Na es­tei­ra de Lu­la, ‘eli­te’ pres­si­o­na­rá Con­gres­so

O Estado de S. Paulo - - Política - DIDA SAM­PAIO/ESTADÃO AL­BER­TO BOMBIG TWIT­TER: @CO­LU­NA­DO­ES­TA­DAO CO­LU­NA­DO­ES­TA­[email protected]­TA­DAO.COM PO­LI­TI­CA.ES­TA­DAO.COM.BR/BLOGS/CO­LU­NA-DO-ES­TA­DAO/ COM JU­LI­A­NA BRA­GA E MARIANNA HO­LAN­DA.

Ade­ci­são do Su­pre­mo de der­ru­bar a pri­são após con­de­na­ção em se­gun­da ins­tân­cia be­ne­fi­cia Lu­la e, na es­tei­ra do pe­tis­ta, to­da a “eli­te”, po­lí­ti­ca e em­pre­sa­ri­al, que o ex-pre­si­den­te e o PT sem­pre dis­se­ram com­ba­ter, es­pe­ci­al­men­te qu­an­do acu­a­dos por evi­dên­ci­as de ir­re­gu­la­ri­da­des e por con­de­na­ções da Jus­ti­ça, ob­ser­vou à Co­lu­na um mi­nis­tro der­ro­ta­do on­tem. É jus­ta­men­te es­se gru­po pri­vi­le­gi­a­do que a par­tir de ago­ra exer­ce­rá po­der de pres­são (e de vo­to) pa­ra lu­tar con­tra a mu­dan­ça cons­ti­tu­ci­o­nal via Con­gres­so ca­paz de re­ver­ter a de­ci­são do STF.

» Ce­ná­rio. Não há acor­do no Con­gres­so pra se­guir com a agen­da da pri­são em se­gun­da ins­tân­cia. Na Câ­ma­ra, mes­mo aque­les que vo­tam a fa­vor na CCJ apos­tam que, sem um acor­do com to­dos os lí­de­res, Ro­dri­go Maia não pau­ta­rá o as­sun­to no ple­ná­rio.

» Ain­da na lu­ta. Do se­na­dor Mar­cos do Val (Podemos-ES): “O STF li­be­rou a cor­rup­ção. Tof­fo­li jo­gou a res­pon­sa­bi­li­da­de pa­ra o Con­gres­so. Ago­ra, te­mos que cor­rer pa­ra re­sol­ver is­so”.

» Vi­tó­ria ins­ti­tu­ci­o­nal. Do pre­si­den­te da OAB, Fe­li­pe San­ta Cruz: “A de­mo­cra­cia e o di­rei­to de de­fe­sa do ci­da­dão fo­ram os gran­des ven­ce­do­res no STF. Re­la­ti­vi­zar di­rei­tos fun­da­men­tais se­ria pe­ri­go­so ca­mi­nho pa­ra nor­ma­li­zar o ar­bí­trio”.

» CLICK. Em pe­que­no nú­me­ro, po­rém aguer­ri­dos, ma­ni­fes­tan­tes a fa­vor da La­va Ja­to e con­tra o fim da pri­são após a se­gun­da ins­tân­cia pro­tes­ta­ram em fren­te ao Su­pre­mo.

» Dé­bi­to. A dí­vi­da do Bra­sil com a ONU é ho­je de mais ou me­nos US$ 435 mi­lhões. Se­gun­do a re­gra, qu­an­do o dé­bi­to fi­ca su­pe­ri­or à soma re­fe­ren­te ao va­lor dos dois anos an­te­ri­o­res, o país per­de o di­rei­to de vo­to, se­gun­do o ga­bi­ne­te do se­na­dor Jo­sé Ser­ra (PSDB-SP).

» Dé­bi­to 2. Se o Bra­sil não fi­zer um pa­ga­men­to mí­ni­mo de cer­ca de US$ 149 mi­lhões até 31 de de­zem­bro, se en­qua­dra­rá nes­sa re­gra. Um de­sas­tre his­tó­ri­co.

» Res­tri­ção... A PEC 188/2019, pro­pos­ta pe­lo go­ver­no Jair Bol­so­na­ro pa­ra ajus­tar pon­tos do pac­to fe­de­ra­ti­vo, abre ca­mi­nho pa­ra res­trin­gir ao má­xi­mo a com­pra de re­mé­di­os pa­ra pa­ci­en­tes do SUS por meio de de­ci­sões ju­di­ci­ais.

» ...à ju­di­ci­a­li­za­ção. O tex­to in­clui no Ar­ti­go 167 da Cons­ti­tui­ção a ve­da­ção de des­pe­sas, mes­mo que por de­ter­mi­na­ção em juí­zo, ca­so não ha­ja pre­vi­são or­ça­men­tá­ria. Só no Mi­nis­té­rio da Saú­de em 2019, já fo­ram com­pro­me­ti­dos até se­tem­bro R$ 999,4 mi­lhões.

» Gol de mão? “O go­ver­no es­tá ten­tan­do re­gu­lar de­ci­são ju­di­ci­al se va­len­do do Or­ça­men­to. Is­so não po­de”, afir­ma o pre­si­den­te da Aju­fe, Fer­nan­do Men­des.

» Co­ber­tor cur­to. Se fo­rem le­va­dos em con­si­de­ra­ção gas­tos com Es­ta­dos e mu­ni­cí­pi­os, téc­ni­cos do Mi­nis­té­rio da Saú­de es­ti­mam que a des­pe­sa po­de ul­tra­pas­sar R$ 7 bi­lhões por ano.

» Ar­bi­tra­gem. O te­ma é tão con­tro­ver­so que es­tá sen­do ana­li­sa­do no STF, com re­per­cus­são ge­ral. O jul­ga­men­to foi in­ter­rom­pi­do em maio e não há pre­vi­são de ser re­to­ma­do.

» Tem mais. Da ma­nei­ra am­pla co­mo es­tá o ar­ti­go, a ava­li­a­ção de ju­ris­tas é de que há um ris­co de quais­quer de­ci­sões ju­di­ci­ais se­rem ig­no­ra­das. O tex­to não faz res­sal­vas nem a si­tu­a­ções emer­gen­ci­ais.

» De­va­gar. Na ava­li­a­ção de mem­bros do go­ver­no, a atu­a­ção do mi­nis­tro Mar­ce­lo Ál­va­ro Antô­nio (Tu­ris­mo) es­tá len­ta di­an­te da ur­gên­cia do der­ra­ma­men­to do óleo nas prai­as do País.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.