Lu­la dei­xa pri­são, ata­ca Mo­ro e La­va Ja­to e re­a­cen­de po­la­ri­za­ção

Ao anun­ci­ar vol­ta à po­lí­ti­ca, ex-pre­si­den­te dis­se que vai ro­dar o País, que, pa­ra ele, ‘pi­o­rou’ com Jair Bol­so­na­ro na Pre­si­dên­cia

O Estado de S. Paulo - - Primeira página -

De­pois de pas­sar 580 di­as na pri­são, o ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va dei­xou on­tem a se­de da Po­lí­cia Fe­de­ral em Cu­ri­ti­ba, be­ne­fi­ci­a­do pe­la de­ci­são do STF de der­ru­bar a pos­si­bi­li­da­de de pri­são após 2.ª ins­tân­cia. Em dis­cur­so a apoi­a­do­res, Lu­la anun­ci­ou que vai ro­dar o País pa­ra pro­por al­ter­na­ti­vas às po­lí­ti­cas do go­ver­no Bol­so­na­ro, dis­se que com o atu­al pre­si­den­te “o País pi­o­rou” e cri­ti­cou o mi­nis­tro Sér­gio Mo­ro (Jus­ti­ça) e a La­va Ja­to. Ele tam­bém ata­cou o que cha­mou de “la­do po­dre” do MPF, da PF e da Re­cei­ta. Con­de­na­do por cor­rup­ção e la­va­gem de di­nhei­ro no ca­so do tri­plex do Gu­a­ru­já, Lu­la não po­de se can­di­da­tar a car­go pú­bli­co. Um ato de apoio a ele es­tá pre­vis­to pa­ra ho­je no Sin­di­ca­to dos Me­ta­lúr­gi­cos do ABC, em São Bernardo. O Mo­vi­men­to Brasil Li­vre (MBL) e o Vem Pra Rua con­vo­ca­ram ma­ni­fes­ta­ções pa­ra pres­si­o­nar o Con­gres­so a vo­tar a pri­são em 2ª ins­tân­cia.

Oex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va foi li­ber­ta­do on­tem da pri­são em Cu­ri­ti­ba, on­de es­ta­va des­de 7 de abril do ano pas­sa­do, um dia após o Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral der­ru­bar a pos­si­bi­li­da­de de exe­cu­ção da pe­na após con­de­na­ção em se­gun­da ins­tân­cia. O lí­der pe­tis­ta dei­xou a sa­la es­pe­ci­al da Su­pe­rin­ten­dên­cia da Po­lí­cia Fe­de­ral (PF) na ca­pi­tal pa­ra­na­en­se às 17h42. On­tem, co­mo há 580 di­as, quan­do fez ata­ques ao en­tão juiz Sér­gio Mo­ro, à im­pren­sa, ao Mi­nis­té­rio Pú­bli­co e ao Su­pre­mo an­tes de se en­tre­gar à PF, Lu­la fa­lou pa­ra apoi­a­do­res e man­te­ve re­tó­ri­ca crí­ti­ca às ins­ti­tui­ções. O ex-pre­si­den­te mi­rou no que cha­mou de “la­do po­dre do Es­ta­do bra­si­lei­ro”, ci­tan­do a Jus­ti­ça, o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral, a Po­lí­cia Fe­de­ral e a Re­cei­ta Fe­de­ral – se­to­res que, se­gun­do o pe­tis­ta, agi­ram pa­ra cri­mi­na­li­zar a es­quer­da, o PT e a ele pró­prio.

Con­de­na­do em três ins­tân­ci­as da Jus­ti­ça por cor­rup­ção e la­va­gem de di­nhei­ro no ca­so do tri­plex do Gu­a­ru­já (SP), Lu­la per­ma­ne­ce com os di­rei­tos po­lí­ti­cos cas­sa­dos – o que o im­pe­de de se can­di­da­tar –, mas a aná­li­se mais re­cor­ren­te é que sua li­ber­da­de re­a­cen­de a po­la­ri­za­ção do pe­tis­mo com o pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro (PSL).

Du­ran­te uma fa­la de 17 mi­nu­tos, o ex-pre­si­den­te dis­se que “o Brasil pi­o­rou” e acu­sou o atu­al go­ver­no e Bol­so­na­ro de men­ti­rem. Um ato es­tá pre­vis­to pa­ra ho­je no Sin­di­ca­to dos Me­ta­lúr­gi­cos do ABC, em São Bernardo do Cam­po (SP). O mer­ca­do fi­nan­cei­ro tam­bém in­ter­pre­tou a sol­tu­ra de Lu­la co­mo um si­nal de acir­ra­men­to da po­la­ri­za­ção po­lí­ti­ca, com pos­sí­vel im­pac­to no an­da­men­to da pau­ta econô­mi­ca do go­ver­no. O dó­lar re­gis­trou o ter­cei­ro dia con­se­cu­ti­vo de al­ta (fe­chou em R$ 4,16) e a Bol­sa fe­chou com que­da de 1,78%.

Con­si­de­ra­do uma der­ro­ta da La­va Ja­to, o en­ten­di­men­to do Su­pre­mo de que um con­de­na­do tem o di­rei­to de res­pon­der em li­ber­da­de até o fim de to­dos os re­cur­sos abriu ca­mi­nho pa­ra a sol­tu­ra de até 4.895 pre­sos em to­do o País. En­tre eles, po­lí­ti­cos sen­ten­ci­a­dos nos úl­ti­mos anos. On­tem, tam­bém fo­ram be­ne­fi­ci­a­dos com a li­ber­da­de dois ex-pre­si­den­tes do PT e do PSDB: o ex-mi­nis­tro Jo­sé Dir­ceu e o ex-go­ver­na­dor de Mi­nas Edu­ar­do Aze­re­do, res­pec­ti­va­men­te. Mo­ro, atu­al mi­nis­tro da Jus­ti­ça, de­fen­deu on­tem que o Con­gres­so ana­li­se pro­pos­ta que al­te­re a Cons­ti­tui­ção pa­ra au­to­ri­zar no­va­men­te a pri­são após con­de­na­ção em se­gun­da ins­tân­cia.

Pa­lan­que. Ao la­do da na­mo­ra­da, Ro­sân­ge­la da Sil­va, Lu­la dis­cur­sa na fren­te da se­de da Po­lí­cia Fe­de­ral em Cu­ri­ti­ba lo­go de­pois de ser sol­to DE­NIS FER­REI­RA NETTO / ESTADÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.