PF apu­ra pro­pi­na pa­ra fim da Cas­te­lo de Areia

Pa­loc­ci re­la­tou pro­pi­nas de R$ 50 mi­lhões da Ca­mar­go Cor­rêa ao PT por in­fluên­cia no STJ

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - Pe­pi­ta Or­te­ga Faus­to Ma­ce­do

A Po­lí­cia Fe­de­ral e o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral de­fla­gra­ram on­tem a Ope­ra­ção Ap­pius, pa­ra in­ves­ti­gar sus­pei­tas de pa­ga­men­to de pro­pi­nas pe­la em­prei­tei­ra Ca­mar­go Cor­rêa a agen­tes pú­bli­cos com o ob­je­ti­vo de sus­pen­der e anu­lar a Ope­ra­ção Cas­te­lo de Areia. A ação apu­ra os cri­mes de cor­rup­ção pas­si­va e ati­va e de la­va­gem e ocul­ta­ção de ati­vos.

Man­da­dos de bus­ca e apre­en­são fo­ram cum­pri­dos em São Pau­lo e For­ta­le­za – um de­les no apar­ta­men­to do ex-mi­nis­tro do Su­pe­ri­or Tri­bu­nal de Jus­ti­ça Ce­sar As­for Ro­cha. Em 2010, qu­an­do era pre­si­den­te do STJ, As­for Ro­cha con­ce­deu li­mi­nar du­ran­te re­ces­so do Ju­di­ciá­rio pa­ra sus­pen­der a ação pe­nal de­cor­ren­te da Cas­te­lo de Areia.

O Es­ta­do apu­rou que o ex-mi­nis­tro es­ta­va no ex­te­ri­or qu­an­do a PF exe­cu­tou os man­da­dos e de­ve re­tor­nar ho­je ao País. As­for se apo­sen­tou em 2012 e ho­je man­tém um es­cri­tó­rio de ad­vo­ca­cia em São Pau­lo. Os man­da­dos de bus­ca e apre­en­são fo­ram au­to­ri­za­dos pe­la 6.ª Va­ra Fe­de­ral Cri­mi­nal de São Pau­lo.

Se­gun­do a Po­lí­cia Fe­de­ral, o no­me da ope­ra­ção de­fla­gra­da on­tem faz re­fe­rên­cia ao pre­tor ro­ma­no cor­rup­to Lu­cius An­to­nius Ru­fus Ap­pius que da­va sen­ten­ças fa­vo­rá­veis a quem lhe pa­ga­va me­lhor. Sua ru­bri­ca nas sen­ten­ças, L.A.R. Ap­pius, deu ori­gem à pa­la­vra la­rap­pius (la­rá­pio em por­tu­guês), sinô­ni­mo de la­drão.

A in­ves­ti­ga­ção tem co­mo ba­se o con­teú­do da co­la­bo­ra­ção pre­mi­a­da do ex-mi­nis­tro An­to­nio Pa­loc­ci (Fa­zen­da e Ca­sa Ci­vil nos go­ver­nos Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va e Dil­ma Rous­seff). Na de­la­ção, Pa­loc­ci apon­tou “o pa­ga­men­to in­de­vi­do de R$ 50 mi­lhões, por par­te do Gru­po Ca­mar­go Cor­rêa, às cam­pa­nhas do PT no plei­to do ano de 2010 e pa­ra o qual con­cor­re­ra a ex-pre­si­den­te Dil­ma Rous­seff, com ob­je­ti­vo de ob­ter au­xí­lio do go­ver­no fe­de­ral na anu­la­ção da Ope­ra­ção Cas­te­lo de Areia jun­to ao Su­pe­ri­or Tri­bu­nal de Jus­ti­ça”.

“A aju­da que o go­ver­no iria dar con­sis­tia em fo­men­tar no ex-mi­nis­tro Ce­sar As­for Ro­cha a ex­pec­ta­ti­va de ser o pró­xi­mo mi­nis­tro do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF)”, afir­mou Pa­loc­ci em um dos ane­xos da de­la­ção. Se­gun­do o de­la­tor, o ex-mi­nis­tro te­ria re­ce­bi­do R$ 5 mi­lhões em uma con­ta na Suí­ça em tro­ca da de­ci­são, di­an­te da au­sên­cia de sua in­di­ca­ção pa­ra o STF. Pa­loc­ci, no en­tan­to, não in­di­cou co­mo te­ria si­do o re­pas­se ao ma­gis­tra­do.

Em no­ta, o ex-mi­nis­tro Ce­sar As­for Ro­cha cha­mou Pa­loc­ci de “de­lin­quen­te” e dis­se que vai pro­ces­sar o ex-mi­nis­tro pe­tis­ta.

O ad­vo­ga­do que re­pre­sen­ta a Ca­mar­go Cor­rêa, Cel­so Vi­lar­di, dis­se que “o lu­gar do sr. Pa­loc­ci é na ca­deia”(mais in­for­ma­ções nes­ta pá­gi­na).

Ope­ra­ção. De­fla­gra­da em abril 2009, a ope­ra­ção Cas­te­lo de Areia in­ves­ti­ga­va su­pos­to es­que­ma de eva­são de di­vi­sas, la­va­gem de di­nhei­ro, cri­mes fi­nan­cei­ros e re­pas­ses ilí­ci­tos pa­ra po­lí­ti­cos, não só em épo­cas elei­to­rais, en­vol­ven­do exe­cu­ti­vos da cons­tru­to­ra Ca­mar­go Cor­rêa.

No ano se­guin­te, o en­tão pre­si­den­te do Su­pe­ri­or Tri­bu­nal

de Jus­ti­ça (STJ), Ce­sar As­for Ro­cha con­ce­deu li­mi­nar, du­ran­te re­ces­so do Ju­di­ciá­rio, pa­ra sus­pen­der a ação pe­nal de­cor­ren­te da ope­ra­ção. Um ano de­pois, a de­ci­são foi con­fir­ma­da pe­lo STJ, que arquivou o ca­so sob ar­gu­men­to de que o iní­cio do inqué­ri­to te­ve ba­se em de­nún­cia anô­ni­ma, e pos­te­ri­or­men­te pe­lo Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral.

Em 2017, em ra­zão da anu­la­ção da Cas­te­lo de Areia, a Jus­ti­ça Fe­de­ral de São Pau­lo de­ter­mi­nou que as pro­vas co­lhi­das na ope­ra­ção – do­cu­men­tos, mí­di­as, pla­ni­lhas, men­sa­gens e gra­va­ções te­lefô­ni­cas – fos­sem des­truí­das. O juiz fe­de­ral Di­e­go Paes Mo­rei­ra, da 6.ª Va­ra Cri­mi­nal Fe­de­ral de São Pau­lo, no en­tan­to, sus­pen­deu o des­car­te.

Mo­rei­ra aten­deu a pe­di­do da Pro­cu­ra­do­ria da Re­pú­bli­ca, que ar­gu­men­tou que o ma­te­ri­al po­de­rá ser no­va­men­te ana­li­sa­do. A pro­cu­ra­do­ra da Re­pú­bli­ca Ka­ren Kahn usou o de­poi­men­to de Pa­loc­ci co­mo jus­ti­fi­ca­ti­va pa­ra so­li­ci­tar a ma­nu­ten­ção das pro­vas até que se pos­sa ava­li­ar se as sus­pei­tas le­van­ta­das pe­lo ex-mi­nis­tro pe­tis­ta de­vem ser in­ves­ti­ga­das.

SER­GIO DUT­TI/ESTADÃO–3/9/2008

Ex-mi­nis­tro. Ce­sar As­for Ro­cha, qu­an­do pre­si­diu o Su­pe­ri­or Tri­bu­nal de Jus­ti­ça, sus­pen­deu a ope­ra­ção Cas­te­lo de Areia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.