Turismo res­pon­sá­vel

Planeta - - LIQUE O PLANETA -

Pa­ra­béns pe­la ma­té­ria de ca­pa da edição 541 (“Turismo res­pon­sá­vel: pe­ga­das do bem”, ju­nho de 2018). Já era tem­po de os cuidados com o pla­ne­ta e as pes­so­as vi­si­ta­das ga­nha­rem o fo­co de to­dos os en­vol­vi­dos nes­sa in­dús­tria gi­gan­tes­ca. Fa­ço vo­tos pa­ra que es­sas idei­as pe­ne­trem ca­da vez mais no nosso co­ti­di­a­no e se trans­for­mem num há­bi­to. Ia­ra­mo­rei­ra po­re-mail Em re­la­ção à ma­té­ria de ca­pa da edição 541, gos­ta­ria de re­cor­dar uma épo­ca em que am­bi­en­ta­lis­tas ra­di­cais de­fen­di­am que não se vi­a­jas­se pa­ra lon­ge – de avião, car­ro, ôni­bus, na­vio – por cau­sa da po­lui­ção ge­ra­da por es­ses mei­os de transporte. Em que pla­ne­ta mental será que es­ses su­jei­tos vi­vi­am (e tal­vez ain­da vi­vam)? Vi­a­jar é uma ati­vi­da­de es­sen­ci­al pa­ra qual­quer pes­soa que de­se­ja se abrir pa­ra o no­vo, apren­der e crescer in­te­ri­or­men­te com es­se apren­di­za­do. O ne­gó­cio não é co­lo­car tra­vas às vi­a­gens, e sim tor­ná-las mais ami­gá­veis à Ter­ra e às co­mu­ni­da­des vi­si­ta­das. Pa­ra­béns pe­la ma­té­ria. Mar­ce­lo­lou­za­da po­re-mail Na te­o­ria, fa­zer turismo sus­ten­tá­vel com to­das as mi­nú­ci­as que vo­cês su­ge­rem na ma­té­ria é al­go lin­do. Mas quem con­se­gue en­ca­rar os pre­ços dos pa­co­tes co­mo eles fi­ca­ri­am com es­ses in­gre­di­en­tes? Vi­a­jar, por es­sa óti­ca, é uma ati­vi­da­de eli­tis­ta, re­ser­va­da a pou­cos. É pre­ci­so en­con­trar op­ções que se­jam viá­veis tam­bém pa­ra os me­nos abo­na­dos. Ana­ma­ri­a­mo­rei­ra po­re-mail

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.