São Jor­ge

Salmos & Anjos - - Content -

Íco­ne pa­ra mui­tas pes­so­as, São Jor­ge é um exem­plo de for­ça e per­se­ve­ran­ça que nun­ca de­sam­pa­ra os que pe­dem por sua in­ter­ce­são. Sai­ba mais so­bre os ca­mi­nhos do már­tir e a ra­zão pe­la qual o cha­ma­mos de san­to guer­rei­ro.

His­tó­ria aben­ço­a­da

Fi­lho de um mi­li­tar, Jor­ge nas­ceu no sé­cu­lo 4 na Ca­pa­dó­cia e mu­dou-se pa­ra a Ter­ra San­ta após a mor­te de seu pai. Veio de uma no­bre fa­mí­lia cris­tã e, por ser um ho­mem ca­ri­do­so, do­ou gran­de par­te de seu di­nhei­ro aos po­bres. Com seus ta­len­tos de guer­ra e sua de­ter­mi­na­ção, ga­nhou o car­go de con­de da Ca­pa­dó­cia ao la­do do im­pe­ra­dor ro­ma­no Di­o­cle­ci­a­no, mas re­nun­ci­ou à sua car­rei­ra quan­do o im­pe­ra­dor de­cla­rou guer­ra aos cris­tãos. Mes­mo di­an­te de di­ver­sas tor­tu­ras, co­mo ca­mi­nhar so­bre bra­sas, o san­to re­sis­tiu por cau­sa de sua fé. Em 23 de abril de 303, foi de­ca­pi­ta­do, da­ta em que é ho­me­na­ge­a­do por fiéis de to­do mun­do até ho­je. E, ain­da, é di­to que, por ad­mi­rar o ges­to de Jor­ge, a mu­lher do im­pe­ra­dor te­ria se con­ver­ti­do ao Cris­ti­a­nis­mo. O san­to re­pre­sen­ta a for­ça de Deus na lu­ta dos ex­cluí­dos e mar­gi­na­li­za­dos da so­ci­e­da­de.

Ora­ções mi­la­gro­sas Sú­pli­ca por pro­te­ção

“Gran­de már­tir, São Jor­ge! Tu, que con­se­guis­tes con­ver­ter, atra­vés das pa­la­vras de Cris­to, mui­tos da­que­les que não se fir­ma­vam co­mo cris­tãos ver­da­dei­ros, ten­de pi­e­da­de de nós. Ó, már­tir São Jor­ge, ve­nho a vós pa­ra que me glo­ri­fi­queis com sua bon­da­de e ta­ma­nha be­nig­ni­da­de, pe­dir que me pro­te­jais do mal da in­ve­ja, dos pe­ri­gos de rou­bo, as­sal­to, se­ques­tro e de ani­mais que po­dem cau­sar al­gum mal a mi­nha saú­de. Obri­ga­do, meu már­tir, con­fio no seu dis­cer­ni­men­to quan­to ao meu pe­di­do. Amém!” (Re­ze o sal­mo 50)

Ora­ção de São Jor­ge

“Eu an­da­rei ves­ti­do e ar­ma­do com as ar­mas de São Jor­ge pa­ra que meus ini­mi­gos ten­do pés não me al­can­cem, ten­do mãos não me pe­guem, ten­do olhos não me ve­jam e nem em pen­sa­men­to eles pos­sam me fa­zer mal. Ar­mas de fo­go o meu cor­po não al­can­ça­rão, fa­cas e lan­ças se que­brem sem

o meu cor­po to­car, cor­das e cor­ren­tes se ar­re­ben­tem sem o meu cor­po amar­rar. Je­sus Cris­to, me pro­te­ja e me de­fen­da com o po­der de sua san­ta e di­vi­na gra­ça, Vir­gem de Na­za­ré, me cu­bra com o seu man­to sa­gra­do e di­vi­no, pro­te­gen­do-me em to­das as mi­nhas do­res e afli­ções, e Deus, com sua di­vi­na mi­se­ri­cór­dia e gran­de po­der, se­ja meu de­fen­sor con­tra as mal­da­des e per­se­gui­ções dos meus ini­mi­gos. Glo­ri­o­so São Jor­ge, em no­me de Deus, es­ten­da-me o seu es­cu­do e as su­as po­de­ro­sas ar­mas, de­fen­den­do­me com a sua for­ça e com a sua gran­de­za, e que de­bai­xo das pa­tas de seu fi­el gi­ne­te, meus ini­mi­gos fi­quem hu­mil­des e sub­mis­sos a vós. As­sim se­ja, com o po­der de Deus, de Je­sus e da fa­lan­ge do Di­vi­no Es­pí­ri­to San­to. São Jor­ge, ro­gai por nós. Amém.”

Co­ra­gem pa­ra en­fren­tar os de­sa­fi­os

“Meu guer­rei­ro e pro­te­tor, São Jor­ge! Qu­e­ri­do e au­xi­li­a­dor, dai-nos a bên­ção fi­li­al e dis­per­sa de nós o ini­mi­go ma­lig­no que nos quer se­pa­rar do pro­je­to do Pai. Con­ce­dei-nos a vos­sa va­len­tia pa­ra que pos­sa­mos acei­tar e re­zar por aque­les que não nos que­rem bem. Aju­dai-nos a com­ba­ter to­das as for­mas de opres­são e vi­o­lên­cia, mos­tran­do aos nos­sos opo­si­to­res que só a vi­tó­ria da cruz que é glo­ri­o­sa. Pe­de a Deus por nós, São Jor­ge pro­te­tor, pa­ra que, so­bre­tu­do, os ini­mi­gos es­pi­ri­tu­ais se afas­tem de nós. Fa­zei que tra­ba­lhe­mos pa­ra que a jus­ti­ça di­vi­na acon­te­ça na Ter­ra, atra­vés de nos­sos atos, e que as nos­sas omis­sões não sir­vam pa­ra co­lo­car obs­tá­cu­los ao pro­je­to do Pai em meio a nós. Se­ja vos­so es­cu­do a nos­sa pro­te­ção, ó São Jor­ge, e vos­sa lan­ça a nos­sa fé, pa­ra que con­si­ga­mos der­ro­tar o mal no mun­do. Por Cris­to, nos­so Se­nhor. Amém.” Con­sul­to­ria: Mar­ce­lo Si­mon

Pre­ce da ve­la de São Jor­ge

“Glo­ri­o­so São Jor­ge, pe­los vos­sos me­re­ci­men­tos, pe­las vos­sas vir­tu­des, pe­la gran­di­o­sa fé em nos­so Se­nhor Je­sus Cris­to, por Deus fos­tes cons­ti­tuí­do em pro­te­tor de to­dos que a ti re­cor­rem ne­ces­si­tan­do de vos­sa pro­te­ção. Vin­de em meu au­xi­lio e le­vai à pre­sen­ça de Deus o ape­lo que ago­ra vos fa­ço (fa­ça o seu pe­di­do). São Jor­ge, ofe­re­ço es­ta ve­la e vos pe­ço, pro­te­gei-me, guar­dai-me e gui­ai-me por to­dos os meus ca­mi­nhos, com fe­li­ci­da­de, paz e sal­va­men­to pa­ra que eu con­si­ga ra­pi­da­men­te, atra­vés de vos­sa pro­te­ção, a gra­ça que es­tou su­pli­can­do, e vos se­rei fi­el e eter­na­men­te re­co­nhe­ci­do e gra­to. Amém!” Fon­te: igre­ja­de­sa­o­jor­ge.com.br

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.