CÉ­RE­BROS FLEXÍVEIS

Planeta - - VOLTO AO MUNDO -

Os cé­re­bros de adul­tos são bastante sus­ce­tí­veis às con­di­ções so­ci­o­e­conô­mi­cas de seus do­nos, mas po­dem ser re­for­ma­ta­dos e ter su­as fun­ções al­te­ra­das. Es­sa é a con­clu­são de uma pes­qui­sa­da da Uni­ver­si­da­de do Te­xas (EUA) pu­bli­ca­da em maio na re­vis­ta “PNAS”, que ava­li­ou por sta­tus so­ci­o­e­conô­mi­co ima­gens de cé­re­bros de pes­so­as en­tre 20 e 90 anos de ida­de. Em adul­tos de meia ida­de com sta­tus mais al­to, as re­des ce­re­brais es­ta­vam or­ga­ni­za­das de mo­do mais efi­ci­en­te e sua ma­té­ria cin­zen­ta do cór­tex era mais es­pes­sa. Já em cé­re­bros de pes­so­as de con­di­ção so­ci­o­e­conô­mi­ca mais bai­xa, o cór­tex era mais fi­no – ca­rac­te­rís­ti­ca as­so­ci­a­da a pro­ble­mas cog­ni­ti­vos com o avan­ço da ida­de, co­mo per­da de me­mó­ria e de­mên­cia. Um tra­ba­lho an­te­ri­or já ha­via mos­tra­do que os cé­re­bros de crianças po­dem ser al­te­ra­dos se elas são cri­a­das em am­bi­en­tes sem educação, nu­tri­ção e aces­so à saú­de ade­qua­dos.

Adul­tos mais po­bres: cór­tex mais fi­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.