Ana Be­a­triz de Car­va­lho, alu­na de Ci­ên­ci­as da Com­pu­ta­ção no Se­nac

O Estado de S. Paulo - - Edu -

“Eu es­ta­va es­tu­dan­do Relações Internacio­nais, mas vi que não era o que re­al­men­te que­ria. De­ci­di mu­dar por cau­sa­do mer­ca­do de tra­ba­lho e por­que não es­ta­va fe­liz com adi­nâ­mi­ca do cur­so. Pes­qui­sei bas­tan­te pa­ra de­ci­dir ano­va gra­du­a­ção, prin­ci­pal­men­te a de­man­da­do mer­ca­do e em que área seu po­de­ria atu­ar. Tam­bém pes­qui­sei so­bre as me­lho­res fa­cul­da­des que ofe­re­ci­am o cur­so de Ci­ên­ci­as da Com­pu­ta­ção, o que ca­da uma de­las ti­nha, os va­lo­res e a lo­ca­li­za­ção. A boa ava­li­a­ção do MEC (Ministério da Edu­ca­ção) foi um dos cri­té­ri­os de de­ci­são. Tam­bém bus­ca­va um cur­so di­nâ­mi­co, e o Se­nac pro­por­ci­o­na is­so. Du­ran­te as au­las, nun­ca fa­ço a mes­ma coi­sa, ca­da pro­je­to tem al­go di­fe­ren­te, sem­pre pre­ci­so me atu­a­li­zar na área e em tu­do o que es­tá acon­te­cen­do no mun­do. O cur­so me per­mi­te apren­der lin­gua­gens no­vas.

Ag rad eé mui­to boa e de­sa­fi­a­do­ra, os pro­fes­so­res são pres­ta­ti­vos e me au­xi­li­am bas­tan­te. O in­te­res­san­te é que sem­pre te­mos vá­ri­os pro­je­tos em gru­po e is­so apro­xi­ma os alu­nos. Atu­al­men­te, por exem­plo, es­ta­mos de­sen­vol­ven­do um jo­go 2D.

As mi­nhas ex­pec­ta­ti­vas pa­ra o mer­ca­do de tra­ba­lho são as me­lho­res pos­sí­veis. Exis­tem mui­tas va­gas vol­ta­das pa­ra a área de TI e, atu­al­men­te, as pes­so­as vi­vem em fun­ção da tec­no­lo­gia.”

ANA BE­A­TRIZ DE CAR­VA­LHO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.