EU CORRO

Acos­tu­ma­do nos anos 1990 a “ar­ran­car o cou­ro” dos atle­tas, o pre­pa­ra­dor fí­si­co Nel­son Evên­cio des­co­briu que ho­je é pre­ci­so ser mui­to mais po­li­do com seus pu­pi­los – e co­nhe­cer o ci­clo mens­tru­al de su­as alu­nas

Sport Life - - NESTA EDIÇÃO - por PAU­LO VI­EI­RA, do blog Jor­na­lis­tas que Cor­rem

Nel­son Evên­cio, trei­na­dor e pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção de Téc­ni­cos de Cor­ri­da de SP

Se al­guém dis­ses­se ao pau­lis­ta­no Nel­son Evên­cio em al­gum mo­men­to dos anos 1990, quan­do ele con­cluiu a fa­cul­da­de de edu­ca­ção fí­si­ca na Uni­ver­si­da­de de San­to Ama­ro (Uni­sa), que um dia se­ria ne­ces­sá­rio co­nhe­cer o ci­clo mens­tru­al de su­as alu­nas, tal­vez ele achas­se a in­for­ma­ção um dis­pa­ra­te. Mas o tem­po pas­sou, a lu­si­ta­na ro­dou e ho­je éter do­mí­nio so­bre es­se ti­po de da­do que ele con­si­de­ra um dos di­fe­ren­ci­ais da as­ses­so­ria es­por­ti­va de cor­ri­da que le­va seu no­me. Com mais alu­nas que alu­nos, au­las ne­ces­sa­ri­a­men­te pre­sen­ci­ais no Par­que Ibi­ra­pu­e­ra, na ca­pi­tal pau­lis­ta, e cui­da­do ex­tre­mo com os ates­ta­dos mé­di­cos que ser­vi­rão de pré-re­qui­si­to pa­ra a pri­mei­ra au­la, Evên­cio diz que ho­je em dia tem cli­en­tes, não mais atle­tas, e eles es­tão me­nos in­te­res­sa­dos em bai­xar seu pró­prio tem­po de cor­ri­da do que ter uma ex­pe­ri­ên­cia de prá­ti­ca es­por­ti­va agra­dá­vel e so­ci­al. “Com atle­tas, no pas­sa­do, eu po­dia ‘ar­ran­car o cou­ro’. Mas se eu der uma bron­ca ho­je nu­ma cli­en­te, no dia se­guin­te ela não vol­ta pa­ra o trei­no. Agen­te pre­ci­sou re­a­pren­de­ra se re­la­ci­o­nar com os alu­nos nes­ses úl­ti­mos tem­pos”, diz.

Nel­son Evên­cio ves­te ca­mi­se­ta Es­sen­ci­al, short e tê­nis Spe­ed 600, da Pu­ma.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.