Tes­te­mu­nho de vi­da

Con­te-nos a sua his­tó­ria de fé!

Salmos & Anjos - - Content -

Con­se­gui uma ca­sa com o po­der de San­ta Efi­gê­nia

“Eu, atra­vés de no­ve­nas e ter­ço, con­se­gui ven­der mui­to na lo­ja de con­fec­ções que eu tra­ba­lha­va e, com a co­mis­são das ven­das, di­nhei­ro da mi­nha apo­sen­ta­do­ria e aju­da das pes­so­as que gos­tam de mim, eu cons­truí um pu­xa­di­nho de três cô­mo­dos. Ho­je eu te­nho on­de mo­rar com meus dois fi­lhos. Agra­de­ço a Deus, Je­sus, San­ta Efi­gê­nia e aos san­tos.” Fran­cis­ca Pe­rei­ra de Sou­za, Cra­to, CE

Re­ze du­ran­te no­ve di­as se­gui­dos pa­ra al­can­çar uma gra­ça de San­ta Efi­gê­nia:

“A vós, Pai bon­do­so, com fer­vor vos su­pli­ca­mos por es­ta ca­sa, pe­los que ne­la vi­vem e por tu­do o que ela con­tém. Aben­ço­ai e en­ri­que­cei-a com vos­sos bens. Con­ce­dei-lhe, pro­di­ga­men­te, o or­va­lho do céu e a fer­ti­li­da­de da ter­ra, os bens es­pi­ri­tu­ais e as coi­sas ne­ces­sá­ri­as pa­ra a vi­da. Que vos­sa bên­ção per­ma­ne­ça so­bre ela e que o vos­so Es­pí­ri­to San­to pe­ne­tre o co­ra­ção e a vi­da

Nos­sa Se­nho­ra dos Afli­tos me aju­dou

“Es­ta­va de­sem­pre­ga­do, foi quan­do co­me­cei a orar a Nos­sa Se­nho­ra dos Afli­tos. Em se­te di­as de ora­ção con­se­gui tra­ba­lho.”

Flá­vio de Oli­vei­ra, Or­lân­dia, SP

Sú­pli­ca a Nos­sa Se­nho­ra dos Afli­tos:

“Ve­ne­ra­da Nos­sa Se­nho­ra dos Afli­tos, pe­di­mos aju­da por meio de vos­sa mi­se­ri­cór­dia aos ser­vos que es­tão per­di­dos, de­sem­pre­ga­dos, aca­ba­ram de per­der um en­te qu­e­ri­do, um amor, des­fi­ze­ram um ca­sa­men­to, es­tão na po­bre­za, sem ter o que co­mer ou on­de mo­rar. Nos­sa Se­nho­ra, per­mi­ta que jor­re as vos­sas bên­çãos, en­chen­do de fé os co­ra­ções des­sas pes­so­as amar­gu­ra­das. Nos­sa Se­nho­ra dos Afli­tos, em no­me do vos­so Fi­lho Je­sus, que der­ra­me o san­gue pu­ro de um so­fre­dor, que mor­reu pa­ra nos sal­var, so­bre o es­pí­ri­to da­que­les que pre­ci­sam de uma ca­ri­da­de ime­di­a­ta. Amém!”

de seus mo­ra­do­res, fa­zen­do-os ar­der em amor por vós e pe­lo pró­xi­mo. Que to­das as pes­so­as que ne­la en­tra­rem te­nham o aco­lhi­men­to da bon­da­de, do amor e da paz. Pe­la in­ter­ces­são de San­ta Efi­gê­nia, cu­ja cau­sa de en­con­trar um te­to vós pro­te­ges­tes, aten­dei nos­sas pre­ces e fa­zei de nós o vos­so lar. (Fa­ça o seu pe­di­do). Por Cris­to, Nos­so Se­nhor. Amém.”

Obri­ga­da, Mãe Ma­ria

“Eu es­tou es­cre­ven­do pa­ra di­zer que gos­to mui­to da re­vis­ta Sal­mos & An­jos e eu pe­ço por gen­ti­le­za que se­ja pu­bli­ca­do o ter­ço de Ma­ria, por uma gra­ça al­can­ça­da: eu con­se­gui me apo­sen­tar.” Ira­ce­ma Ger­ma­no dos An­jos, Pre­si­den­te Pru­den­te, SP Ter­ço pa­ra Ma­ria:

Fa­ça o si­nal da cruz cin­co ve­zes. Nas três con­tas do iní­cio, re­ze: Na 1ª: “Meu Deus, creio em vós, pois sois in­fi­ni­ta­men­te bom.” Na 2ª: “Meu Deus, es­pe­ro em vós, pois sois in­fi­ni­ta­men­te mi­se­ri­cor­di­o­so.” Na 3ª: “Meu Deus, amo-vos, pois sois dig­no de ser ama­do so­bre to­das as coi­sas.”

Nas con­tas me­no­res, re­ze: “Mãe, sal­vai-nos, pe­la cha­ma de amor do vos­so Co­ra­ção Ima­cu­la­do!”

Após ca­da de­ze­na, re­ze: “Mãe de Deus, der­ra­mai so­bre a hu­ma­ni­da­de in­tei­ra as gra­ças efi­ca­zes da vos­sa cha­ma de amor, ago­ra e na ho­ra da nos­sa mor­te. Amém.” Nas con­tas mai­o­res, re­ze: “Co­ra­ção do­lo­ro­so e Ima­cu­la­do de Ma­ria, ro­gai por nós que re­cor­re­mos a vós!”

Ao fi­nal do ter­ço, re­ze três Gló­ri­as ao Pai.

Con­se­gui uma gra­ça com a pre­ce da pros­pe­ri­da­de

“Leio a Sal­mos & An­jos com frequên­cia e já re­ce­bi mui­tas gra­ças. Fiz a pre­ce pa­ra a pros­pe-

ri­da­de pa­ra re­ce­ber um pro­ces­so que du­ra­va 12 anos e al­can­cei es­sa gra­ça.”

Ma­ria de Lour­des Gon­çal­ves Pe­ça uma gra­ça com es­sa po­de­ro­sa pre­ce da pros­pe­ri­da­de:

“Ó, Cri­a­dor do mun­do. Tu que dis­ses­te: pe­ças e re­ce­be­rás, em­bo­ra es­te­ja nas al­tu­ras, em vos­sa di­vi­na gló­ria, in­cli­nai seus ou­vi­dos a es­ta hu­mil­de cri­a­tu­ra pa­ra sa­tis­fa­zer-me o de­se­jo. Ou­ve mi­nha pre­ce, ó Pai ama­do, e fa­zei que, por vos­sa von­ta­de, eu ob­te­nha a gra­ça que tan­to de­se­jo (fa­ça o seu pe­di­do). Deus, su­pre ago­ra to­das as mi­nhas ne­ces­si­da­des, se­gun­do as su­as ri­que­zas em gló­ria e se­rei sem­pre gra­to por su­as ri­que­zas sem­pre ati­vas, pre­sen­tes, imu­tá­veis e abun­dan­tes em mi­nha vi­da e que is­so se­ja fei­to pe­lo po­der e no­me do vos­so ado­ra­do Fi­lho Je­sus.” (Re­ze es­ta pre­ce se­te ve­zes pe­la ma­nhã, jun­ta­men­te com o sal­mo 23 e o Pai-Nos­so)

Es­tou qui­tan­do mi­nhas dí­vi­das com a for­ça da ora­ção

“Es­ta­va com pro­ble­mas e um de­les era di­nhei­ro, pois, mes­mo tra­ba­lhan­do, eu não re­ce­bia. Ven­di um ter­re­no e a pes­soa não me pa­gou. Nes­se mo­men­to, eu re­ce­bi um di­nhei­ro atra­sa­do do meu tra­ba­lho, gra­ças à ora­ção dos afli­tos. Sei que mi­nha vi­da vai me­lho­rar mui­to. Não gos­to de dí­vi­das e te­nho cer­te­za que vou qui­tar to­das.”

Ma­ria Fran­cis­ca de Je­sus, Bi­ri­ti­ba Mi­rim, SP

Co­nhe­ça o po­der da ora­ção dos afli­tos:

“Afli­ta se viu a Vir­gem Ma­ria aos pés da cruz. Afli­ta me ve­jo eu. Va­lei-me, Mãe de Je­sus. Con­fio em Deus com to­das as mi­nhas for­ças, por is­so pe­ço que ilu­mi­ne meus ca­mi­nhos, con­ce­den­do-me a gra­ça que tan­to de­se­jo. Amém.” (Re­ze du­ran­te três di­as e fa­ça três pe­di­dos: um im­pos­sí­vel e dois di­fí­ceis. No quar­to dia, di­vul­gue es­sa ora­ção)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.