An­dres­sa He­le­na Sil­va, alu­na de Odon­to­lo­gia na Uni­ver­si­da­de Me­to­dis­ta

O Estado de S. Paulo - - Edu -

“Pen­sei em fa­zer Di­rei­to, mas ao mes­mo tem­po gos­ta­va mui­to das ma­té­ri­as da área de Saú­de. Es­tu­dei em uma es­co­la téc­ni­ca, e ela ofe­re­cia feiras em que pro­fis­si­o­nais fa­la­vam so­bre su­as áre­as. Em uma, co­nhe­ci um pou­co mais so­bre Odon­to­lo­gia. Fiz um ano de cur­si­nho. Na épo­ca, es­ta­va pen­san­do em Me­di­ci­na. Vi ou­tra pa­les­tra so­bre Odon­to­lo­gia, e foi aí que sur­giu o in­te­res­se re­al em en­ten­der co­mo a pro­fis­são fun­ci­o­na­va na prá­ti­ca. Des­co­bri os vá­ri­os ra­mos.

Foi o mo­men­to de pro­cu­rar a fa­cul­da­de. É mui­to im­por­tan­te vi­si­tar a ins­ti­tui­ção. Uma coi­sa que me fez es­co­lher a Me­to­dis­ta foi que os alu­nos têm es­tá­gio em clí­ni­cas do pri­mei­ro ao úl­ti­mo ano, de ma­nei­ra in­di­vi­du­al. Fo­ra is­so, con­si­de­rei a or­ga­ni­za­ção da fa­cul­da­de, o câm­pus, a ofer­ta de cur­sos ex­tra­cur­ri­cu­la­res, a exis­tên­cia de la­bo­ra­tó­ri­os e sa­las mul­ti­mí­dia. Os pro­fes­so­res tam­bém são al­ta­men­te ca­pa­ci­ta­dos, e é mui­to im­por­tan­te ava­li­ar is­so tam­bém.

O pri­mei­ro ano tem au­las mais ge­rais, no se­gun­do sur­gem as es­pe­cí­fi­cas e a par­te la­bo­ra­to­ri­al, que pre­pa­ra o alu­no pa­ra en­trar em con­ta­to com pa­ci­en­te. A par­tir do ter­cei­ro ano, exis­tem es­tá­gi­os, que nós cha­ma­mos de clí­ni­cas. Na gra­de de Odon­to­lo­gia, tam­bém re­ce­be­mos uma for­ma­ção mais so­ci­al, que in­clui au­las de So­ci­o­lo­gia, Éti­ca e Li­bras.”

AN­DRES­SA HE­LE­NA SIL­VA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.