ME­LHO­RES COM­BI­NA­ÇÕES

O li­mão, por si só, já é um ver­da­dei­ro ali­a­do da saú­de. Con­tu­do, qu­an­do com­bi­na­do com ou­tros ali­men­tos, fi­ca ain­da mais nu­tri­ti­vo e sa­bo­ro­so!

O Poder dos Alimentos - - NEWS - Tex­to LARISSA TOMAZINI | De­sign ANA MAS­SA/CO­LA­BO­RA­DO­RA

Ali­men­tos que tur­bi­nam as fun­ções do li­mão

CÁ EN­TRE NÓS: CON­SU­MIR LI­MÃO PU­RO NÃO É UMA DAS

MISSÕES MAIS PRA­ZE­RO­SAS QUE EXIS­TEM, CER­TO? Ape­sar de to­das as van­ta­gens en­con­tra­das nes­se ali­men­to, o seu sa­bor aze­do cos­tu­ma “agre­dir” o pa­la­dar, mas is­so po­de ser re­sol­vi­do de uma ma­nei­ra bem sim­ples: mis­tu­ran­do a fru­ta com ou­tros in­gre­di­en­tes! Mas, o que se­rá que com­bi­na com es­se ver­di­nho? Existe uma in­fi­ni­da­de de op­ções, con­tu­do, se­le­ci­o­na­mos al­gu­mas du­plas que são mais tra­di­ci­o­nais e ou­tras que fo­gem do con­ven­ci­o­nal, pro­me­ten­do tra­zer ino­va­ção pa­ra a ro­ti­na!

LI­MÃO COM TA­MA­RIN­DO

Es­sa com­bi­na­ção po­de ser con­si­de­ra­da um tan­to quan­to inu­si­ta­da, ain­da mais pe­lo ta­ma­rin­do não ser tão con­su­mi­do em to­das as re­giões do país. En­tre­tan­to, va­le a pe­na dar uma chan­ce pa­ra es­sa du­pla! De acor­do com a pro­fes­so­ra do cur­so de nu­tri­ção Sas­kia Sen­na Bar­bo­sa, am­bas as fru­tas são bas­tan­te cí­tri­cas, mas, se con­su­mi­das jun­tas e cru­as, tor­nam-se neu­tras, apre­sen­tan­do fun­ções de mi­ne­ra­li­za­ção, al­ca­li­ni­za­ção e de­sin­to­xi­ca­ção, is­so é: lim­pa o san­gue, aju­da a ema­gre­cer, en­tre ou­tros be­ne­fí­ci­os. Por­tan­to, na ho­ra de pre­pa­rar um su­co com li­mão, que tal adi­ci­o­nar es­se ou­tro ali­men­to aos in­gre­di­en­tes?

Vo­cê sa­bia que o ta­ma­rin­do pro­te­ge o sis­te­ma digestivo, me­lho­ra a fun­ção ner­vo­sa, aju­da no con­tro­le do diabetes e ain­da con­tri­bui com a per­da de pe­so?

Co­nhe­ci­do por seu po­der ter­mo­gê­ni­co, o gen­gi­bre é efi­ci­en­te na lu­ta con­tra os quilinhos a mais, uma vez que au­men­ta o me­ta­bo­lis­mo e quei­ma calorias com mais fa­ci­li­da­de

Quer, além de me­lho­rar a imunidade, pre­ve­nir tu­mo­res e pro­te­ger o co­ra­ção? En­tão, apos­te sem me­do no alho!

“A be­rin­je­la hi­dra­ta e pro­mo­ve a tro­ca de nu­tri­en­tes en­tre as cé­lu­las. Além dis­so, con­tém fi­bras, que au­xi­li­am no bom fun­ci­o­na­men­to in­tes­ti­nal. Tam­bém aju­da nos re­gi­mes de ema­gre­ci­men­to, pois o le­gu­me pro­mo­ve sen­sa­ção de sa­ci­e­da­de e é pou­co ca­ló­ri­ca”, ex­pli­ca a nu­tri­ci­o­nis­ta Flá­via Fuz­zi

LI­MÃO COM GEN­GI­BRE

Du­as op­ções com aro­mas e sa­bo­res mui­to ca­rac­te­rís­ti­cos, mas que se com­ple­tam per­fei­ta­men­te em uma re­cei­ta. E o me­lhor é que, ao con­su­mi-las si­mul­ta­ne­a­men­te, seus be­ne­fí­ci­os tor­nam-se ain­da mais po­de­ro­sos. “O gen­gi­bre pos­sui óle­os na­tu­rais, sen­do o prin­ci­pal de­les o gin­ge­rol, um dos res­pon­sá­veis por seu efei­to te­ra­pêu­ti­co. Es­sa raíz con­ta com efei­tos an­ti-in­fla­ma­tó­rio e an­ti­o­xi­dan­te, o que po­de aju­dar a di­mi­nuir o ris­co de in­fec­ções, além de tam­bém me­lho­rar qu­a­dros de náu­sea”, ex­pli­ca Sas­kia. Ao mes­mo tem­po, o li­mão, por ser fon­te de vi­ta­mi­na C e ou­tros nu­tri­en­tes, po­ten­ci­a­li­za to­das es­sas pro­pri­e­da­des!

LI­MÃO COM BE­RIN­JE­LA

São um ver­da­dei­ro com­bo de su­ces­so e po­dem ser usa­dos co­mo in­gre­di­en­tes de su­cos e sa­la­das, por exem­plo. “O po­der an­ti­o­xi­dan­te da vi­ta­mi­na C pre­sen­te no li­mão, com­bi­na­do ao al­to te­or de água, fi­bras e vi­ta­mi­nas da be­rin­je­la, aju­da a li­be­rar as to­xi­nas e os re­sí­du­os pre­sos no tra­to digestivo, além de se­rem dois ali­men­tos com bai­xo va­lor ca­ló­ri­co”, jus­ti­fi­ca a pro­fis­si­o­nal. Uma boa ideia é fa­zer um an­te­pas­to de be­rin­je­la e tem­pe­rar com li­mão. Ou, ain­da, pre­pa­rar uma li­mo­na­da e acres­cen­tar água de be­rin­je­la. Pron­to pa­ra ex­pe­ri­men­tar?

LI­MÃO COM ALHO

Com sa­bor úni­co e bas­tan­te es­pe­cí­fi­co, o alho car­re­ga con­si­go mui­to mais do que o gos­to in­con­fun­dí­vel: ele ain­da é fon­te de inú­me­ros nu­tri­en­tes que pro­te­gem a saú­de co­mo um to­do. “Su­as pro­pri­e­da­des me­lho­ram o sis­te­ma imu­no­ló­gi­co e, por es­se mo­ti­vo, mui­tas ve­zes é uti­li­za­do com o li­mão em chás e in­fu­sões qu­an­do a pes­soa es­tá com gri­pe ou res­fri­a­da. E, as­sim co­mo o li­mão, seus com­pos­tos an­ti­o­xi­dan­tes pre­vi­nem o en­ve­lhe­ci­men­to pre­co­ce, por meio da re­du­ção do es­tres­se oxi­da­ti­vo ce­lu­lar”, com­ple­ta a pro­fes­so­ra.

LI­MÃO COM COU­VE

Es­sa ver­du­ra com o li­mão é uma com­bi­na­ção po­de­ro­sa. Sen­do dois ali­men­tos an­ti­o­xi­dan­tes, ao to­mar um de­li­ci­o­so su­co de­tox fei­to com es­ses in­gre­di­en­tes, os radicais li­vres não te­rão vez! “Es­sa jun­ção é mui­to boa, pois con­tém dois nu­tri­en­tes es­sen­ci­ais: fer­ro e vi­ta­mi­na C. Sa­be-se que pa­ra que o fer­ro se­ja ab­sor­vi­do, é ne­ces­sá­ria a ação da vi­ta­mi­na C. Por is­so, seu con­su­mo ain­da é óti­mo pa­ra o com­ba­te da ane­mia”, acres­cen­ta a nu­tri­ci­o­nis­ta Fer­nan­da Gran­ja.

LI­MÃO COM UVA

As uvas ro­xas com­ba­tem o en­ve­lhe­ci­men­to pre­co­ce, uma vez que pos­su­em gran­des quan­ti­da­des de subs­tân­ci­as an­ti­o­xi­dan­tes. Des­sa for­ma, qu­an­do con­su­mi­das com o li­mão, têm sua ação me­lho­ra­da pe­la vi­ta­mi­na C, ou­tro nu­tri­en­te que tam­bém pro­te­ge o sis­te­ma imu­no­ló­gi­co. Por is­so, va­le a pe­na in­ves­tir em su­cos que le­vam os dois ali­men­tos ou, en­tão, em uma sa­la­da de fru­tas sem a in­clu­são de lei­te con­den­sa­do, creme de lei­te e ou­tras op­ções ca­ló­ri­cas.

LI­MÃO COM CHÁ VER­DE

As ações an­ti­o­xi­dan­tes da fru­ta se tor­nam ain­da mais po­ten­tes com o au­xí­lio da

Ca­mel­lia si­men­sis (no­me ci­en­tí­fi­co do chá ver­de). “Ele é mui­to rico em bi­o­fla­vo­noi­des e po­li­fe­nóis com ação an­ti­o­xi­dan­te, que aju­dam a neu­tra­li­zar os radicais li­vres, res­pon­sá­veis pe­lo en­ve­lhe­ci­men­to ce­lu­lar pre­co­ce e por cau­sar inú­me­ras do­en­ças”, com­ple­ta a nu­tró­lo­ga e mé­di­ca or­to­mo­le­cu­lar Ta­ma­ra Ma­za­rac­ki. Por is­so, não dei­xe de com­bi­ná-los.

LI­MÃO COM ABA­CA­TE

Quem já te­ve a opor­tu­ni­da­de de pro­var uma igua­ria da gas­tro­no­mia me­xi­ca­na, a gua­ca­mo­le, sa­be que o sa­bor das du­as fru­tas com­bi­na bas­tan­te. E o me­lhor é que es­sa du­pla for­ne­ce mui­to mais do que uma re­fei­ção sa­bo­ro­sa, pois é ca­paz de re­du­zir a quan­ti­da­de de ali­men­tos con­su­mi­dos ao lon­go do dia. “O aba­ca­te é fon­te de fi­bras, subs­tân­ci­as que aju­dam a au­men­tar a sen­sa­ção de sa­ci­e­da­de e, qu­an­do com­bi­na­das com an­ti­o­xi­dan­tes co­mo a vi­ta­mi­na C (pre­sen­te no li­mão), têm mai­or efi­ci­ên­cia”, con­ta a pro­fes­so­ra de nu­tri­ção Flá­via da Sil­va San­tos.

Fon­te de cál­cio, a cou­ve é ide­al pa­ra quem pre­ci­sa con­su­mir es­se mi­ne­ral, mas não po­de be­ber lei­te. As­sim, os os­sos fi­cam mais for­tes e pro­te­gi­dos!

Em­bo­ra se­ja ri­ca em pro­pri­e­da­des be­né­fi­cas ao or­ga­nis­mo, a uva tam­bém car­re­ga con­si­go gran­de quan­ti­da­de de açú­car. Por is­so, se vo­cê pre­ci­sa res­trin­gir o con­su­mo des­se in­gre­di­en­te, te­nha mo­de­ra­ção na ho­ra de co­mer es­sa fru­ta, ok? O chá ver­de tam­bém é po­de­ro­so qu­an­do o as­sun­to é a digestão! Além dis­so, ele com­ba­te o colesterol al­to e dá fim ao in­cha­ço

Fon­te de ôme­ga-3, o aba­ca­te é im­por­tan­te pa­ra me­lho­rar a con­cen­tra­ção e pro­te­ger o cé­re­bro con­tra as do­en­ças neu­ro­de­ge­ne­ra­ti­vas

LI­MÃO COM PEPINO

Com a aju­da do li­mão, o pepino é ca­paz de for­mar uma com­bi­na­ção diurética, fa­ci­li­tan­do o pro­ces­so da de­sin­to­xi­ca­ção (eli­mi­na­ção das to­xi­nas do or­ga­nis­mo). Fo­ra is­so, ain­da pos­sui um sa­bor re­fres­can­te que ali­via o ca­lor e, de­vi­do às fi­bras pre­sen­tes no pepino, a mis­tu­ra pro­por­ci­o­na uma mai­or sen­sa­ção de sa­ci­e­da­de, com­ba­ten­do a fo­me fo­ra de ho­ra e fa­ci­li­tan­do o ema­gre­ci­men­to em pou­co tem­po.

LI­MÃO COM LA­RAN­JA

Am­bas as fru­tas são im­por­tan­tes fon­tes de vi­ta­mi­na C, con­si­de­ra­da um nu­tri­en­te fo­to­pro­te­tor, is­to é, pos­sui ca­pa­ci­da­de de ame­ni­zar man­chas, dei­xan­do a pe­le mais fir­me. Além dis­so, es­sa com­bi­na­ção tam­bém pos­si­bi­li­ta a for­ma­ção do co­lá­ge­no, uma das pro­teí­nas res­pon­sá­veis por for­ta­le­cer os te­ci­dos e evi­tar a fla­ci­dez.

Aten­ção: al­gu­mas pes­so­as de­vem evi­tar o con­su­mo de pepino, uma vez que ele po­de ser in­di­ges­to. Se for o seu ca­so, op­te por con­su­mir ou­tras com­bi­na­ções que não le­vem es­se in­gre­di­en­te

Pre­ven­ção do cân­cer, pro­te­ção do sis­te­ma car­di­o­vas­cu­lar e au­men­to da imunidade são só al­gu­mas das van­ta­gens da la­ran­ja

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.