Fes­ta de 15 anos ou vi­a­gem: co­mo es­co­lher

Os prós e contras de ca­da op­ção irão aju­dá-la a de­ci­dir

Todateen - - ACHOU! - • Tex­to: Ga­bri­e­la Car­va­lho/ co­la­bo­ra­do­ra • En­tre­vis­ta: Ca­ro­li­na Frei­re/co­la­bo­ra­do­ra • De­sign: Pé­ro­la Stein • Con­sul­to­ria: Ali­ne Maia, con­sul­to­ra da Agen­cia Awa­ke

Van­ta­gens

Des­de pe­que­ni­ni­nhas, ge­ral vive nos fa­lan­do so­bre a fes­ta de de­bu­tan­te. Por is­so, ro­la uma expectativa es­pe­ci­al em vol­ta dos 15 anos.

É o seu momento pa­ra ter uma noi­te de prin­ce­sa cer­ca­da pelas pes­so­as que vo­cê ama e re­ce­ber ca­ri­nho de to­dos.

Além dis­so, dá pa­ra fa­zer uma vi­a­gem em qual­quer ou­tro momento da vi­da, mas a fes­ta de de­bu­tan­te é só no seu ani­ver­sá­rio de 15 anos!

Des­van­ta­gens

Um pon­to ne­ga­ti­vo é que vo­cê gas­ta com uma bai­ta fes­ta que irá du­rar ape­nas uma noi­te. Por is­so, co­lo­que na balança e veja se vo­cê não pre­fe­re gas­tar es­sa quan­tia com uma vi­a­gem ou al­gum ou­tro pre­sen­te. Ou­tro pon­to é que, em­bo­ra se­ja a sua noi­te, vo­cê es­ta­rá mui­to ocu­pa­da com to­da a or­ga­ni­za­ção, pen­san­do na pro­gra­ma­ção da fes­ta, ti­ran­do fotos... Ou se­ja, tal­vez os con­vi­da­dos apro­vei­tem a fes­ta mui­to mais do

que vo­cê. Ei­ta!

Van­ta­gens

O prin­ci­pal pon­to po­si­ti­vo é que vo­cê po­de co­me­mo­rar seu ani­ver­sá­rio em to­dos os di­as da vi­a­gem, além de co­nhe­cer um lu­gar to­tal­men­te no­vo que po­de até ter uma cultura e idi­o­ma di­fe­ren­te. E, se vo­cê vi­a­jar so­zi­nha, o que vai de­pen­der da sua es­co­lha, irá ad­qui­rir uma bai­ta res­pon­sa­bi­li­da­de e in­de­pen­dên­cia, já que, mes­mo com o apoio da companhia de vi­a­gem, te­rá que se vi­rar sem a aju­da dos pais.

Des­van­ta­gens

Es­co­lher a vi­a­gem é abrir mão do seu momento com vestido lon­go, val­sa, ami­gos e fa­mí­lia ao re­dor. Além dis­so, te­rá que pen­sar se irá acom­pa­nha­da dos pais, ir­mãos ou de­sa­com­pa­nha­da. E, se vo­cê for vi­a­jar so­zi­nha, te­rá que se vi­rar nos

30 e con­tar ape­nas com a agên­cia de vi­a­gem ca­so ha­ja qual­quer im­pre­vis­to.

Co­mo de­ci­dir?

O es­sen­ci­al na ho­ra de to­mar a de­ci­são é es­cu­tar seu co­ra­ção e pa­rar pa­ra pen­sar no que, de fa­to, vo­cê tem von­ta­de ou sem­pre so­nhou. Co­lo­que na balança, veja o que mais im­por­ta pa­ra vo­cê e, cla­ro, se lem­bre de que em am­bas as op­ções, vo­cê pre­ci­sa de gra­na e or­ga­ni­za­ção, por is­so, é ne­ces­sá­rio se pla­ne­jar cer­ca de um ano an­tes, in­de­pen­den­te da es­co­lha. Uma coi­sa nós ga­ran­ti­mos: as du­as op­ções ren­dem lem­bran­ças fo­fí­ne­as!

pla­ne­jar! Bo­ra

“Quan­to an­tes mais em fe­char a vi­a­gem, o ide­al con­ta fi­ca, por is­so, com é en­trar em con­ta­to As­sim, o agen­te de vi­a­gem. os de­ta­lhes, vo­cê po­de de­ci­dir e ex­cla­re­cer co­nhe­cer os pa­co­tes

, ex­pli­ca acom­pa­nha­da” ir so­zi­nha ou

E, agên­cia Awa­ke. a Ali­ne Maia, da a fes­ta co­mo ca­so vo­cê es­co­lha te­rá que ver lu­gar, op­ção, tam­bém de­co­ra­ção, car­dá­pio da fes­ta, é ves­ti­dos. En­tão, que im­por­tan­tís­si­mo is­so não se­ja fei­to em ci­ma da ho­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.