A VOL­TA DOS IN­TE­GRA­LIS­TAS

Mo­vi­men­to cri­a­do por Plí­nio Sal­ga­do nos anos 1930 se re­or­ga­ni­za e de­ve re­a­li­zar con­gres­so na­ci­o­nal e lan­çar can­di­da­tos pró­pri­os em 2020

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - Jo­sé Fucs

Os in­te­gran­tes da quar­ta ge­ra­ção do in­te­gra­lis­mo, reu­ni­dos na Fren­te In­te­gra­lis­ta Bra­si­lei­ra, con­ti­nu­am a cul­tu­ar as idei­as de Plí­nio Sal­ga­do – o lí­der mor­to em 1975 e ain­da tra­ta­do co­mo “che­fe” – e fa­zem res­tri­ções a Jair Bol­so­na­ro.

No dia 9 de no­vem­bro, às 8h, um gru­po li­ga­do ao mo­vi­men­to in­te­gra­lis­ta re­a­li­zou uma pe­que­na ma­ni­fes­ta­ção, com ape­nas 15 pes­so­as, na es­qui­na da Ave­ni­da São João e do Va­le do Anhan­ga­baú, no centro de São Pau­lo.

O ato pas­sou qua­se em branco e só cha­mou a aten­ção de uns pou­cos pe­des­tres que cir­cu­la­vam pe­la re­gião, cer­ca­da pe­los ta­pu­mes das obras de reur­ba­ni­za­ção exe­cu­ta­das pe­la Pre­fei­tu­ra. Acom­pa­nha­da pe­lo Es­ta­do, a ma­ni­fes­ta­ção te­ria ser­vi­do ape­nas pa­ra de­mons­trar o des­va­rio da ini­ci­a­ti­va e o fra­co en­ga­ja­men­to des­per­ta­do ho­je pe­lo mo­vi­men­to. Mas, ao res­sus­ci­tar ve­lhas prá­ti­cas do in­te­gra­lis­mo, que mar­ca­ram tem­pos som­bri­os da vi­da po­lí­ti­ca na­ci­o­nal, aca­bou por ga­nhar um sig­ni­fi­ca­do que trans­cen­de a fri­e­za dos nú­me­ros.

Pro­mo­vi­da pe­la Fren­te In­te­gra­lis­ta Bra­si­lei­ra (FIB), prin­ci­pal or­ga­ni­za­ção de de­fe­sa do in­te­gra­lis­mo ho­je, com o ob­je­ti­vo de ho­me­na­ge­ar três re­pre­sen­tan­tes da ve­lha guar­da mor­tos re­cen­te­men­te

e ce­le­brar os 87 anos do cha­ma­do Ma­ni­fes­to de Ou­tu­bro, que se­lou a fun­da­ção do mo­vi­men­to em 1932, a ma­ni­fes­ta­ção pa­re­cia uma vi­a­gem no tem­po.

Co­mo nas mar­chas da Ação In­te­gra­lis­ta Bra­si­lei­ra (AIB) na dé­ca­da de 1930, os par­ti­ci­pan­tes ves­ti­am, pe­la pri­mei­ra vez na no­va fa­se, o tra­di­ci­o­nal uni­for­me do gru­po, com­pos­to por camisas ver­des de man­gas lon­gas, com o co­la­ri­nho e os pu­nhos abo­to­a­dos, e cal­ças pre­tas. Ali­nha­dos em for­ma­ção mi­li­tar, agi­ta­vam ban­dei­ras azuis com o sím­bo­lo do sig­ma, a le­tra gre­ga que iden­ti­fi­ca o in­te­gra­lis­mo, e do Bra­sil.

Com o bra­ço di­rei­to le­van­ta­do, eles res­pon­di­am em co­ro ao cha­ma­do dos lí­de­res da FIB, bra­dan­do o le­ma e a saudação do mo­vi­men­to, de ori­gem tu­pi, que quer di­zer “olá”, “sal­ve”, “vo­cê é meu ir­mão”.

“Deus, pá­tria e fa­mí­lia!”, dis­se um dos lí­de­res em tom so­le­ne

“Deus, pá­tria e fa­mí­lia!”, re­pli­cou o gru­po.

“A to­dos os que es­tão dis­pos­tos a lu­tar ou mes­mo a dar a vi­da por Deus, pe­la pá­tria e pe­la fa­mí­lia,

anauê!”, re­for­çou o di­ri­gen­te.

“Anauê!”, ex­cla­ma­ram os par­ti­ci­pan­tes em jú­bi­lo.

“Con­ti­nu­a­mos a nos sau­dar com ‘anauê’ em to­do lu­gar”, afir­ma o fi­ló­so­fo Moi­sés Li­ma, de 29 anos, se­cre­tá­rio de Dou­tri­na da FIB. “Es­ta­mos vol­tan­do a ado­tar o an­ti­go uni­for­me, mas sem a dra­go­na e a gra­va­ta pre­ta. Ele ni­ve­la a clas­se so­ci­al dos par­ti­ci­pan­tes do mo­vi­men­to e nin­guém fi­ca pre­o­cu­pa­do com o que ves­tir pa­ra ir nu­ma reu­nião.”

A quem en­xer­ga no bra­ço le­van­ta­do pe­los mi­li­tan­tes uma re­fe­rên­cia à saudação dos ale­mães ao Füh­rer, ele diz: “O bra­ço é er­gui­do pa­ra o céu, na ver­ti­cal e não na ho­ri­zon­tal, co­mo fa­zi­am os fas­cis­tas na Itá­lia e os na­zis­tas na Ale­ma­nha”.

Ape­sar da bai­xa ade­são, o ato es­ta­dao.com.br/e/in­te­gra­lis­tas foi um en­saio pa­ra o que de­ve vir por aí. O gru­po pla­ne­ja re­a­li­zar um even­to ro­bus­to, in­cluin­do o 5.º con­gres­so na­ci­o­nal da FIB, uma gran­de mar­cha e a co­me­mo­ra­ção do ani­ver­sá­rio de 125 anos do es­cri­tor, jor­na­lis­ta e po­lí­ti­co Plí­nio Sal­ga­do (1895-1975), cri­a­dor do mo­vi­men­to e sua prin­ci­pal li­de­ran­ça. O lo­cal e a da­ta do even­to ain­da não fo­ram con­fir­ma­dos, mas o mais pro­vá­vel é que se­ja já em ja­nei­ro, mês de nas­ci­men­to de Sal­ga­do, em São Ben­to do Sa­pu­caí (SP), sua ter­ra na­tal.

Em 2020, os ne­oin­te­gra­lis­tas pre­ten­dem tam­bém lan­çar vá­ri­as can­di­da­tu­ras pe­lo país afo­ra nas elei­ções mu­ni­ci­pais, to­das pa­ra o Le­gis­la­ti­vo. A ideia é con­cor­rer pre­fe­ren­ci­al­men­te pe­lo PRTB, de Levy Fi­de­lix, de quem a FIB se apro­xi­mou em 2018, e pe­lo Pa­tri­o­ta, cu­ja car­ta de fun­da­ção foi re­di­gi­da por um in­te­gra­lis­ta, Pau­lo Fer­nan­do Me­lo da Cos­ta, vi­ce-pre­si­den­te da le­gen­da no Dis­tri­to Fe­de­ral.

A apos­ta mais am­bi­ci­o­sa é na vol­ta do Pro­na, fun­da­do pe­lo mé­di­co Enéas Car­nei­ro (19382007), can­di­da­to três ve­zes à Pre­si­dên­cia (1989, 1994 e 1998). Se­gun­do o ad­vo­ga­do Vic­tor Ema­nu­el Vi­le­la Bar­buy, de 34 anos, pre­si­den­te e um dos fun­da­do­res da FIB, Enéas che­gou a dis­cu­tir a trans­for­ma­ção do Pro­na em Par­ti­do In­te­gra­lis­ta. O pro­je­to, po­rém, aca­bou não se con­cre­ti­zan­do, com a fu­são do Pro­na com o Par­ti­do Li­be­ral (PL), em 2006, e a mor­te de Enéas um ano de­pois. A ideia, ago­ra, é fa­zer uma ci­são e trans­for­mar o Pro­na em le­gen­da “ofi­ci­al” dos in­te­gra­lis­tas.

Em­bo­ra se­ja uma or­ga­ni­za­ção mo­des­ta, a FIB vem se es­tru­tu­ran­do e ga­nhan­do vi­si­bi­li­da­de, im­pul­si­o­na­da pe­lo de­sen­can­to com a de­mo­cra­cia li­be­ral e os par­ti­dos. Fun­da­da em 2005, com apoio da ve­lha guar­da do mo­vi­men­to, a FIB é a pri­mei­ra ten­ta­ti­va efe­ti­va de re­to­mar a ação po­lí­ti­ca dos in­te­gra­lis­tas des­de 1964 e es­pe­ci­al­men­te após a mor­te de Plí­nio Sal­ga­do, aos 80 anos. Du­ran­te o re­gi­me mi­li­tar, ao qual deu sua ben­ção, ele che­gou a se ele­ger de­pu­ta­do fe­de­ral du­as ve­zes pe­la Are­na.

Ho­je, a FIB tem, se­gun­do seus li­de­res, nú­cle­os em sete Es­ta­dos (SP, RJ, MG, PR, ES, CE e PE) e no Dis­tri­to Fe­de­ral, e re­pre­sen­tan­tes es­pa­lha­dos pe­lo País. O úl­ti­mo “cen­so”, há seis anos, apon­tou cer­ca de 8 mil fi­li­a­dos, de acor­do com da­dos da en­ti­da­de. No Fa­ce­bo­ok, a pá­gi­na da FIB es­tá per­to de ter 20 mil cur­ti­das.

Elei­ções.

HÉLVIO RO­ME­RO/ES­TA­DÃO

Vi­a­gem no tem­po. Em ma­ni­fes­ta­ção re­a­li­za­da no centro de São Pau­lo, em no­vem­bro, gru­po ne­oin­te­gra­lis­ta res­sus­ci­ta ve­lhas far­das e sau­da­ções

NA WEB Por­tal. Leia a re­por­ta­gem com­ple­ta

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.