Mu­dan­ça de coração

Runner’s World (Brazil) - - CORRA MELHOR E MAIS FORTE -

Pes­qui­sa­do­res da Mayo Clinic, nos EUA, di­zem que a fórmula para es­ti­mar a frequên­cia car­día­ca má­xi­ma pre­ci­sa ser re­e­la­bo­ra­da. Embora a frequên­cia li­mi­te di­mi­nua com a ida­de, ela pa­re­ce baixar mais gra­du­al­men­te nas mu­lhe­res, o que tor­na a fórmula 220 me­nos a ida­de pou­co pre­ci­sa para pessoas com mais de 40 anos. A no­va re­co­men­da­ção é: para mu­lhe­res acima dos 40, sub­traia 67% da sua ida­de de 200 para ob­ter a frequên­cia car­día­ca má­xi­ma es­ti­ma­da (em ba­ti­men­tos por mi­nu­to). Para ho­mens com mais de 40, sub­traia 93% da sua ida­de de 216.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.