À MARGEM DO MUNDO

Os dois la­dos em con­fli­to na guer­ra ci­vil do Iê­men im­pe­dem que a aju­da hu­ma­ni­tá­ria che­gue à po­pu­la­ção do país, cri­an­do o ce­ná­rio pa­ra uma das mais ter­rí­veis cri­ses de fo­me dos úl­ti­mos tem­pos

Planeta - - EDITORIAL -

Os dois la­dos em con­fli­to na guer­ra ci­vil do Iê­men im­pe­dem que a aju­da hu­ma­ni­tá­ria che­gue à po­pu­la­ção do país, cri­an­do o ce­ná­rio pa­ra uma ter­rí­vel cri­se de fo­me

Prós­pe­ro no pas­sa­do, o Iê­men, no can­to sul da Pe­nín­su­la Ará­bi­ca, já há um bom tem­po es­tá na lis­ta das na­ções mais po­bres do mundo. E a si­tu­a­ção pi­o­rou: de­vas­ta­do há três anos por uma guer­ra ci­vil com pro­ta­go­nis­tas es­tran­gei­ros – o go­ver­no lo­cal, apoi­a­do pe­la Ará­bia Sau­di­ta, com­ba­te re­bel­des houthis, au­xi­li­a­dos pe­lo Irã –, o país os­ten­ta a mais gra­ve cri­se hu­ma­ni­tá­ria atu­al. O con­fli­to já fez pe­lo me­nos 10 mil ví­ti­mas, e 22 mi­lhões dos cer­ca de 28 mi­lhões de ie­me­ni­tas so­bre­vi­vem gra­ças à as­sis­tên­cia de or­ga­ni­za­ções não go­ver­na­men­tais.

A cri­se de fo­me en­fren­ta­da pe­la po­pu­la­ção lo­cal es­tá pres­tes a se tor­nar a mai­or do pla­ne­ta nos úl­ti­mos cem anos, aler­tou a ONU em ou­tu­bro. Cer­ca de 13 mi­lhões de ha­bi­tan­tes es­tão ame­a­ça­dos de ca­rên­cia ali­men­tar, qua­dro que de­ve se agra­var se os cons­tan­tes bom­bar­dei­os e ata­ques da co­a­li­zão li­de­ra­da pe­los sau­di­tas (com apoio de Es­ta­dos Uni­dos, Rei­no Uni­do e Fran­ça) não fo­rem in­ter­rom­pi­dos. Mas tão ce­do is­so não ocor­re­rá: os houthis do­mi­nam gran­de par­te do país, in­cluin­do a ca­pi­tal, Sa­na. As ações bé­li­cas dos dois la­dos im­pe­dem que a as­sis­tên­cia hu­ma­ni­tá­ria che­gue aos ne­ces­si­ta­dos.

Se­gun­do da­dos da ONU, pe­lo me­nos 50% das cri­an­ças ie­me­ni­tas são raquí­ti­cas e o nú­me­ro das que apre­sen­tam des­nu­tri­ção agu­da gra­ve cres­ceu 90% de 2015 pa­ra cá. A or­ga­ni­za­ção hu­ma­ni­tá­ria in­ter­na­ci­o­nal Sa­ve the Chil­dren de­cla­rou em no­vem­bro que, des­de o iní­cio da guer­ra ci­vil, cer­ca de 85 mil cri­an­ças com me­nos de 5 anos mor­re­ram no país por fo­me ou mo­lés­ti­as. Em en­tre­vis­ta à re­de BBC por oca­sião do aler­ta da ONU, Li­sa Gran­de, di­re­to­ra de aju­da hu­ma­ni­tá­ria da or­ga­ni­za­ção, pre­viu uma pi­o­ra do pro­ble­ma nos três me­ses se­guin­tes. E la­men­tou: “Mui­tos acre­di­ta­vam ser ini­ma­gi­ná­vel que em ple­no sé­cu­lo 21 ve­ría­mos uma cri­se de fo­me co­mo na Etió­pia e em par­tes da União So­vié­ti­ca – is­so foi sim­ples­men­te ina­cei­tá­vel”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.