9.1.1. Coerência ex­ter­na

Superguia Enem - Português e Redação - - Sumário -

A coerência ex­ter­na diz res­pei­to à re­la­ção do tex­to com seu con­tex­to, is­to é, com sua si­tu­a­ci­o­na­li­da­de. In­di­ca, em ou­tras pa­la­vras, a re­la­ção do tex­to com o mun­do, a ade­qua­ção do tex­to a uma si­tu­a­ção co­mu­ni­ca­ti­va. No ca­so da dissertação do Enem, o tex­to não po­de apre­sen­tar in­for­ma­ções im­pre­ci­sas ou in­ven­ta­das, sob o ris­co de per­der sua coerência ex­ter­na e, as­sim, no­ta no pro­ces­so ava­li­a­ti­vo. Por­tan­to, o can­di­da­to de­ve ter cons­ci­ên­cia das in­for­ma­ções e das re­la­ções que es­ta­be­le­ce du­ran­te a es­cri­ta, não uti­li­zan­do in­for­ma­ções equi­vo­ca­das, in­com­ple­tas, in­ven­ta­das ou fan­ta­si­o­sas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.