Ai que frio!

As re­cla­ma­ções que até quem ama o in­ver­no já fez!

Todateen - - LISTÔMETRO -

Ba­nhei­ro: pi­or lu­gar

Quen­ti­nha e no con­for­to de sua ca­ma, seu des­per­ta­dor to­ca e a von­ta­de de fa­zer aque­le xi­xi­zi­nho ma­ti­nal vem. Mas e a co­ra­gem pa­ra ir pa­ra o ba­nhei­ro ge­la­do? Co­mo se não bas­tas­se ter que en­ca­rar a tam­pa do va­so ge­la­a­a­da, vo­cê ain­da tem que la­var as mãos, o ros­to e es­co­var os den­tes. Mais co­nhe­ci­dos co­mo o combo do de­ses­pe­ro nos di­as fri­os.

Sem­pre phy­na, SÓ QUE NÃo

Ok, ad­mi­ti­mos que até ro­lam uns lo­oks mais pro­du­zi­dos du­ran­te o in­ver­no. Mas não dá pa­ra ne­gar que no con­for­to do nos­so lar (e, às ve­zes, até mes­mo fo­ra de­le) ro­lam umas so­bre­po­si­ções bem di­fe­ren­to­nas e umas com­bi­na­ções de meia de bi­chi­nhos + chi­ne­los que nun­ca vi­ram an­tes. So­mos mui­to lan­ça­do­ras de trends mes­mo!

sua lin­da!

Dei­tar ne­la, no co­me­ço, é di­fí­cil. Mas de­pois que a ca­ma fi­ca quen­ti­nha, a gen­te não quer mais sair. A re­da­ção da tt con­fir­ma: com a en­tra­da do frio, o ín­di­ce de “mais cin­co mi­nu­ti­nhos” do ce­lu­lar au­men­ta em 200%. Afi­nal, ca­dê a co­ra­gem de en­ca­rar a vi­da ~fri­a­aa~ lá fo­ra?

At­chin!

No in­ver­no, a ri­ni­te não só man­da bei­jo co­mo as­su­me um re­la­ci­o­na­men­to sé­rio com a gen­te. Até mes­mo quem não so­fre com o pro­ble­ma aca­ba sol­tan­do uns es­pir­ros por aí. E ha­ja des­con­ges­ti­o­nan­te na­sal pa­ra dar con­ta de tan­to na­riz ver­me­lho fe­at. en­tu­pi­do.

Meu pé não es­quen­ta

Vo­cê po­de amar o frio, mas te­nho cer­te­za de que seu ca­ri­nho pe­la es­ta­ção di­mi­nui um pou­qui­nho to­da vez que vo­cê co­lo­ca se­te mei­as e na­da de o seu pé es­quen­tar. Aí, va­le re­cor­rer pa­ra co­ber­to­res, mais mei­as e até, quem sa­be, um sa­ca­dor de ca­be­lo pra ver se a pe­dra de ge­lo der­re­te.

CARÊNCIA, ATIVAR

Vo­cê já de­ve ter vis­to (ou até mes­mo do) que os posts so­bre mo­zão au­me bas­tan­te no frio.

É que por mais que ral ame a vi­da de sol­tei­ro, não dá p ra ne­gar que fi­car agar­ra­di­nho com al­guém aju­da a dar uma se­gu­ra­da no frio

– e na carência, vai.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.