Bra­sil apoia em­bar­go dos EUA a Cuba na ONU

Ali­nhan­do-se a EUA e Is­ra­el, go­ver­no bra­si­lei­ro vo­ta con­tra re­so­lu­ção que des­de 1992 con­de­na blo­queio econô­mi­co e pe­de fim das san­ções; chan­ce­ler Er­nes­to Araú­jo diz que País vo­tou ‘em fa­vor da ver­da­de’ e re­cla­ma que re­gi­me cu­ba­no apoia Ma­du­ro

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - NO­VA YORK / AFP, EFE e REU­TERS

O Bra­sil vo­tou on­tem pe­la pri­mei­ra vez na ONU a fa­vor do em­bar­go econô­mi­co im­pos­to em 1962 pe­los EUA a Cuba, rom­pen­do uma po­si­ção di­plo­má­ti­ca tra­di­ci­o­nal. Há 27 anos, com vo­to bra­si­lei­ro, a As­sem­bleia-Ge­ral apro­va uma re­so­lu­ção pe­din­do o fim do blo­queio ame­ri­ca­no.

Nes­te ano, a me­di­da foi ado­ta­da com 187 vo­tos fa­vo­rá­veis de 193 mem­bros da ONU. Além da re­pre­sen­ta­ção bra­si­lei­ra, fo­ram con­tra a ini­ci­a­ti­va EUA e Is­ra­el. Ape­nas dois paí­ses se abs­ti­ve­ram: Ucrâ­nia e Colôm­bia – tam­bém pe­la pri­mei­ra vez –, cu­jo pre­si­den­te, Iván Du­que, é ou­tro ali­a­do do go­ver­no de Do­nald Trump. A Mol­dá­via não vo­tou.

Des­de 1992, a As­sem­bleia-Ge­ral da ONU apro­va to­dos os anos um tex­to de­nun­ci­an­do os efei­tos ne­ga­ti­vos da po­lí­ti­ca ame­ri­ca­na e pe­din­do o seu fim. A me­di­da, po­rém, não tem efei­to vin­cu­lan­te. O Bra­sil se po­si­ci­o­na­va a fa­vor da re­so­lu­ção des­de que ela foi apre­sen­ta­da pe­la pri­mei­ra vez.

Em 2016, os EUA se abs­ti­ve­ram, pe­la pri­mei­ra vez, em ra­zão da apro­xi­ma­ção en­tre o go­ver­no cu­ba­no e pre­si­den­te ame­ri­ca­no, Ba­rack Oba­ma – na épo­ca, os dois paí­ses ha­vi­am re­a­ber­to em­bai­xa­das nas du­as ca­pi­tais, no ano an­te­ri­or. Trump, po­rém, vol­tou atrás nes­sa po­lí­ti­ca e de­ci­diu au­men­tar a pres­são con­tra a ilha com no­vas san­ções que pro­vo­ca­ram uma cri­se de ener­gia e com­bus­tí­veis. A Ca­sa Bran­ca tam­bém vem ten­tan­do re­du­zir o tu­ris­mo em Cuba, vi­si­ta­da no ano pas­sa­do por 600 mil ame­ri­ca­nos.

O chan­ce­ler bra­si­lei­ro, Er­nes­to Araú­jo, dis­se nas re­des so­ci­ais que “o Bra­sil vo­tou a fa­vor da ver­da­de” e “na­da nos so­li­da­ri­za com Cuba”. Ele tam­bém afir­mou que o re­gi­me cu­ba­no “é ho­je o prin­ci­pal es­teio de (Ni­co­lás) Ma­du­ro na Ve­ne­zu­e­la, o pi­or sis­te­ma di­ta­to­ri­al da his­tó­ria do con­ti­nen­te”.

In­te­res­ses.

Apa­ren­te­men­te, a mu­dan­ça de po­si­ção do Bra­sil se de­ve mais à ten­ta­ti­va do go­ver­no de Jair Bol­so­na­ro de re­for­çar o ali­nha­men­to ide­o­ló­gi­co com o go­ver­no ame­ri­ca­no do que uma re­vi­são fun­da­men­ta­da da po­si­ção di­plo­má­ti­ca bra­si­lei­ra. Em seu dis­cur­so na As­sem­bleia-Ge­ral da ONU, em se­tem­bro, Bol­so­na­ro afir­mou que um pla­no de Fi­del Cas­tro, Hu­go Chá­vez e Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va pa­ra es­ta­be­le­cer o so­ci­a­lis­mo na Amé­ri­ca La­ti­na ain­da es­ta­va vi­vo e pre­ci­sa­va ser com­ba­ti­do.

O chan­ce­ler cu­ba­no, Bru­no Ro­drí­guez, afir­mou que os EUA

“não es­con­dem seu pro­pó­si­to de as­fi­xi­ar eco­no­mi­ca­men­te Cuba e au­men­tar da­nos, ca­rên­ci­as e so­fri­men­to de nos­so po­vo”. No co­me­ço da se­ma­na, ele já ha­via de­nun­ci­a­do “pres­sões” fei­tas pe­los EUA so­bre paí­ses la­ti­no-ame­ri­ca­nos.

À agên­cia Reu­ters, um di­plo­ma­ta bra­si­lei­ro, que pe­diu pa­ra não ser iden­ti­fi­ca­do, dis­se que, ao aban­do­nar sua po­si­ção tra­di­ci­o­nal, o go­ver­no do Bra­sil es­ta­ria se opon­do a seus in­te­res­ses co­mer­ci­ais em Cuba. Por exem­plo, se­gun­do ele, a bra­si­lei­ra Sou­za Cruz, de pro­pri­e­da­de da Bri­tish Ame­ri­can To­bac­co, pos­sui uma joint ven­tu­re em Ha­va­na que faz a mai­o­ria dos ci­gar­ros na ilha.

Tra­di­ci­o­nal­men­te, o Bra­sil sem­pre se opôs à for­ma co­mo os EUA apli­cam uma po­lí­ti­ca de ma­nei­ra uni­la­te­ral, pu­nin­do em­pre­sas de paí­ses ter­cei­ros que co­mer­ci­a­li­zam ou investem em Cuba. “Ne­go­ci­a­mos com Cuba e nos­sa so­be­ra­nia é vi­o­la­da qu­an­do o go­ver­no ame­ri­ca­no pu­ne em­pre­sas bra­si­lei­ras com ba­se nas leis in­ter­nas dos EUA”, afir­mou o di­plo­ma­ta.

EVAN SCHNEIDER/ONU

Ade­são. Pla­car da ONU mos­tra os três vo­tos con­tra re­so­lu­ção que pe­de o fim do em­bar­go a Cuba

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.