UE tro­ca in­sul­tos com par­ti­dá­ri­os do Brexit

Ba­te-bo­ca on­li­ne co­me­çou de­pois que fon­te do go­ver­no bri­tâ­ni­co su­ge­riu que ne­go­ci­a­ções pa­ra acor­do es­tão à bei­ra do co­lap­so

O Estado de S. Paulo - - In­ter­na­ci­o­nal -

Ata­que

“Não se tra­ta de ga­nhar um es­tú­pi­do jo­go de cul­pa. Es­tá em jo­go o fu­tu­ro da UE e do Rei­no Uni­do. Vo­cê (John­son) não quer acor­do, não quer ex­ten­são, não quer re­vo­gá-lo, quo va­dis? (Pa­ra on­de vais?, em la­tim)” Do­nald Tusk PRE­SI­DEN­TE DO CON­SE­LHO EU­RO­PEU

O imi­nen­te co­lap­so da ne­go­ci­a­ção en­tre Rei­no Uni­do e União Eu­ro­peia pro­vo­cou on­tem um ba­te-bo­ca en­tre lí­de­res eu­ro­peus e po­lí­ti­cos bri­tâ­ni­cos de­fen­so­res do Brexit. Os dois la­dos in­ten­si­fi­ca­ram a gu­er­ra de re­la­ções públicas pa­ra se es­qui­var da res­pon­sa­bi­li­da­de do fra­cas­so, ten­tan­do jo­gar a cul­pa no ou­tro por um di­vór­cio sem acor­do.

Após sa­ber que Lon­dres se pre­pa­ra pa­ra aban­do­nar a ne­go­ci­a­ção, Do­nald Tusk, pre­si­den­te do Con­se­lho Eu­ro­peu, dis­pa­rou con­tra o pre­miê Bo­ris John­son. “Não se tra­ta de ga­nhar um es­tú­pi­do jo­go de cul­pa. Es­tá em jo­go o fu­tu­ro da Eu­ro­pa e do Rei­no Uni­do. Vo­cê não quer um acor­do, não quer ex­ten­são, não quer re­vo­gá-lo, quo va­dis? (Pa­ra on­de vais?, em la­tim)”, es­cre­veu Tusk, no Twitter.

A tro­ca de in­sul­tos co­me­çou de­pois que uma fon­te do go­ver­no bri­tâ­ni­co re­la­tou que a chan­ce­ler ale­mã, An­ge­la Mer­kel, du­ran­te um te­le­fo­ne­ma, afir­mou ao pre­miê bri­tâ­ni­co, Bo­ris John­son, que um acor­do pa­ra o Brexit en­tre Rei­no Uni­do e UE se­ria “ex­tre­ma­men­te im­pro­vá­vel”, a não ser que Lon­dres acei­tas­se novas con­di­ções com re­la­ção ao fu­tu­ro das du­as Ir­lan­das.

As emis­so­ras Sky­news e BBC, que não iden­ti­fi­ca­ram a fon­te, dis­se­ram que Mer­kel te­ria exi­gi­do que a Ir­lan­da do Nor­te – ter­ri­tó­rio bri­tâ­ni­co – per­ma­ne­ça na união adu­a­nei­ra eu­ro­peia após o Brexit. Co­mo as du­as Ir­lan­das man­têm a úni­ca fron­tei­ra ter­res­tre en­tre Rei­no Uni­do e UE, se os bri­tâ­ni­cos saí­rem do blo­co sem um acor­do co­mer­ci­al te­ri­am de ins­ta­lar pos­tos de fron­tei­ra pa­ra fis­ca­li­zar o trân­si­to de pes­so­as e mer­ca­do­ri­as.

O pro­ble­ma é que, pe­lo Acor­do de Sex­ta-Fei­ra San­ta, fir­ma­do em 1998, que aca­bou com três dé­ca­das de vi­o­lên­cia sec­tá­ria na Ir­lan­da, os bri­tâ­ni­cos se com­pro­me­te­ram a não ins­ta­lar mais con­tro­les fí­si­cos de fron­tei­ra na re­gião – os lo­cais eram al­vos cons­tan­tes de na­ci­o­na­lis­tas ir­lan­de­ses. Além dis­so, o con­tro­le adu­a­nei­ro co­lo­ca­ria bar­rei­ras às eco­no­mi­as de Ir­lan­da e Ir­lan­da do Nor­te, que já es­tão in­te­gra­das e são in­ter­de­pen­den­tes após mais de 40 anos de in­te­gra­ção. Pe­que­nos em­pre­sá­ri­os, dos dois la­dos, re­jei­tam a ideia.

“Ne­nhum go­ver­no bri­tâ­ni­co po­de aceitar que a Ale­ma­nha nos di­ga que uma par­te do Rei­no Uni­do tem de per­ma­ne­cer na UE”, res­pon­deu Ni­gel Fa­ra­ge, lí­der na­ci­o­na­lis­ta bri­tâ­ni­co e um dos mai­o­res de­fen­so­res do Brexit.

O chan­ce­ler ir­lan­dês, Simon Co­ve­ney, en­trou na dis­cus­são, acu­san­do Lon­dres de es­pa­lhar “de­sin­for­ma­ção” e de “pres­si­o­nar” o go­ver­no da Ir­lan­da. “Que­re­mos um acor­do, mas não acei­ta­mos ser en­cur­ra­la­dos.” Ni­co­la Stur­ge­on, pre­miê da Es­có­cia, tam­bém cri­ti­cou John­son. “A ten­ta­ti­va do go­ver­no bri­tâ­ni­co de jo­gar a cul­pa na UE é pa­té­ti­ca”, dis­se.

Com a pos­si­bi­li­da­de de um acor­do com a UE en­tran­do no cam­po do im­pos­sí­vel, res­tam pou­cas al­ter­na­ti­vas a John­son. Ele po­de re­ti­rar o país da UE den­tro do pra­zo de 31 de ou­tu­bro, co­mo pro­me­teu, e des­cum­prir a or­dem do Par­la­men­to de re­qui­si­tar uma ex­ten­são – cor­ren­do o ris­co de ser pre­so. Ou aceitar um novo adi­a­men­to do Brexit. On­tem, ne­go­ci­a­do­res eu­ro­peus dis­se­ram es­tar dis­pos­tos a con­ce­der mais pra­zo pa­ra a saí­da, até o ve­rão eu­ro­peu de 2020.

ISABEL INFANTES/AFP

Re­ti­ra­da. Res­tam pou­cas al­ter­na­ti­vas a Bo­ris John­son com a apro­xi­ma­ção do pra­zo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.