Com va­ci­na­ção bai­xa, Jus­ti­ça obri­ga pais a imu­ni­zar fi­lhos

Mi­nas, Santa Catarina e São Pau­lo ti­ve­ram de­ci­sões des­se ti­po nos úl­ti­mos 6 me­ses. Fa­mí­li­as ale­gam mo­ti­vos re­li­gi­o­sos e me­do de re­a­ções ad­ver­sas, mas juí­zes ar­gu­men­tam que pro­te­ção é pre­vis­ta por lei e que a fal­ta de imu­ni­za­ção põe a vi­da da cri­an­ça em ri

O Estado de S. Paulo - - Primeira página - Paula Fe­lix LÁ TEM...

Com a que­da da co­ber­tu­ra va­ci­nal e a vol­ta de do­en­ças co­mo sa­ram­po, ca­sos de fa­mí­li­as que não va­ci­nam os fi­lhos têm che­ga­do à Jus­ti­ça, que pas­sou a de­ter­mi­nar imu­ni­za­ção das cri­an­ças, sob pe­na de mul­ta e até per­da de guar­da, in­for­ma Paula Fe­lix.

Em 6 me­ses, hou­ve ao me­nos três epi­só­di­os no País. A va­ci­na­ção é di­rei­to pre­vis­to no Es­ta­tu­to da Cri­an­ça e do Ado­les­cen­te.

Em meio à que­da da co­ber­tu­ra va­ci­nal e re­a­pa­re­ci­men­to de do­en­ças er­ra­di­ca­das, co­mo sa­ram­po, ca­sos de fa­mí­li­as que não va­ci­nam os fi­lhos têm che­ga­do à Jus­ti­ça, que pas­sou a de­ter­mi­nar imu­ni­za­ção das cri­an­ças. Nos úl­ti­mos seis me­ses, hou­ve ao me­nos três epi­só­di­os no País. Es­pe­ci­a­lis­tas ex­pli­cam que a va­ci­na­ção é um di­rei­to pre­vis­to no Es­ta­tu­to da Cri­an­ça e do Ado­les­cen­te (ECA) e que a fal­ta de pro­te­ção põe a vi­da das cri­an­ças em ris­co. Nes­ses ca­sos, os pais po­dem ser mul­ta­dos e até per­der a guar­da.

O mais re­cen­te foi no iní­cio de ja­nei­ro, quan­do a Jus­ti­ça de Mi­nas de­ter­mi­nou que um ca­sal va­ci­nas­se os dois fi­lhos. Os pais di­zi­am que a op­ção es­ta­va fun­da­men­ta­da em ar­ti­gos ci­en­tí­fi­cos e in­for­ma­ram que se con­ver­te­ram a uma re­li­gião que proí­be a “con­ta­mi­na­ção por va­ci­na”. Após per­der a ação em 1.ª ins­tân­cia, a fa­mí­lia en­trou com re­cur­so, mas per­deu.

Na de­ci­são, o de­sem­bar­ga­dor Dár­cio Lo­par­di Mendes ci­tou a Cons­ti­tui­ção, “que pre­co­ni­za que a saú­de é di­rei­to de to­dos e cons­ti­tui de­ver do Es­ta­do as­se­gu­rá-la, de for­ma a res­guar­dar um bem mai­or: a vi­da”. O ca­so cor­re em se­gre­do de Jus­ti­ça. O Es­ta­do lo­ca­li­zou a fa­mí­lia, da re­gião de Po­ços de Caldas (MG), mas ela não quis se ma­ni­fes­tar.

Car­los Ro­ber­to da Silva, de­sem­bar­ga­dor do Tri­bu­nal de Jus­ti­ça de Santa Catarina, tam­bém de­ter­mi­nou que um ca­sal de Rio do Sul, re­gião do Al­to Va­le ca­ta­ri­nen­se, atu­a­li­zas­se a car­tei­ra de va­ci­na­ção dos três fi­lhos em ju­lho de 2019. “Tem o ar­ca­bou­ço que co­me­ça na Cons­ti­tui­ção, pois é obri­ga­ção do Es­ta­do ga­ran­tir a saú­de e is­so su­plan­ta de­ter­mi­na­das con­vic­ções pes­so­ais. O ECA tam­bém con­tem­pla a obri­ga­to­ri­e­da­de dos pais em re­la­ção à saú­de e ao en­si­no. A va­ci­na­ção é de­ver dos pais e di­rei­to das cri­an­ças e ado­les­cen­tes”, dis­se ao Es­ta­do.

A ação ha­via si­do ajui­za­da pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co e a fa­mí­lia re­cor­reu. “O ar­gu­men­to de­les era um te­mor de que os fi­lhos pu­des­sem ter al­gu­ma re­jei­ção. So­li­ci­ta­mos con­sul­ta mé­di­ca nas cri­an­ças pa­ra afas­tar a hi­pó­te­se de re­jei­ção, o agra­vo foi julgado e foi man­ti­da a de­ci­são de pro­ce­der a va­ci­na­ção sob pe­na de mul­ta. É uma de­mons­tra­ção des­sa la­men­tá­vel si­tu­a­ção de aban­do­no dos pais em re­la­ção à obri­ga­to­ri­e­da­de das va­ci­nas.”

Em São Pau­lo, o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Es­ta­du­al (MPE) re­sol­veu in­ter­vir no ca­so de uma fa­mí­lia de Pau­lí­nia, no in­te­ri­or,

Mo­vi­men­tos an­ti­va­ci­na têm fei­to com que paí­ses im­po­nham re­gras mais rí­gi­das pa­ra evi­tar epi­de­mi­as. Em ju­lho de 2019, o Con­se­lho de Mi­nis­tros da Ale­ma­nha apro­vou mul­ta no va­lor de até ¤ 2,5 mil (cer­ca de R$ 11,5 mil) pa­ra pais que de­ci­di­rem não va­ci­nar fi­lhos em ida­de es­co­lar con­tra sa­ram­po. Nos EUA, lei de No­va York aca­bou com isen­ções pa­ra va­ci­nas por mo­ti­vos re­li­gi­o­sos pa­ra cri­an­ças de to­das as es­co­las. Ca­so os pais não con­cor­dem, de­vem man­ter as cri­an­ças es­tu­dan­do em ca­sa ou se mu­dar pa­ra ou­tro Es­ta­do. que não que­ria va­ci­nar o fi­lho de 2 anos. “O ca­sal in­for­mou que op­tou por um cres­ci­men­to de ‘in­ter­ven­ções mí­ni­mas’, que o fi­lho es­ta­va sau­dá­vel e que não ia à es­co­la, por­tan­to, es­ta­ria ‘lon­ge de ris­cos de in­fec­ções”, in­for­mou o MPE. A Jus­ti­ça or­de­nou a va­ci­na­ção das cri­an­ças.

Bai­xa ade­são. A que­da da co­ber­tu­ra va­ci­nal tem se acen­tu­a­do nos úl­ti­mos anos. Se­gun­do o Mi­nis­té­rio da Saú­de, das oi­to va­ci­nas obri­ga­tó­ri­as pa­ra cri­an­ças de até um ano, só a BCG, que pro­te­ge con­tra tu­ber­cu­lo­se e é da­da após o nas­ci­men­to, atin­giu a me­ta de 95% em 2018. A co­ber­tu­ra da trí­pli­ce vi­ral, con­tra sa­ram­po, ca­xum­ba e ru­béo­la, era to­tal em 2011 e caiu pa­ra 91,98%. Se­gun­do a pas­ta, com cam­pa­nhas, 2019 su­pe­rou a me­ta e 99,4% das cri­an­ças de um ano fo­ram va­ci­na­das – a pas­ta não in­for­mou a co­ber­tu­ra das de­mais va­ci­nas e dis­se que os da­dos es­tão em con­so­li­da­ção.

Pre­si­den­te da Co­mis­são de Di­rei­to Mé­di­co e de Saú­de da sec­ci­o­nal pau­lis­ta da Or­dem dos Ad­vo­ga­dos do Bra­sil (OAB-SP), Juliana Has­se diz que a Jus­ti­ça se ba­seia não só na lei, mas em evi­dên­ci­as ci­en­tí­fi­cas so­bre va­ci­nas. Se­gun­do ela, es­se ti­po de ca­so não de­ve­ria ser re­sol­vi­do nos tri­bu­nais. “Ge­ral­men­te, a es­co­la de­nun­cia ao con­se­lho tu­te­lar, que apu­ra, e o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co po­de ofe­re­cer de­nún­cia. Sa­be­mos que a ju­di­ci­a­li­za­ção es­tá cres­cen­do de mo­do ge­ral, mas não há ne­ces­si­da­de dis­so. É uma ques­tão de cons­ci­en­ti­zar os pais so­bre a im­por­tân­cia.”

Juliana diz que a le­gis­la­ção pre­ci­sa ser for­ta­le­ci­da. “Só se de­so­bri­ga quan­do há re­la­tó­rio mé­di­co apon­tan­do que a cri­an­ça tem al­gum pro­ble­ma de saú­de que a im­pe­de de ser va­ci­na­da”, afir­ma. A mul­ta aos pais, diz, po­de che­gar a R$ 20 mil e, em ca­sos ex­tre­mos, eles po­dem per­der a guar­da do fi­lho.

Em 2019, a Co­mis­são de Se­gu­ri­da­de So­ci­al e Fa­mí­lia da Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos apro­vou pro­je­to de lei que pre­vê pri­são de quem dei­xar de va­ci­nar cri­an­ça ou ado­les­cen­te. O tex­to ain­da pre­ci­sa pas­sar pe­la Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça, pa­ra de­pois ir ao ple­ná­rio da Ca­sa.

RO­DRI­GO NUNES / MS - 12/9/2016

Aler­ta. Ade­são às cam­pa­nhas de va­ci­na­ção vem cain­do no País e pre­o­cu­pa as au­to­ri­da­des

INFOGRÁFIC­O/ESTADÃO

* DA­DOS PRE­LI­MI­NA­RES FONTE: MI­NIS­TÉ­RIO DA SAÚ­DE

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.