Vi­gi­lân­cia en­con­tra 37 in­fra­ções nos pri­mei­ros di­as

O Estado de S. Paulo - - Caderno 2 - /G.S.

A Sub­se­cre­ta­ria de Vi­gi­lân­cia Sa­ni­tá­ria e Con­tro­le do Zo­o­no­ses do Rio ve­ri­fi­cou 37 in­fra­ções na Ci­da­de do Rock nos pri­mei­ros qua­tro di­as do fes­ti­val, até a quin­ta-fei­ra, 3. As equi­pes fis­ca­li­zam as con­di­ções hi­gi­ê­ni­co-sa­ni­tá­ri­as de es­ta­be­le­ci­men­tos de ali­men­tos, pos­tos mé­di­cos, am­bu­lân­ci­as, sa­lões de be­le­za, es­pa­ços de ge­ren­ci­a­men­to de re­sí­du­os, am­bi­en­tes de uso co­mum e ou­tros. O ob­je­ti­vo, se­gun­do a ins­ti­tui­ção, é pre­ve­nir ris­cos à saú­de do pú­bli­co que par­ti­ci­pa do Rock in Rio 2019.

Se­gun­do a se­cre­ta­ria, o pro­to­co­lo é de pre­ven­ção por­que após o con­su­mo não é pos­sí­vel iden­ti­fi­car os pro­ble­mas de pro­du­ção.

Dos lau­dos in­sa­tis­fa­tó­ri­os le­van­ta­dos na úl­ti­ma quin­ta-fei­ra, to­dos eram “as­so­ci­a­dos à fal­ta de hi­gi­e­ne na ma­ni­pu­la­ção de ali­men­tos, por uma mão mal la­va­da, uma lu­va usa­da por mui­to tem­po ou até pe­la ma­ni­pu­la­ção de di­nhei­ro e ali­men­tos ao mes­mo tem­po, uma das mai­o­res cau­sas de con­ta­mi­na­ção”, ex­pli­ca a co­or­de­na­do­ra de Even­tos da Vi­gi­lân­cia, Ma­ris­sol Fi­guei­re­do, em no­ta pa­ra a im­pren­sa. “Mais do que in­fra­ci­o­nar, re­for­ça­mos as ori­en­ta­ções so­bre os cui­da­dos bá­si­cos que aju­dam a mi­ni­mi­zar os ris­cos.”

Des­de ja­nei­ro, 2,5 mil pro­fis­si­o­nais de ser­vi­ços de ali­men­tos e saú­de fo­ram ca­pa­ci­ta­dos pe­la Vi­gi­lân­cia Sa­ni­tá­ria pa­ra par­ti­ci­par dos tra­ba­lhos no fes­ti­val. Em no­ta, o fes­ti­val dis­se que apoia o tra­ba­lho da Vi­gi­lân­cia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.