‘Acre­di­to que es­ta­mos no ca­mi­nho cer­to’

Aos 26 anos, jo­ga­do­ra re­lem­bra co­me­ço da car­rei­ra e fa­la so­bre no­va fa­se do Bra­sil, que lu­ta por va­ga em Tó­quio-2020

O Estado de S. Paulo - - Esportes - Mar­cius Aze­ve­do

Ca­da vez que en­tra em qua­dra, Da­mi­ris lem­bra da di­fi­cul­da­de que en­fren­tou pa­ra trans­for­mar o so­nho em re­a­li­da­de. De ori­gem hu­mil­de, o tra­je­to de du­as ho­ras de trem de Fer­raz de Vas­con­ce­los, on­de nas­ceu, até San­to An­dré, en­tão com 13 anos, pa­ra trei­nar no ins­ti­tu­to da ex-jo­ga­do­ra Ja­neth, era ape­nas um dos obs­tá­cu­los diá­ri­os.

Aos 26 anos, a ala acu­mu­la cin­co tem­po­ra­das na WNBA (atua pe­lo Min­ne­so­ta Lynx), já de­fen­deu o Bra­sil em dois Jo­gos Olím­pi­cos – Lon­dres-2012 e Rio-2016 – e vi­rou re­fe­rên­cia na se­le­ção bra­si­lei­ra que, sob o co­man­do de José Ne­to, es­tá re­cu­pe­ran­do o es­pa­ço no ce­ná­rio do bas­que­te mundial.

Após o bom de­sem­pe­nho na Co­pa Amé­ri­ca, quan­do re­gis­trou mé­di­as de 17,3 pon­tos, 6,8 re­bo­tes e 2,5 as­sis­tên­ci­as e foi elei­ta pa­ra o quin­te­to ide­al do tor­neio em que o Bra­sil con­quis­tou o bron­ze no fim de se­tem­bro, e an­tes de em­bar­car pa­ra de­fen­der o Bu­san BNK Sum em no­va ex­pe­ri­ên­cia na Co­reia do Sul (jo­ga­rá lá no in­ter­va­lo da WNBA), Da­mi­ris fa­lou com o Es­ta­do.

Se­gun­do ela, to­do o es­for­ço foi re­com­pen­sa­do e es­pe­ra que ou­tras me­ni­nas pos­sam se ins­pi­rar em sua his­tó­ria. A ala ga­ran­te tam­bém que es­ta­rá pre­sen­te no Pré-Olím­pi­co das Amé­ri­cas, que acon­te­ce em no­vem­bro, na Ar­gen­ti­na, e con­ce­de du­as va­gas pa­ra o Pré-Olím­pi­co Mundial, e elo­gia o iní­cio do tra­ba­lho de Ne­to.

Vo­cê atua na mai­or li­ga do mun­do, é o des­ta­que da se­le­ção e já dis­pu­tou du­as Olim­pía­das... To­do o es­for­ço no co­me­ço da sua car­rei­ra va­leu a pe­na?

Va­leu mui­to. Não foi na­da fá­cil, era uma me­ni­na quan­do ini­ci­ei no bas­que­te, mas meus ti­os, mi­nhas ir­mãs e a Ja­neth nun­ca dei­xa­ram eu de­sis­tir. Sem­pre me mos­tra­vam on­de eu po­de­ria che­gar.

Vo­cê se vê co­mo um sím­bo­lo ca­paz de ali­men­tar o so­nho de jo­vens ca­ren­tes? Mi­nha his­tó­ria não é mui­to di­fe­ren­te da de mi­lha­res de ou­tras me­ni­nas pe­lo Bra­sil. Me­ni­nas chei­as de so­nho e de ori­gem hu­mil­de, sem mui­tas pers­pec­ti­vas. Es­pe­ro que, de al­gu­ma for­ma, eu pos­sa ins­pi­rar, mo­ti­var ou­tras ga­ro­tas a con­ti­nu­ar a bus­ca­rem seus so­nhos.

A Ja­neth ain­da te acon­se­lha? Ela é uma mãe­zo­na pa­ra mim, uma pes­soa mui­to pre­sen­te em mi­nha vi­da. Ela es­tá sem­pre me ori­en­tan­do e com­par­ti­lhan­do de sua ex­pe­ri­ên­cia.

Já foi pos­sí­vel ob­ser­var al­gu­ma mu­dan­ça sig­ni­fi­ca­ti­va com o José Ne­to?

Sim, o Ne­to es­tá tra­zen­do uma no­va fi­lo­so­fia de tra­ba­lho e to­das es­tão com­pro­me­ti­das na bus­ca de re­sul­ta­dos po­si­ti­vos. A equi­pe es­tá uni­da e mui­to fo­ca­da. Es­tou gos­tan­do, es­tou bas­tan­te oti­mis­ta com o tra­ba­lho do Ne­to.

O mo­men­to da se­le­ção fe­mi­ni­na an­te­ri­or à che­ga­da de­le ne­ces­si­ta­va de uma rup­tu­ra, um fa­to no­vo pa­ra re­cu­pe­rar o es­pa­ço que ha­via per­di­do?

Pen­so que pre­ci­sá­va­mos de um tra­ba­lho mais con­sis­ten­te, um tem­po mai­or de pre­pa­ra­ção, um tra­ba­lho a mé­dio pra­zo. Es­pe­ro que pos­sa­mos ter is­so com ele.

Co­mo ava­lia o de­sem­pe­nho na Co­pa Amé­ri­ca, com bons jo­gos con­tra Ca­na­dá e EUA e atro­pe­lan­do ou­tros ri­vais, co­mo Ar­gen­ti­na e Por­to Ri­co, que es­ta­vam su­pe­ran­do o Bra­sil re­cen­te­men­te?

O ti­me es­tá fe­liz, uni­do e prin­ci­pal­men­te com­pro­me­ti­do com o re­sul­ta­do. Sa­be­mos que não exis­te mais equi­pe fra­ca e, por is­so, es­ta­mos to­das tra­ba­lhan­do du­ro pa­ra atin­gir o mais al­to lu­gar no pó­dio.

In­di­vi­du­al­men­te vo­cê te­ve um de­sem­pe­nho es­pe­ta­cu­lar. Fi­cou sa­tis­fei­ta?

Eu es­tou mui­to fe­liz por ter aju­da­do o ti­me e, co­mo con­sequên­cia, ter si­do elei­ta no quin­te­to ide­al. An­tes de es­tar com o gru­po, jo­guei dois cam­pe­o­na­tos for­tes, tan­to o da Co­reia do Sul quan­to da WNBA, e me sen­tia pre­pa­ra­da pa­ra con­tri­buir com a equi­pe.

O pró­xi­mo de­sa­fio se­rá no PréO­lím­pi­co das Amé­ri­cas, em no­vem­bro. Vo­cê es­tá in­do jo­gar na Co­reia no­va­men­te. Es­ta­rá pre­sen­te pa­ra de­fen­der o Bra­sil? Com cer­te­za. Já dei­xei acer­ta­do com o ti­me da Co­reia a mi­nha par­ti­ci­pa­ção nes­te mo­men­to tão im­por­tan­te pa­ra o bas­que­te fe­mi­ni­no.

A se­le­ção es­tá no gru­po com EUA, Ar­gen­ti­na e Colôm­bia. É pos­sí­vel su­pe­rar ar­gen­ti­nas e co­lom­bi­a­nas pa­ra ga­ran­tir va­ga no Pré-Olím­pi­co Mundial?

São equi­pes for­tes e cer­ta­men­te es­tão se pre­pa­ran­do tam­bém. Mas acre­di­to em nos­sa equi­pe e sei que é pos­sí­vel. Va­mos tra­ba­lhar for­te pa­ra atin­gir o ob­je­ti­vo prin­ci­pal, que é ga­ran­tir uma va­ga.

Ca­so se clas­si­fi­que, o Bra­sil te­rá ri­vais ain­da mais for­tes no Pré-Olím­pi­co Mundial. A sua ter­cei­ra olim­pía­da ain­da é uma re­a­li­da­de dis­tan­te?

Não é dis­tan­te, não (ri­sos). Acre­di­to que es­ta­re­mos lá. Va­mos tra­ba­lhar pa­ra con­quis­tar es­ta va­ga.

Vo­cê acre­di­ta que o bas­que­te fe­mi­ni­no foi dei­xa­do de la­do por mui­to tem­po?

Es­ta­mos no ca­mi­nho cer­to. Há mui­to o que me­lho­rar, mas es­ta­mos no ca­mi­nho cer­to. Sou a fa­vor de uma ges­tão igua­li­tá­ria, em que o prin­ci­pal ob­je­ti­vo é o cres­ci­men­to do bas­que­te bra­si­lei­ro co­mo um to­do.

Co­mo ava­lia sua tem­po­ra­da na WNBA pe­lo Min­ne­so­ta Lynx, in­do aos playoffs?

Es­tou fe­liz no Lynx. A equi­pe es­tá re­no­va­da e pro­me­te uma óti­ma pró­xi­ma tem­po­ra­da.

Co­mo vê o atu­al ce­ná­rio do bas­que­te jo­ga­do no Bra­sil? Acre­di­to que es­ta­mos em uma evo­lu­ção e o tra­ba­lho que vem sen­do re­a­li­za­do em tão pou­co tem­po já apre­sen­tou re­sul­ta­do. Es­ta­mos po­si­ti­va­men­te em uma cres­cen­te.

De­sem­pe­nho. Da­mi­ris foi elei­ta pa­ra o quin­te­to ide­al da Co­pa Amé­ri­ca de Bas­que­te Fe­mi­ni­no e es­pe­ra aju­dar a se­le­ção no Pré- Olím­pi­co das Amé­ri­cas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.