça me­re­ce­do­ra de con­de­na­ção. O cor­rup­to-mor e con­tu­maz men­ti­ro­so con­ti­nua se achan­do ca­so úni­co no Bra­sil, qui­çá no pla­ne­ta, rei­vin­di­can­do pa­ra si um con­jun­to de leis pró­pri­as e ex­clu­si­vas, não ex­ten­si­vas aos de­mais se­res hu­ma­nos, tra­zen­do à me­mó­ria a in­tan­gi­bi­li­da­de dos tem­pos de ou­tro­ra do pas­sa­do im­pe­ri­al. O ex-pre­si­den­te, jul­ga­do, con­de­na­do e de­ti­do por sen­ten­ça con­fir­ma­da em na­da me­nos que três (!) ins­tân­ci­as, além de fi­gu­rar co­mo réu em mais oi­to (!) pro­ces­sos por cor­rup­ção, na­da mais é que um po­lí­ti­co pre­so que de­ve des­cul­pas à Na­ção por ter des­mo­ra­li­za­do a po­lí­ti­ca, es­car­ne­ci­do da Jus­ti­ça e das leis e ba­na­li­za­do a cor­rup­ção. Merece ser jo­ga­do na la­ta de li­xo da His­tó­ria. Lu­la nun­ca mais. Bas­ta!

J. S. DECOL de­[email protected]

São Pau­lo

Tre­mem­bé

Su­ges­tão pa­ra aca­bar com es­se mi­mi­mi do pre­si­diá­rio la­rá­pio que ocu­pa uma sa­la es­pe­ci­al na se­de da Su­pe­rin­ten­dên­cia da Po­lí­cia Fe­de­ral em Cu­ri­ti­ba e diz não que­rer dei­xar a pri­são. Pu­ra chi­ca­na de ma­lan­dro, o que ne­le é ele­va­do à ené­si­ma po­tên­cia. É só trans­fe­ri-lo pa­ra Tre­mem­bé. Sim­ples as­sim.

ANTONIO MO­LI­NA mo­li­na­en­ge­nha­ria.san­ta­[email protected] San­ta Fé do Sul

Con­ver­sa fi­a­da

O ex-pre­si­den­te Lu­la sa­be mui­to bem que é um de­lin­quen­te e merece, sim, es­tar pre­so. Es­sa his­tó­ria de não que­rer pro­gre­dir pa­ra o re­gi­me se­mi­a­ber­to é so­men­te jo­gar pa­ra a pla­teia. Pe­lo sim­ples fa­to de ter ban­ca­do a “es­plen­do­ro­sa” Dil­ma Rous­seff pa­ra o car­go de pre­si­den­ta do Bra­sil, ele já me­re­cia pri­são per­pé­tua. O res­to é con­ver­sa fi­a­da. JO­SÉ RO­BER­TO IGLESIAS rzei­gle­zi­[email protected]

São Pau­lo

PO­DER JU­DI­CIÁ­RIO Ta­re­fas do STF

Que tal se o Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) es­que­ces­se um pou­co o Lu­la e en­fren­tas­se a ta­re­fa de pôr um fim no pro­ces­so que tra­ta das per­das das ca­der­ne­tas de pou­pan­ça no Pla­no Ve­rão, de 1989?

EU­CLI­DES ROSSIGNOLI cli­des­ros­[email protected] Ou­ri­nhos

MEIO AM­BI­EN­TE Plan­tar ár­vo­res

Pa­ra­béns ao sr. Pau­lo Har­tung pe­lo ar­ti­go In­ves­ti­men­to ver­de (1.º/10, A2). Mas fal­tou abor­dar com mais ên­fa­se a ques­tão do pe­que­no agri­cul­tor. Pre­ci­sa­mos in­cen­ti­var os pe­que­nos agri­cul

‘Ca­pi­tis di­mi­nu­tio’

to­res a plan­ta­rem ár­vo­res pa­ra fins de cons­tru­ção ci­vil, fa­bri­ca­ção de mó­veis, etc. As­sim, de­pois de cer­ca de 15 anos não pre­ci­sa­ría­mos der­ru­bar mais ne­nhu­ma ár­vo­re na Amazô­nia. Ló­gi­co que is­so não de­ve in­te­res­sar às gran­des em­pre­sas, por­que o tem­po de es­pe­ra é mui­to lon­go. É mui­to sim­ples.

SHICHUM TO­MA

shi­chum­to­[email protected] San­ta Ri­ta do Pas­sa Qu­a­tro

EDU­CA­ÇÃO Di­ver­si­da­de

O fa­to de al­gu­mas pes­so­as não que­re­rem es­co­las mi­li­ta­res pa­ra seus fi­lhos não po­de im­pe­di-las pa­ra quem as quer. Se­não, por que acei­tar es­co­las re­li­gi­o­sas, bi­lín­gues, etc.? Ca­da um ma­tri­cu­le seu fi­lho na es­co­la que en­ten­der me­lhor pa­ra ele, in­cluí­da a mi­li­tar ou mi­li­ta­ri­za­da.

SE­VE­RI­NO J. DA SIL­VA sil­va.pret­[email protected]

São Pau­lo

IM­PREN­SA Vi­ra­da tec­no­ló­gi­ca

Fran­cis­co Mesquita Ne­to, di­re­tor-pre­si­den­te do Es­ta­dão, re­a­fir­mou, em se­mi­ná­rio da ESPM, que vê nas mí­di­as di­gi­tais uma opor­tu­ni­da­de pa­ra o jor­nal am­pli­ar a sua au­di­ên­cia, atin­gin­do mi­lhões de lei­to­res pe­la in­ter­net, mas sem abrir mão de sua de­fe­sa cen­te­ná­ria da de­mo­cra­cia e da li­vre-ini­ci­a­ti­va. E des­ta­cou: “O mai­or de­sa­fio é cri­ar­mos es­sa cul­tu­ra nas pes­so­as, sem­pre man­ten­do o fo­co no jor­na­lis­mo pro­fis­si­o­nal, o que é fun­da­men­tal nes­se mun­do de fa­ke news, e na con­ver­são de as­si­na­tu­ras”. Leitor as­sí­duo, meus pa­ra­béns ao me­lhor jor­nal do País. Es­ta­mos vi­ven­ci­an­do a mai­or vi­ra­da tec­no­ló­gi­ca da His­tó­ria. Ca­be à gran­de im­pren­sa apon­tar os ca­mi­nhos pa­ra es­se ain­da in­cer­to fu­tu­ro.

PAU­LO SER­GIO ARISI pau­[email protected]

Por­to Ale­gre

“O be­ne­fí­cio da pri­são do­mi­ci­li­ar é o úni­co be­ne­fí­cio que o Lu­la­rá­pio não acei­tou na vi­da!” PAU­LO CEL­SO BIASIOLI / LI­MEI­RA, SO­BRE O PRE­SI­DIÁ­RIO-MOR DO PT, JÁ CON­DE­NA­DO EM DOIS PRO­CES­SOS POR COR­RUP­ÇÃO pc­bi­a­si­o­[email protected]

“O ‘ca­ra’ es­tá querendo imi­tar dom Pe­dro I: se for pa­ra o bem da Na­ção, di­gam que fi­co (em ca­na). E co­mo per­gun­tar não ofen­de, a ban­ca de ad­vo­ga­dos do ‘ca­ra’ vai re­cor­rer ao STF pa­ra ele per­ma­ne­cer na ca­deia?” MOI­SÉS GOLDSTEIN / SÃO PAU­LO, IDEM [email protected]

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.