Prin­ci­pais di­fe­ren­ci­ais do ser­vi­ço re­gu­la­do

O Estado de S. Paulo - - Política -

Es­co­lher uma em­pre­sa re­gu­lar traz be­ne­fí­ci­os pa­ra os pas­sa­gei­ros, além de ga­ran­tir uma vi­a­gem mais se­gu­ra:

1.

Ga­ran­tia de em­bar­que e de­sem­bar­que a par­tir da com­pra da pas­sa­gem.

2.

Obrigatori­edade de emis­são de bi­lhe­tes de pas­sa­gens, o que ser­ve co­mo do­cu­men­to fiscal e ga­ran­te to­dos os di­rei­tos pre­vis­tos em lei.

3.

Cum­pri­men­to do iti­ne­rá­rio se­quen­ci­al da li­nha, sem des­vio de ro­ta.

4.

Ma­nu­ten­ção de pon­tos de apoio a uma dis­tân­cia má­xi­ma de 400 quilô­me­tros e pon­tos de pa­ra­da lo­ca­li­za­dos em in­ter­va­los de até qua­tro ho­ras de vi­a­gem, nos ôni­bus com sa­ni­tá­rio.

5.

Pon­tos de ven­da de bi­lhe­tes de pas­sa­gem nos ter­mi­nais de ori­gem e des­ti­no e nos pon­tos de se­ção da li­nha. As­sim, o pas­sa­gei­ro tem um lo­cal pa­ra on­de se di­ri­gir ca­so se­ja ne­ces­sá­rio.

6.

Quan­do há su­pres­são de li­nha, o usuá­rio tem direito ao re­em­bol­so in­te­gral e ime­di­a­to do va­lor pa­go.

7.

Re­gis­tro de in­for­ma­ções so­bre a jor­na­da de tra­ba­lho dos mo­to­ris­tas, co­mo lo­cal e ho­rá­rio de iní­cio e fim da jor­na­da, tem­po de des­can­so en­tre os tra­ba­lhos e pe­río­do de re­pou­so ou ali­men­ta­ção.

8.

A ca­da pa­ra­da não pro­gra­ma­da do veí­cu­lo com aber­tu­ra de por­ta, o ope­ra­dor pre­ci­sa in­di­car o mo­ti­vo e guar­dar a lo­ca­li­za­ção por GPS, com gra­va­ção de da­ta e ho­ra do even­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.