In­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al é tes­ta­da pa­ra ali­vi­ar de­man­da da Jus­ti­ça

Uso da tec­no­lo­gia pa­ra me­lho­rar aten­di­men­to à po­pu­la­ção é dis­cu­ti­do por es­pe­ci­a­lis­tas, em even­to na Fun­da­ção FHC

O Estado de S. Paulo - - Política - / P.B.

A ino­va­ção tec­no­ló­gi­ca apli­ca­da ao po­der pú­bli­co é um fa­tor fun­da­men­tal pa­ra o aper­fei­ço­a­men­to dos ser­vi­ços ofe­re­ci­dos ao ci­da­dão, que de­man­da uma qua­li­da­de mai­or do aten­di­men­to. Pa­ra ana­lis­tas, a cha­ma­da tran­si­ção di­gi­tal es­tá as­so­ci­a­da à pró­pria efi­cá­cia da ad­mi­nis­tra­ção pú­bli­ca e ao fun­ci­o­na­men­to dos po­de­res.

O im­pac­to da in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al e do uso de da­dos pes­so­ais na po­lí­ti­ca e no sis­te­ma ju­di­ciá­rio bra­si­lei­ro foi de­ba­ti­do on­tem na Fun­da­ção Fer­nan­do Henrique Cardoso, em São Pau­lo. Pa­ra uma pla­teia de cer­ca de 80 pes­so­as, os pa­les­tran­tes apre­sen­ta­ram pre­o­cu­pa­ção com a pro­li­fe­ra­ção de in­for­ma­ções fal­sas que po­dem ter im­pac­to de­ci­si­vo em plei­tos elei­to­rais ao re­dor do mun­do e dis­cu­ti­ram pro­pos­tas.

O mi­nis­tro Pau­lo de Tar­so San­se­ve­ri­no, do Superior Tri­bu­nal de Jus­ti­ça (STJ), dis­se que a Cor­te es­tá tra­ba­lhan­do em dois pro­je­tos li­ga­dos à in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al – uma pla­ta­for­ma pa­ra iden­ti­fi­car de­man­das re­pe­ti­ti­vas e au­xi­li­ar no ge­ren­ci­a­men­to dos pro­ces­sos, e ou­tro pa­ra ofe­re­cer su­ges­tões de de­ci­sões em ca­sos que pos­te­ri­or­men­te se­rão con­tro­la­dos por pes­so­as. O se­gun­do, dis­se, en­fren­ta mai­or re­sis­tên­cia. “É uma di­fi­cul­da­de mu­dar to­da uma men­ta­li­da­de.”

O mi­nis­tro abriu o even­to com um his­tó­ri­co das leis que tra­tam da re­gu­la­ção de da­dos e da pri­va­ci­da­de nos Es­ta­dos Uni­dos, na Eu­ro­pa e no Bra­sil. O País apro­vou em 2018 a no­va lei ge­ral de pro­te­ção de da­dos (Lei 13.709/2018), que pas­sa a va­ler em agos­to de 2020.

Pa­ra o ad­vo­ga­do Ro­nal­do Le­mos,

“Te­mos re­gu­la­ção ad­mi­nis­tra­ti­va, mas es­se abu­so (dis­se­mi­na­ção de fa­ke news) po­de con­ti­nu­ar. Ha­ve­rá uma sé­rie de acu­sa­ções, mas não ve­jo des­fe­cho.”

Pe­ter Mes­sitt

JUIZ FE­DE­RAL DOS ES­TA­DOS UNI­DOS

dou­tor em di­rei­to por Har­vard e pes­qui­sa­dor re­pre­sen­tan­te do MIT Me­dia Lab no Bra­sil, o País de­ve in­ves­tir nu­ma mai­or di­gi­ta­li­za­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos, a exem­plo do que fi­ze­ram paí­ses co­mo Estô­nia e Ín­dia.

“Te­mos a ta­re­fa de avan­çar na trans­for­ma­ção di­gi­tal do po­der pú­bli­co. Go­ver­no que não se di­gi­ta­li­za per­de a ca­pa­ci­da­de de go­ver­nar”, dis­se. Ele tam­bém ci­tou a di­gi­ta­li­za­ção da economia chi­ne­sa, on­de os pa­ga­men­tos são fei­tos por ce­lu­la­res. “Não po­de­mos per­der tem­po, es­ta­mos sen­do su­pe­ra­dos. Uru­guai e Chi­le já es­tão pas­san­do o Bra­sil em ter­mos de tec­no­lo­gia e di­gi­ta­li­za­ção. Bra­sil pre­ci­sa dei­xar de ser ape­nas gran­de con­su­mi­dor de tec­no­lo­gia pa­ra ser pro­du­tor de ino­va­ção e tec­no­lo­gia”, aler­tou.

Le­mos res­sal­tou que a ma­té­ria-pri­ma do Ju­di­ciá­rio é a in­for­ma­ção e que as tec­no­lo­gi­as po­dem for­ne­cer so­lu­ções pa­ra agi­li­zar o dia a dia do tra­ba­lho. Ele su­ge­riu, por exem­plo, a cri­a­ção de as­sis­ten­tes vir­tu­ais pa­ra juí­zes, fa­lou do ce­ná­rio pro­mis­sor de star­tups na área ju­rí­di­ca e afir­mou que no Bra­sil exis­te um con­sen­so de que o ci­da­dão gos­ta­ria de ver mais tec­no­lo­gia sen­do usa­da no po­der pú­bli­co. “É uma mis­são, te­mos de fa­zer a tran­si­ção di­gi­tal pa­ra ofe­re­cer, in­clu­si­ve, me­lho­res ser­vi­ços pú­bli­cos pa­ra a po­pu­la­ção”. Ele ci­tou co­mo ca­sos de êxi­to os exem­plos dos go­ver­nos da Estô­nia e da Ín­dia.

Fa­ke news.

Tam­bém pa­les­tran­te, o juiz fe­de­ral dos Es­ta­dos Uni­dos Pe­ter Mes­sit­te afir­mou que não vê ho­je uma le­gis­la­ção ca­paz de re­du­zir a dis­se­mi­na­ção das in­for­ma­ções fal­sas. “Te­mos re­gu­la­ção ad­mi­nis­tra­ti­va, mas es­se abu­so po­de con­ti­nu­ar. Ha­ve­rá uma sé­rie de acu­sa­ções, mas não ve­jo des­fe­cho”, dis­se so­bre as elei­ções 2020.

Di­re­tor da Fa­cul­da­de de Di­rei­to da FGV-SP, Os­car Vi­lhe­na afir­mou que o uso in­ten­si­vo da tec­no­lo­gia cria um “sis­te­ma fa­bu­lo­so de ge­ren­ci­a­men­to so­ci­al”, mas não vê só efei­tos po­si­ti­vos. “A ca­pa­ci­da­de de ge­ren­ci­ar a vi­da das pes­so­as fi­cou mui­to mais efe­ti­va, mas não sig­ni­fi­ca que se­ja com au­to­no­mia.”

ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA - 20/5/2019

STJ. San­se­ve­ri­no de­fen­de o uso da in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.